Sangue de Tinta e Morte de Tinta [Resenha Literária]


Atenção, a resenha abaixo contém spoilers!

Sangue de Tinta é a continuação de “Coração de Tinta” e é nele que Meggie demonstra a sua impaciência com este mundo comum e quer de todo jeito conhecer o mundo de tinta. De posse dos cadernos com as histórias do mundo de tinta e desenhos feitos por sua mãe, ela só pensa em ir embora, e Farid a procura para que ela o leia para dentro do livro para que ele vá atrás de Dedo Empoeirado, que foi lido pra lá por Orfeu que também tem a língua encantada e que foi “contratado” pela mãe de Capricórnio. Farid quer avisar a Dedo Empoeirado que Basta, o mais perigoso bandido do bando, quer matá-lo porque foi ridicularizado por ele na frente de todo o grupo de Capricórnio. Farid pega o papel com as palavras que levaram Dedo Empoeirado de volta para o livro e leva para Meggie que também tem o dom de Mo, e juntos eles partem para o mundo da magia, apesar de que seu pai lhe dizia sempre que ela devia esquecer aquele mundo, que ele não traria coisas boas.



No mundo de tinta Meggie e Farid encontram Fenoglio instalado na casa de Minerva e seus filhos, tentando escrever e mudar os destinos dos personagens do seu livro que de uma hora para outra resolveu se escrever sozinho. Várias coisas acontecem na história sem que Fenoglio as tenha escrito e ele não consegue compreender porque isso acontece. Cosme, o príncipe que de tão lindo encantava as pessoas está morto, Violante a feia, sua esposa, nunca teve seu amor, seu pai, o Príncipe Porcino está em luto eterno e esmorecendo desde sua morte, e Jacopo o filho da Feia com Cosme é um menino mais levado pelo mal do que pelo bem. Na tentativa de acabar com toda a tristeza em sua história, ele cria o Gaio, um herói ladrão que ajuda os mais necessitados e o personagem é baseado na imagem e caráter de Mortimer.

Enquanto isso no outro mundo, Mortola prende Mo e Orfeu lê as palavras que os levam para o mundo de tinta também e chegando lá Mortola, por vingança pela morte de seu filho, atira em Mo que gravemente ferido fica sob os cuidados da curandeira Urtiga, que ensina como afastar as Damas Brancas que levam as pessoas para o mundo dos mortos.

O Príncipe Porcino morre de tristeza e o pai da Feia, o Cabeça de Víbora quer ser o dono de Ombra, cidade onde se encontra o mundo encantando e seus habitantes. Fenoglio falha na tentativa de ressuscitar Cosme e a cada dia o Gaio se torna mais importante na história ao ponto de Mo não saber mais se é o encadernador ou o herói salvador. 


Cabeça de Víbora consegue prender o Gaio que quer provar a ele que é apenas Mo o encadernador, e pelas palavras de Fenoglio, Mo promete ao cruel pai de Violante, A Feia, encadernar um livro em branco que lhe daria vida imortal ao escrever seu nome nele e ele só morreria caso fossem escritas três palavras nele. Em troca do livro que o fará imortal, o Cabeça de Víbora promete deixar Mo e Meggie livres. Depois de pronto o livro, Mo e Meggie saem do castelo, mas são perseguidos e lutam contra os encouraçados, soldados do Cabeça de Víbora e com a luta há morte e dor e também a uma troca com as Damas Brancas, que um volte à vida para que outro morra e assim se faz.

”Morte de Tinta”

Nele Mortimer assume o personagem, ou o personagem assume Mortimer e ele é o Gaio. Vivendo em um sítio distante da cidade de Ombra, ele sai todas as noites com o Príncipe Negro e seus companheiros para roubar comida para as pessoas pobres, já que o Cabeça de Víbora agora imortal, toma deles todo o sustento.

No outro mundo, Elinor está imensamente triste porque também quer ir pro mundo de tinta e ela dá um jeito de ir!

Estão todos lá ajudando o povo daquele mundo, conhecendo aquele lugar encantado e lutando por sua sobrevivência. 

As palavras fogem de Fenoglio e Orfeu as toma para si dominando a história, tentando destruir o Gaio que é cantado por todos os lugares. Farid trabalha como escravo para ele apenas porque lhe prometeu fazer um grande favor e ele vê Meggie poucas vezes, e nestas poucas vezes eles aproveitam pra viver uma paixão inocente.

Mo mais uma vez é preso pelo Cabeça de Víbora porque ele pode ter encadernado o livro que o tornou imortal, mas também deixou lá um pequeno problema que está apodrecendo o terrível príncipe do mundo de tinta. E é com a ajuda de uma andorinha que Mo encerra sua aventura e decide em que mundo eles vão morar. 

Surpresas, emoções, a cada página um acontecimento diferente e muitas vezes surpreendente, se eu colocasse uma palavra a mais para contar um pouco desta história eu poderia estragar um momento supreendente para o leitor e por isso omiti muitas palavras e muitas explicações.

Para apaixonados por livros a trilogia é mais que perfeita, o sonho de poder ao invés de apenas ler faz parte da história e, bom, quem não ia querer?

Dados dos Livros

Livros: Sangue de Tinta e Morte de Tinta
Autora: Cornelia Funke
Editora Cia. Das Letras
Nota: 

"Sangue de Tinta": Merece quatro Harry´s e meio pelo critério do Blog porque o terceiro livro é ainda melhor.

 

"Morte de Tinta":


Marise
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

4 comentários:

  1. Não conhecia essa séria, mas parece ser realmente muito boa
    Gostei da dica

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Sua resenha só aumentou minha vontade de ler essa trilogia! Até hoje não assisti ao filme porque quero ler os livros primeiro.

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  3. Carla A.

    O filme foge muito da história do livro, não conta nem metade e ainda muda muita coisa. Leia os livros, são encantadores!

    Angela,
    que bom que se entusiasmou!!!


    Mi,

    muito obrigada por cortar o Harry pela metade, existem coisas que são fundamentais pra mim, esta é uma delas, rsrsrsrs.

    ResponderExcluir
  4. hum...nem brinca, só vejo resenha de livro bom aqui no blog. Sou muito curiosa para ler esses livros, iria pedir o primeiro volume, mas confesso que fiquei com um pouco de preguiça por ele ser bem grandinho, mas vou dar uma chande quando tiver um tempo um pouco maior. Ansiosa...
    Te desejo um ótimo Natal e Ano Novo
    Beijos
    Paloma Viricio- Monólogo de Julieta.

    ResponderExcluir