Marina [Resenha Literária]



Livro: Marina
Autor: Carlos Ruiz Záfon
Editora: Suma de letras

Eu queria muito ter pelo menos 4 gigas de memória “cerebRAM” para lembrar com detalhes de um dos melhores livros escritos pelo sensacional Carlos Ruiz Zafón, pois só assim eu poderia fazer uma resenha perfeita sobre o livro que é nada mais do que ele merece.

Eu queria lembrar todos os detalhes da fantástica fantasia escrita por Zafón que criou Óscar, um adolescente que estuda em colégio interno e que em suas aventuras pela encantadora Barcelona encontra um casarão, um relógio, uma menina e seu pai. Ele rouba o relógio e passa dias sem saber por que o fez quando resolve voltar ao casarão para devolver e conhece Marina, seu pai Germán e uma voz encantadora que canta no casarão que parece abandonado e é iluminado por velas.

O relacionamento de Marina e Óscar é doce e eles vão se conectando cada vez mais à medida que tentam descobrir os mistérios que envolvem uma mulher toda de preto que sempre visita um determinado túmulo no cemitério. Os dois amigos decidem investigar a mulher de preto e ai começa uma aventura cheia de terror e de grandes revelações. Enquanto investigam, eles se deparam com uma estufa que guarda manequins vivos, um álbum de fotos muito estranhas, um teatro caindo aos pedaços, um imigrante que teve um fim trágico ao morrer queimado com sua esposa e várias outras situações perigosas, até descobrirem toda a surpreendente verdade!

Como autor Zafón se superou, escreveu uma fantasia cheia de suspense com diálogos encantadores e às vezes inocentes, uma história perigosa, misteriosa, intrigante. É perceptível o amadurecimento do autor se levarmos em consideração os livros que ele escreveu anteriormente a “Marina”.

Todos os diálogos, o envolvimento dos protagonistas, o mistério, a convivência com o pai doente de Marina, a Barcelona descrita quase como uma poesia, tudo é mágico no livro, tão mágico que até o final imprevisível e um tanto triste é aceitável.

Eu adoro Zafón, adoro o que ele escreve e acho que “Marina” é um livro inesquecível. Leia.

Nota:



Marise


Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

8 comentários:

  1. Oi :)
    Eu simplesmente AMO esse livro kkk Ele me deixou bastante perturbada, tu não ficou não?
    Eu passava a noite sem conseguir focar no sono, só pensando nos mistérios kkkkk
    A escrita de Zafon é realmente incrível, ele é um autor que eu adoro. Marina foi meu primeiro livro dele e desde então sou fã.
    Adorei sua resenha, realmente o livro é tão envolvente que o final triste chega a ser aceitável.

    http://elaeseuslivros.blogspot.com.br ♥

    ResponderExcluir
  2. Puxa, não gosto muito de finais tristes, mas a Marise foi tão categórica ao falar bem do livro que confesso que fiquei curiosa!

    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Pers, o livro é muito instigante e eu fiquei foi feliz por ter acontecido o que aconteceu porque pelo menos antes do final triste houveram momentos em que se viveu intensamente.

    Jéssica, eu ficava pensando: o que é aquilo? Como assim? O livro envolve de um jeito que não dá pra pensar muito em outras coisas, o jeito é acabar de ler rapidinho!

    ResponderExcluir
  4. Como não gostar desse livro,né?Ainda não li , mas já gosto só pelo o que vejo sendo falado sobre ele. Ótima resenha, Marise...parabéns por conseguir expressar os sentimentos que absorveu lendo o livro em palavras.
    Michele...aceito parceria com vocês, sim! Como funcionam as parcerias aqui? Me manda um msg pelo formulário de contato do blog falando.
    Beijos!
    Paloma Viricio-Jornalismo na Alma.

    ResponderExcluir
  5. Todo mundo fala maravilhas não só desse livro, mas de todos do Zafón!
    Gente, eu realmente preciso mudar a minha realidade e ler um livro dele! :O

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  6. Preciso ler!! Também acho esse autor simplesmente genial! Ele escreve de uma maneira tão simples e envolvente.

    ResponderExcluir
  7. Eu li Marina por esses dias e fiquei maravilhada. Como Zafón foi perfeito! Escreveu um livro redondo, intimo e profundo, fez homenagens e referencias a clássicos do terror, do absurdo, do existencialismo... O absurdo de Kafka (que é homenageado no gato da Marina), o terror de Mary Shaley (sobrenome do médico), o suspense de Poe disperso em todas as paginas... ficção cientifica... existencialismo... Gente, muito amor por esse livro, preciso escrever sobre ele Marise, adorei sua resenha...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que leu, que gostou, que se encantou. Zafón tem este poder sobre nós!!!!!

      Excluir