O que diz o livro: "O Ateneu" de Raul Pompeia [Devaneios]

O "Arlindo Lobo" do Maçã Literária nos indicou há milhares de anos bloguisticos uma tag que eu achei bem legal, então resolvi responder. No caminho da resposta acabei reencontrando um velho amigo e refletindo um pouco sobre ele também.

Espero que vocês apreciem seguindo o roteiro da tag e o exercício de reflexão na qual ela me colocou.

Roteiro da Tag "O que diz o Livro"

1- Vá até a sua estante e escolha aleatoriamente uma das prateleiras.

Prateleira escolhida, já sem o livro escolhido, que foi o 5º:


Agora, conte da esquerda para a direita o número de livros correspondente ao número do mês do seu aniversário. Qual o livro selecionado?

5º Livro: "O Ateneu" de Raul Pompeia, edição "Martin Claret"


2- Abra o livro na página correspondente ao dia do seu aniversário. Fotografe o livro.


3 - Leia a última frase da página e diga o que ela tem a ver com você.


Nessas primeiras páginas do livro, que é um trabalho autoral do Raul Pompeia no qual ele fala sobre a experiencia escolar dele, se descreve o ambiente da escola. Essa última frase, que na verdade mais parece uma série e interjeições, como tudo no livro tem um tom de critica a sociedade imperial e a ambiência da escola do Professor Abílio César Borges, barão e Macaúbas.
"Fuja deles, fuja deles. Cheiram a corrupção, empestam de longe. Corja de Hipocritas! Imorais! Cada dia de vida tem-lhes vergonha da véspera." (Raul Pompeia_O Ateneu_ pg. 30)
4 - O que você acha da capa do livro?


Honestamente gosto dessa capa, poderia ser mais caprichada, mas ainda assim não é de se jogar fora. Embora eu apreciaria muito mais se nela aparecesse o prédio do Colégio Abílio ou alguns dos utensílios usados pelos alunos por lá.

5 - Se for um livro que você já leu, resuma em um parágrafo a história do livro. Caso não o tenha lido, quais são as suas expectativas em relação a ele e por que o comprou?
"O Ateneu é único romance de formação produzido no Brasil Imperial a atravessar o tempo e chegar no século XXI. Nele o autor fala sobre sua experiencia escola, descreve sua escola, seus professores e os alunos a frequentar esse ambiente. O Raul Pompéia não era, na minha opinião, um adulto feliz e em vez de se concentrar em procurar a felicidade se concentrava em procurar em quem jogar a culpa de sua infelicidade. Bem, a escola também é culpabilizada por ele. Essa melancolia se imprime em seu texto e acaba dando a entender que a escola apesar de passar uma imagem de excelência não era essa coisa toda. Sinceramente não existe escola perfeita, mas segundo a narração do próprio Raul o colégio era amplo, não havia castigos físicos, havia espaço para as brincadeiras, cuidado para os que adoeciam, um baita laboratório de ciências e os alunos tinham acesso ao melhor da literatura desde filósofos gregos até Alexandre Dumas. Eu adoraria estudar em uma escola tão bem equipada e cercada de verde como foi o colégio do Barão de Macaúbas! Esse livro é leitura obrigatória para os que tem curiosidade de saber sobre o passado através dos olhos de quem viveu o passado. É um documento histórico."
6 - Escolha uma música que você acha que parece com o livro.

Uma música que eu associo ao livro é "Aquarela" de Toquinho, para mim tem cara de escola, embora vou te contar, o Raul não tenha sido um adulto grato a providencia por colocá-lo em uma escola tão bem equipada até para os moldes de hoje.

                     

7 - Indique 10 blogs para responderem a tag.

Quem quiser se aventurar sinta-se convidado!!!

Se quiser conferir as respostas do pessoal do Maça, é só clicar aqui
Cheros, Jaci.
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

9 comentários:

  1. "embora vou te contar, o Raul não tenha sido um adulto grato a providencia por colocá-lo em uma escola tão bem equipada até para os moldes de hoje." Se eu tivesse passado pelo o que ele passou tb não teria sido grata não! rsrsrsrs

    ResponderExcluir
  2. Ah, quero participar também.. Me convida :)
    Gostei do teu espaço :)

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito das respostas. Ficou legal...ksks

    Abraços!
    http://macaliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. A tag é bem diferente de todas que já vi, quero me arriscar sim, quem sabe né xD

    xoxo
    http://amigadaleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Adorei a tag e já anotei aqui para fazer. Não li esse livro ainda, acho que na escola foi um dos únicos que eram obrigatórios que eu deixei de ler.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  6. kkk acho que vou fazer pra tirar o pó do entre livros.

    ResponderExcluir
  7. Oi Jaci!

    Adorei essa tag, muito muito muito criativa! Acho que vou fazer lá no blog rs Nunca li O ateneu, apesar de já ter sido passado na minha escola. Agora me veio a lembrança da obra e a vontade de dar uma espiadinha, parece ser bom.

    Beijos,
    biblioteca-de-resenhas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Olá!!

    Ideia criativa essa tag. Quando eu estiver sem ideia do que postar em livro vou ver se faço ela. Parece trabalhosa, mas ao mesmo tempo divertida!

    Adoro Aquarela do Toquinho, lembra quando eu cantei ela no karaokê.

    Qualquer dia desses eu me aventuro nessa leitura.

    Até breve!

    ResponderExcluir
  9. Muito boa essa Tag. Adorei a musica que escolheu. Amo "Aquarela" do Toquimho

    Beijos



    Saleta de Leitura

    ResponderExcluir