Sexta-feira 13 e os gatos que as bruxas deviam ter! [Devaneios]

Estive tão envolvida com outras coisas nessa semana que nem me toquei que hoje é "Sexta-Feira 13", um dia recheado de superstições envolvendo gatos pretos, bruxas e derivativos!!!


Bem, entre todos os personagens femininos queridos para mim, as bruxas gozam de um espaço especial. Tenho minha própria coleção de bruxas queridas da literaturas as quais qualquer dia desse vão sim ganhar um post todo especial nessa estante. Mas não hoje!

Hoje, resolvi resgatar um post  sobre o meu querido gato, o Batatinha. Sim, o Batatatinha é o tipo de gato que toda bruxa deveria ter. Desconfio que pode até existir animal tão digno quanto, porém, no entanto, todavia, mais digno que esse felino é difícil.


Bem já disse Terry Pratchett: "Nos tempos antigos os gatos eram adorados como deuses, eles não se esqueceram disso até hoje." (Terry Pratchett). Realmente, os egípcios adoravam a Bastet, a deusa gato, associando-a ao sol, a fertilidade e a gestação... Ainda segundo conta a lenda, com passar dos séculos e o crescimento do Império Romano Bastet passou a ser associada/misturada a Ártemis ficando definitivamente ligada a Lua, noite e derivativos.


Na minha época de graduanda li um livro chamado "O grande massacre dos gatos" e nele tem um capitulo que discute como a imagem do gato associada a feminilidade, a sensualidade e ao perigo foi sendo construída ao longo do tempo. Talvez por essas associações, reze outra lenda que uma bruxa sempre tem um gato preto por perto, o que me leva novamente a Terry Pratchett e suas bruxas.


Uma das bruxas desse autor é a Tia Ogg, ela tem um gato chamado Greebo, depois de Garfield, Greboo é definitivamente meu gato preferido da literatura.



"Para Tia Ogg, Greebo era o gatinho fofo que corria atrás de novelos de lã pelo chão.
Para o resto do mundo, era um gato enorme, um pacote de forças vitais incrivelmente indestrutíveis dentro de um couro que não parecia pele de animal, mas um pedaço de pão deixado num lugar úmido durante quinze dias.

Os estranhos sempre ficavam com pena dele porque suas orelhas não existiam e sua cara dava a impressão de que um urso acampara em cima dela. Não sabiam que ela era assim porque, por uma questão de orgulho felino, tentava violentar ou brigar com absolutamente qualquer coisa, incluindo uma carroça para transporte de toras puxada por quatro cavalos. Cães ferozes gemiam e se escondiam debaixo da escada quando Greebo passava pela rua. Raposas mantinham-se distantes da aldeia. Lobos davam meia-volta.

Era provavelmente o único gato que conseguia ronronar com escárnio."
(Terry Pratchett- Quando as bruxas viajam)



E claro, se estamos falando de gatos não podemos esquecer do gato de Cheshire que em Alice no País das Maravilhas é autor de uma das tiradas mais inquietantes da literatura:


"- Gatinho de Cheshire (...) Poderia me dizer, por favor, que caminho devo tomar para ir embora daqui?
- Isso depende muito de para onde quer ir - responder o Gato.
- Para mim, acho que tanto faz... - disse a menina.
- Nesse caso, qualquer caminho serve - afirmou o Gato.
- ... contanto que eu chegue a algum lugar - completou Alice, para se explicar melhor.
- Ah, mas com certeza você vai chegar, desde que caminhe bastante.
- Mas eu não quero me meter com gente louca - ressaltou Alice.
- Mas isso é impossível - disse o Gato. - Porque todo mundo é meio louco por aqui. Eu sou. Você também é.
- Como pode saber se sou louca ou não? - disse a menina.
- Mas só pode ser - explicou o Gato. - Ou não teria vindo parar aqui."
(Lewis Carroll)

Em síntese, eu não tenho coragem de fazer traquinagens com Batatinha! A dignidade e o orgulho felino que atribuo a ele se confunde com o orgulho e dignidade que eu mesma procuro construir em mim.



Sem contar que eu sempre lembro de Sandman vol. 18, do Sonho de Mil Gatos e de uma Gata informando-nos que podemos mudar o mundo!



E por fim, como boa odiadora de todas as segundas feiras do mundo, não poderia de concluir esse post com uma gracinha do Garfiel:


Boa sexta-feira pessoal!!!
Pandora (Jacilene Santos)

Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

4 comentários:

  1. Mas o Batatinha é fofo demais!! Parece minha Chiara!! <3
    Abraço,
    Vinícius - Livros e Rabiscos

    ResponderExcluir
  2. O Batatinha é fofo!!! Adoro gatos! Uma bolinha de pelos que dá vontade de apertar bem muito! Eu também adoro bruxas! :))
    E na sexta-feira quase quebro meu pé! Bem sexta-feira 13!!! kkkkkk
    Beijos
    Adriana

    ResponderExcluir
  3. O mais engraçado é que comprei o gato cujo sorriso termina esse post. kkkkk

    ResponderExcluir