A Rosa do Inverno [Resenha Literária]


Livro: A Rosa do Inverno
Autora: Meg Cabot (Patrícia Cabot)
Editora Essência

Estou ficando muito triste! Já li praticamente todos os livros de romance de época da Meg Cabot! Só faltam três para terminar! O que eu farei depois?!

“Rosa do inverno” conta a história de Peggen, filha de um pastor de um povoado pequeno que cuida do seu sobrinho desde o dia que ele nasceu, sendo, portanto, sua guardiã. Acontece que o pai falecido do menino era de uma família rica, e seu tio folgado não quer se tornar um duque, porque dá muito trabalho! Então, Lord Edward Rawlings faz de tudo para encontrar seu sobrinho e passar a ele o título de nobreza, só que para conseguir levar a pestinha do sobrinho de 10 anos para sua mansão e dar a ele a educação de um duque, Edward precisa levar também a tia do garoto, Pegeen.

Edward e Pegeen se envolvem quase que de imediato, numa paixão incontrolável, só que Edward é tudo aquilo que a Peggen abomina num homem, já que além de ter uma amante casada, Edward também representa toda a futilidade da nobreza que não trabalha e vive explorando os pobres. Aliás, a crítica social da Meg em relação a isso é fantástica, uma vez que Pegeen simplesmente não aceita as atitudes da nobreza, mesmo porque chega a dar nojo dos nobres narrados no livro, ninguém tem salvação!


Obviamente que Peggen acaba fazendo Edward enxergar melhor as coisas, mas ela é teimosa demais para enxergar as mudanças dele. Ademais, o passado da família da moça a assombra constantemente, impedindo-a de viver um bonito romance. Por conta disso e do mistério que envolve o relacionamento da sua irmã com o irmão de Edward, o livro mostra certo suspense, pouco, mas o suficiente para deixar o leitor querendo saber dos fatos.


Em relação aos personagens, devo dizer que de todos os livros de romance da Meg Cabot, Pegeen é sem dúvida minha protagonista preferida! Ela é liberal, feminista, engraçada, inteligente e mesmo sendo filha de um pastor não impõe sua religião aos demais e ajudam a todos que precisam, nem que seja uma prostituta, para o horror dos personagens religiosos! O único defeito de Peggen é sua teimosia, mas dá pra entender os motivos dela em ser assim!


Mais uma vez a autora conseguiu escrever um romance com erotismo na medida certa, sem ser vulgar ou apelativo. Além disso, “A rosa do Inverno” consegue mostrar melhor do que nos outros livros a vida social da nobreza e também dos mais pobres durante o século 19. Tudo isso numa narrativa bem escrita, leve, descontraída e com personagens cativantes!

Nota:




Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

15 comentários:

  1. Ah, um livro maravilhoso que a gente Le em uma única sentada, como sempre a Sr Cabot é maravilhosa ao escrever em suas obras e esta de cara entrou para a lista dos melhores. O livro tem 414 paginas que você não ver passando. E Edward tem tudo na medida certa, não é muito meloso, mas também não é um perfeito grosso. E a gente vê mais amor da parte dele por ela do que o contrario, mas é porque alem de não querer dar o braço a torcer, Pegeen guarda um segredo. Que nos deixa de cabelo em pé quando é descoberto.

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Pois é Angela, teve momentos que até fiquei com peninha dele com a teimosia dela!!
    E concordo com vc, a gente lê numa sentada só de tão bom que é!!!

    Bjs, Mi

    ResponderExcluir
  3. E você se pergunta o que vai fazer? E eu que agora preciso ler este livro urgente? Como faz pra ter dinheiro?

    Mi, adoro suas resenhas, principalmente quando o livro é da Meg que eu adoro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Má, uma tristeza né? A Meg só faz a gente aumentar nossas listas de desejos cada vez mais e mais! kkkkkkkk

      Excluir
  4. Não sabia que a Meg escrevia romance de época. Nunca li nada dela, mas esse parece ser realmente bom. Adorei a resenha e a dica!

    Beijos,
    biblioteca-de-resenhas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei se ainda escreve Mariana, mas escrevia e são ótimos! Se for ler espero que goste.

      Bjs

      Excluir
  5. Ou seja, a Meg conseguiu como sempre contar uma história romântica como a gente gosta e ainda fazer sua homenagem ao passado. Cada linha que leio sobre ela mais e mais me levam a admirar a autora.

    Cheros, Mi, adorei a resenha, Jaci.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Pandinha! Vc tem que ler mais um livro da Meg kkkkkkk

      Excluir
  6. Oi,
    Li alguns livros de Meg, sou fã da escrita dela, uma forma tão cativante né? muitas vezes bem próxima da realidade.
    Mas ainda não li nenhum livro com o nome de Patricia Cabot acredita? sempre leio resenhas que me deixam bastante curiosa.
    Acredito que esse é um ótimo começo hehe
    Beijos

    Mari - Stories And Advice

    ResponderExcluir
  7. Oi Mari é um ótimo começo sim, mas já vou avisar quando vc começar a ler não vai querer parar! kkkkk

    ResponderExcluir
  8. Não tive a oportunidade de ler algo da Meg, ainda, mas pretendo começar por esses romance de época, que me parecem ser ótimos, gostei muito da resenha.

    Beijos,
    Lara - whoisllara.com

    ResponderExcluir
  9. Olá!!

    Não li nenhum livro da autora, mas este me chamou a atenção pelo seu gênero. Não devo lembrar de ter lido nada que se passe na nobreza. Fico muito na literatura fantástica!! xD

    Seria uma boa para mim então... rsrsrsr

    Obrigada pelas visitas!! ^^

    Até breve!

    ResponderExcluir
  10. Ai, cara! Eu não me animo em ler os livros YA da Meg, mas os romances históricos sim. E me interessei muito por esse por causa da personalidade da protagonista. Parece ser uma moçoila forte, confiante de si e que não se dobra sem lutar até o fim. Gosto assim.
    Quero ler!
    Beijo!
    Ótima resenha, Michele.

    Sacudindo Palavras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E como ela é forte Ericona! Difícil de dobrar! rsrsrrss

      Bjs

      Excluir