Não é apenas trilha sonora

Heath Leadger dando uma de cantor em "10 coisas que eu odeio em você"
 
Há gente muito esperta no mundo. Há gente esperta o suficiente pra escolher uma única bela música e usá-la como centro de uma cena, marcando assim o filme de maneira única. Na verdade, eu não entendo o porquê dessa genialidade não ser frequente no cinema. Foi difícil fechar uma lista de 5, como sempre faço por aqui, mas acho que consegui fazer uma válida.
 
 
5. To sir with love - Lulu
 
Ao mestre com carinho (1967): Mark Thackeray (Sidney Poitier) é engenheiro, mas ficou desempregado e resolveu dar aulas em Londres. Ele começa a ensinar alunos majoritariamente brancos em uma escola no bairro operário de East End. Thackeray se depara então com adolescentes indisciplinados e desordeiros, e que estão determinados a destruir suas aulas. Só que o engenheiro, acostumado com hostilidades, não se amendronta e enfrenta o desafio de ensinar uma turma de baderneiros. Ao receber um convite para voltar a atuar como engenheiro, ele tem que decidir se pretende seguir como mestre ou voltar ao antigo cargo.
 
O nome da música é o nome do filme. Coincidência ou não, uma cena final com uma música dessas marca não só o filme, mas como é o sonho de consumo de qualquer professor que o tenha visto: é uma prova de reconhecimento. Não sei muito sobre a Lulu, além de que ela é cantora e atriz e foi casada com o lindo e querido Maurice Gibb dos Bee Gees.



 
4. Time of my life - Bill Medley e Jennifer Warnes
 
Dirty Dancing (1987): Em 1963, Frances Houseman (Jennifer Grey), ou "Baby", como é chamada pela família, uma jovem de 17 anos, viajou com seus pais, Marjorie (Kelly Bishop) e Jake Houseman (Jerry Orbach) e sua irmã Lisa (Jane Brucker) para um resort em Catskills. Ao contrário de Lisa, que pensa em roupas, Frances é idealista e quer estar no próximo verão no Corpo da Paz estudando a economia dos países do Terceiro Mundo. Assim, ela espera que este seja o último verão como uma adolescente despreocupada, mas Baby não se dá muito bem com sua irmã mais velha e está entediada em tentar distrair os hospedes mais velhos (foi envolvida nesta situação por seu pai). Até que numa noite Baby ouve algo que parece ser um som de festa no alojamento dos funcionários (que os hospedes não podem ter acesso). Ela consegue entrar na festa graças a um empregado e descobre que ali o pessoal realmente se diverte com danças, que Max Kellerman (Jack Weston), o dono do hotel, não permite. Baby chega a dançar com Johnny Castle (Patrick Swayze), um professor de dança, e logo fica apaixonada por ele. Quando Penny Johnson (Cynthia Rhodes), a parceira de dança de Johnny, fica grávida por ter se envolvido com Robbie Gould (Max Cantor), um dos garçons, Baby se oferece para aprender a dançar e substituir Penny, mas o pai de Baby, quando descobre, não gosta disto, pois considera que Johnny é de outra classe social e Baby é jovem demais para entender seus sentimentos.

Única música não cantada pelos atores dessa lista, mas a presença dela era necessária. Por quê? Porque é um dos finais mais lindos e clássicos do cinema e, além de tudo, dá o devido valor a capacidade de acalmar feras que a música tem. Acalmar feras e divertir pessoas entediadas. Eu já não sei se a música se tornou clássica por causa do filme ou se foi o filme que abusou da beleza da música pra se dar bem. Um pouco dos dois, provavelmente.
 

 
3. I can't take off my eyes off you - Heath Leadger
 
10 coisas que eu odeio em você (1999): A situação está tensa na casa dos Stratford. Bianca (Larisa Oleynik) não vê a hora de arranjar um namorado, mas seu pai (Larry Miller) não permite que ela saia com garotos. Após muita insistência, o pai toma uma resolução: Bianca pode namorar, desde que sua irmã, Katharina (Julia Stiles), namore também. Só que Katharina é uma verdadeira megera, que não tem amigos na escola nem em lugar algum. Para resolver a questão, Cameron (Joseph Gordon-Levitt), apaixonado por Bianca, resolve contratar o misterioso Patrick Verona (Heath Ledger) para seduzir a futura cunhada.

A música originalmente gravada por Frankie Valli não perdeu nadinha na versão da comédia adolescente. Não vou entrar em detalhes do sonho utópico que todas as fãs do filme têm de ver um Heath Leadger cantando pra elas, mas vou destacar a qualidade com que foi elaborada a cena, com entrada da banda na hora certa e tudo mais.

 

 
 
2. Twist and shout - Matthew Broderick
 
Curtindo a vida adoidado (1986): No último semestre do curso do colégio, Ferris Bueller (Matthew Broderick) sente um incontrolável desejo de matar a aula e planeja um grande programa na cidade com sua namorada (Mia Sara), seu melhor amigo (Alan Ruck) e uma Ferrari. Só que para poder realizar seu desejo ele precisa escapar do diretor do colégio (Jeffrey Jones) e de sua irmã (Jennifer Grey).

Eis o passado negro da mocinha de Dirty Dancing: irmã de Ferris Bueller. O Ferris que matou aula e dominou o desfile de quatro de julho cantando, ou melhor, dublando Beatles. A cena é tão clássica, mas tão clássica, que se tu procurares Twist and shout no youtube, ela vai ser a segunda opção, só perdendo pro quarteto de Liverpool (isso que ela foi originalmente gravada por uma banda chamada The Topnotes e depois por The Isley Brothers antes de ser imortalizada pelos reis do iê-iê-iê). É impossível ver Ferris animando todo mundo sem desejar estar no meio da multidão também.

 


 
 
1. Johnny B. Goode - Michael J. Fox
 
De volta para o futuro (1985): Um jovem (Michael J. Fox) aciona acidentalmente uma máquina do tempo construída por um cientista (Christopher Lloyd) em um Delorean, retornando aos anos 50. Lá conhece sua mãe (Lea Thompson), antes ainda do casamento com seu pai, que fica apaixonada por ele. Tal paixão põe em risco sua própria existência, pois alteraria todo o futuro, forçando-o a servir de cupido entre seus pais.

É uma música de ninguém menos que Chuck Berry, pai do rock'n'roll, em um dos maiores clássicos dos anos 80, como não liderar essa lista? E, ao contrário dos outros, ela não é o maior destaque do filme, na verdade é só um detalhe. Um genial detalhe. Um detalhe que brinca com o próprio compositor da música. Marty McFlurry, saído dos anos 80, chega nos 50 brincando com a guitarra enquanto Marvin Berry, o músico machucado que ele substitui na banda, liga para o primo Chuck pra sugerir a gravação da música. Uma das muitas sacadas fantásticas desse filme. Vejam e revejam tentando inutilmente enjoar.
 

 
Encerro aqui e vou ali ouvir mais do primo do Martin Barry, licença. Divirtam-se por aí também!
 
 
 
*Sinopses dos filmes tiradas do Adoro Cinema. 
 

Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

14 comentários:

  1. Caramba Ana só filmaço com trilhas maravilhosas! Time of my life e I can't take off my eyes off you são as minhas preferidas ( e sim eu amo o Heath Leadger!!!)

    Bjs, Mi

    ResponderExcluir
  2. 10 coisas que eu odeio em você é um clássico
    Os outros eu não conheço

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Nossa, acho que um dos melhores posts musicais que já li na vida! Só fera, trilha sonora de primeira. Ao Mestre com Carinho é lindo demais! Parabéns!

    ResponderExcluir
  4. Amei muito ver o Heath aí! Não conhecia as outras, vou ouvir!

    ResponderExcluir
  5. Genial este top 5 que vc elaborou! Realmente é uma coisa que acontece nos meus filmes preferidos, e que deveria acontecer em todos. Na minha lista eu incluiria 'Clair de Lune' de Crepúsculo que marcou não só o primeiro filme como a saga inteira, fazendo parte do gran finale tbm!! E a música 'My Girl' do filme 'Meu Primeiro Amor' (o filme se chama My Girl nos EUA) *---*

    xoxo
    http://amigadaleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Esse foi seu melhor post Ana. Adorei o "passado negro" da atriz de Dirty Dancing. Eu ficava muito bolada com ela nesse filme. Ferris é o mestre, todos temos muitas coisas a prender com ele kkk.

    ResponderExcluir
  7. 10 coisas que eu odeio em você é um dos meus filmes preferidos, adoro essa música e essa parte, muito legal o post!


    Lara - whoisllara.com
    (peço desculpas pelos dias que estive sumida)

    ResponderExcluir
  8. Eu acho que algumas vezes um diretor de cinema encontra um gênio para fazer a trilha sonora certa e ai bummm o milagre acontece!!!

    Eu acho que nunca assisti como se deveria: "Ao mestre com carinho" e depois dessa música deu até vontade.

    Dirty Dancing eu já vi até cansar e nunca canso!!! Que filme!!! É jovem, é bonito, é dançante e me faz sonhar \o/

    10 coisas que eu odeio em você é simplesmente clássico!!! Já vi esse filme mil vezes e não me canso jamais!!! E me pergunto: "alguém consegue se cansar?"

    Gente, Twist and Shout eu tenho em meu celular! Acredita que várias vezes quando estou sozinha com as ultimas crianças da creche coloco essa música e me pego dançando com elas \o/ Lembro que da primeira vez que fiz isso a reação foi altomatica eles sorriram \o/ Tem como não ri e sorrir com essa música?

    Bem, meu top 1 séria certamente séria Twist and shout, mas "De volta para o futuro" é classicão. Acho que quem vai gostar dessa sua escolha é o Alexandre que é louco por esse filme.

    Cheros, Jaci...

    ResponderExcluir
  9. Adorei os escolhidos. É impossível imaginar essas musicas sem os filmes juntos e vice-versa.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  10. Time of my life OOh my godness!!! A melhor música, na verdade filme porque né??? Por favor!!!! Adorei o post, e que nem você acho genial isso de ser uma música só que marca o filme! Os caras que fazem isso são demais.

    Beijos
    http://www.partesdeumdiario.com/

    ResponderExcluir
  11. Que post bem feito! Este blog é ótimo, meninas.
    Adorei a lista! Time of my life e Dirty Dancing realmente são indissociáveis!
    Acredita que ainda não assisti 10 coisas que odeio em você?
    Beijos!

    www.ratasdebiblioteca.com

    ResponderExcluir
  12. Ai cara eu simplesmente sou apaixonada pelo 10 coisas que eu odeio em você, não apenas essa cena que tu citou mas a trilha sonora inteirado filme é boa demais!

    Abraços,
    Tamara Costa
    http://www.doseliteraria.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Show! Time of my life é mesmo uma música incrível e que é impossível ouvir sem lembrar do filme! Bom, toda a seleção ficou bacana :-)

    ResponderExcluir
  14. Oi Ana, desculpe não concordar com você por duas razões: primeira, são inúmeras as músicas que foram trilhas sonoras de filmes inesquecíveis que se tornaram tão associadas ao filme, que é como Pandora diz, fica difícil imaginar a música sem o filme (e viceversa). Talvez, essa genialidade a que você se refere, seja nos dias atuais mas, no passado? Isso era muito comum. Segundo, teria outras músicas diferentes das suas que elegeria como músicas marcantes do cinema. Cito abaixo apenas as dez melhores, mas tem muitas outras. Embora tenha assistido a todos os filmes citados.
    As time goes by - Casablanca
    Edelwiss - A noviça rebelde
    O passo do elefantinho - Hatari
    Moon river - Bonequinha de luxo
    Bateau Mouche - Charada
    Over the rainbow - O mágico de Oz
    Mrs. Robinson - A primeira noite de um homem
    Unchained Melody - Ghost - Do outro lado da vida
    Você não me ensinou a te esquecer - Lisbela e o prisioneiro
    James Bond theme - Dr. No

    Sou Alberto Valença do blog Verdades de um Ser e colaborador do Meu pequeno vício.
    http://verdadesdeumser.com.br
    http://meupequenovicioo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir