A menina que não sabia ler [Resenha do Livro]



Faz um tempo que esbarrei com um livro em 2012, e como este ano o autor lançou uma continuação, decidi voltar a falar dele. Este livro na realidade me achou, pois na ocasião em que o comprei, eu o achei fora das estantes reservadas a eles  nas Lojas Americanas, ele estava na seção de eletrodomésticos. Eu não estava interessado, pois não achava legal a enxurrada de livros que pegou “arrego” no sucesso de A menina que roubava livros”, mas “A menina que não sabia ler”, de John Harding, publicado pela Leya no Brasil, acabou me seduzindo.

A capa é bem romanceada, imaginei ser uma trama tranquila. Comecei a leitura da história que narrava a vida de uma adolescente órfã, Florence, no século XIX, e que vivia na mansão de um tio ausente, com o seu meio irmão, sendo cuidada por uma preceptora  que tinha como regra explicita não permitir que a menina aprendesse a ler.

Florence, no entanto, encontra uma biblioteca na mansão e começa a frequenta-la ocultamente aprendendo a ler sozinha escondida dos criados e da preceptora.

Parece até que este era realmente tema central do romance.  – mas não é. - Isso mesmo! O que pelo título levaria a crer ser o fundamento da narrativa, não passa de uma parte dela. O germe pivô mesmo é a obsessão de Florence para com o irmão Giles e a sua ligação com a nova preceptora  Srª Taylor. No meio da história percebi que já não se falava mais da "menina que não sabia ler", mas de uma história psicótica da mente da adolescente perturbada... o enredo torna-se enigmático quando a menina cria uma paranoia em torno da preceptora, envolvendo fantasmas, espelhos que a observam, e um eminente sequestro.

"Como assim?" Disse eu enquanto lia o livro e voltava para a capa, perguntando novamente: "Como assim?" Que demais!  Foi então que decidi pesquisar mais sobre o livro, por meio do título original da obra: “Florence and Giles”  - opa! Nada a ver com menina e livros. -  E acabei encontrando a capa da versão original:

Puxa vida! Essa capa e este título sim se enquadrariam bem melhor no enredo do romance “triller”que eu estava lendo. Enfim acabei um pouco decepcionado, mas não com a história, que é muito boa, e vai se tornando mais interessante, por a editora ter mudado tão drasticamente a capa e o título do livro, na tentativa de "pegar carona" na onda de best-sellers do tipo: “A menina que roubava livros” ou ainda “O menino do pijama listrado” Coisas do mercado editorial...

Entretanto, achei o livro ótimo! Uma boa leitura, com um final chocante. – chocante mesmo! – Estou agora louco para ler A menina que não sabia ler 2, e já adquirir o meu ebook. A história merece nota 5, mas por conta da mudança drástica envolvendo a capa e o título, a obra perdeu um ponto. Mas insisto, vale a pena ler a história, mas não leve em consideração a capa  - a capa mente.

Dados do Livro

Livro: A menina que não sabia ler
Autor: John Harding
Editora: Leya
288 pgs
Preços: R$22,87 a 39,90
E-book: R$ 27,99
NOTA:


Alexandre Melo

Compartilhe no Google Plus

Sobre Alexandre Melo

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

10 comentários:

  1. Fiquei bem curiosa em relação ao menina q sabia ler.... Parece ser bem interessante!!
    http://foreverabookaholic.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Nossa, eu fico muito chateada quando as editoras fazem isso, quando mudam a capa por algo que está na moda É propaganda enganosa, deturpa a imagem que o livro transparece. Isso acontece principalmente com livros com protagonistas mulheres ou escrito por autoras, colocam capas com tom de rosa ou lilás, com flores e coisas assim, mesmo se a história for de suspense, terror, ficção científica.
    É desanimador perceber que você investiu dinheiro e tempo num livro que não era o que você desejava. Pode acontecer de ser surpreendido positivamente, como foi o seus caso com esse livro, mas também pode ser desastroso, fazendo até mesmo algumas pessoas desanimarem com o mundo literário.
    É muito chato levar gato por lebre.

    Gostei do seu post, e por você ter pesquisado sobre a capa (historiador adora escarafunchar sobre as coisas, rsrs).

    Abraços!

    http://corujadequinta.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo carinho. Sim, adoro pesquisar! kkkk Realmente é chato. Mas, mesmo assim, quem sabe você não lê ele... achei a história interessante. Abraços!

      Excluir
    2. Já coloquei esse livro na minha "lista de quereres" para futuras compras, rs. Mas só coloquei por conta da tua resenha, pq se dependesse da capa do livro, eu ia passar longe.
      Eu também sou professora de história, por isso a brincadeira, rs.

      Abraços!

      Fran

      http://corujadequinta.blogspot.com.br/

      Excluir
  3. Olá!

    Esse livro se enquadra nas traduções brasileiras que não tem nada haver com o título original. Ainda não o li, nem me interessei por ele (até o momento, antes de ler esta resenha), justamente por causa do título. Que oportunismo é esse?

    Pela história do livro, parece realmente que vale a pena. xD

    Até mais

    ResponderExcluir
  4. Tb tive preconceito com esses livros q pegaram carona na menina que roubava livros. Não sou muito fã de narrativas psicóticas (tentei ler Marnie mas achei mt chato, o filme foi melhor), mas se tu me der um spoiller talvez eu leia rsss beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kakaka Não gosto de estragar o prazer da surpresa. mas, se você quiser, depois te dou um spoiler via chat. ;) Abraços!

      Excluir
  5. Já tinha ouvido falar desse livro
    Tem muita resenha positiva sobre ele por ai
    E nem sabia que tinha o 2
    Já estou seguindo *~

    Beijos
    |•| http://pocketlibro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi! Queria me desculpar pelo sumiço do último mês, estive muito ocupada com escola, mas agora estou de férias e tudo vai voltar ao normal.


    http://www.whoisllara.com/

    ResponderExcluir
  7. Oi Alexandre.
    Do quê está falando? Não é um romance e algo relacionado a uma coisa simples? Bah! Pela capa e o nome posso dizer que não parece nenhum pouco com a resenha que acabou de fazer, isso até me surpreendeu e fiquei intrigada com a leitura por realmente não representar sua capa xD
    E concordo com as editoras pegando a onda com os Best-sellers e não comprei esse livro por pensar que seria até mesmo uma cópia de A menina que roubava livros (Obs: Não li a sinopse só vi a capa).
    Bom, ótima resenha e tá de parabéns por esclarecer as coisas xD

    http://romances-para-te-fazer-feliz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir