Malévola [Resenha do Filme]



Não sei se eu já falei por aqui, mas eu sou muito fã dos desenhos da Disney. Minha princesa favorita é a Bela Adormecida. Sinto um pouco de vergonha disso, porque Aurora é o maior pilar do Machismo nas obras disneyanas (afinal quem se aventura, na verdade, é o príncipe Felipe, Aurora é apenas o troféu, lindo, encantador e perfeitinho que ele ganha após uma guerra travada contra Malévola), mas ainda gosto dela por causa da minha infância. Traz boas memórias da minha vida.

Enfim, eu adoro a princesa, e odiava a bruxa Malévola. Digo odiava porque não teve como continuar com o rancor depois dessa nova produção dos estúdios Disney tendo como principal a personagem antagonista. Em alguns aspectos me pareceu que o filme retomou o roteiro do desenho de 1959, como na cena do batizado onde Jolie encarnou a falsidade e a dissimulação características da animação, imitando inclusive a expressão facial desenhada na primeira versão Disney do conto. Só que além disso ela emprestou ao personagem um pouco da sua sensualidade e o jeito perigoso de Lara Croft.


Além de ser um personagem trés charmant não dá para não simpatizar com a fada que foi traída por seu amor: Estevão, um ambicioso garoto que deseja ser rei e para isso estava disposto a mutilar até mesmo uma pessoa querida. Concordo que não foi nada legal ela descontar num bebê todo seu ódio, mas Malévola vai aos poucos curando suas mágoas através de Aurora, a quem chama de "Praguinha". Aliás, descobri que prefiro a vilã do que as "três boas fadas". Fauna, Flora e Primavera são os seres encantados mais burros e atrapalhados de toda Moors. Em certas partes elas vacilaram feio em cuidar da princesa que eu acabei me lembrando daquela cena de Mathilda sendo esquecida pelos pais dentro do carro (veja:https://www.youtube.com/watch?v=xOYf3hoRXQQ). Totalmente negligentes.

Outro personagem que me cativou nesse filme foi o corvo. No desenho ele me parecia muito antipático, mas se tornou uma figura muito engraçada e resmungona, porém muito fiel à Malévola e à Aurora . É muito engraçado quando ele é transformado em algum bicho que ele não gosta, fica reclamando um tempão e falando de como gosta de ser um corvo. Eu tinha esperanças que ele se tornasse o escolhido da princesa, mas eles resolveram colocar um fedelho mal saído das fraldas no lugar.

A única coisa que não gostei no filme foi  a magreza da Angelina Jolie. Não que pessoas magras sejam feias, longe de mim dizer isso, mas o rosto da atriz ficou tão estranho! Parecia uma caveirinha de batom vermelho. Se ela não fosse bonita naturalmente a personagem não teria tido tanto charme. Alguém tinha que avisa a Hollywood, ou melhor, à Disney, que por mais que eles queiram dar um ar mágico aos personagens, é preciso cuidar da saúde das atrizes. Claro que parte do desenho do rosto deve ter sido ajeitado em computador, mas como ouvi falar que Angelina teve que ser internada durante as gravações por causa de uma dieta maluca que estava fazendo, não pude deixar de reclamar disto.

Bom, quanto ao final, não posso dizer que fosse inesperado. As discussões feministas acabaram criando um novo clichê que fez a empresa rever a ideia de "amor verdadeiro", então o felizes para sempre meio que não aconteceu da mesma forma como acontece na versão animada da princesa que espeta o dedo "na budega medieval"- essa expressão está entre aspas porque eu a ouvi durante o filme no cinema, um grupo de cinco ou quatro pessoas estava discutindo atrás de mim sobre o desenho da Bela, só que eles confundiram a Aurora com a Branca de neve-, mas não deixa de passar um boa mensagem, na minha opinião.
E você já viu Malévola?

Alê Lemos.
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

8 comentários:

  1. Eu concordo em genero e numero com vc! Ate parece que somos a mesma pessoa...

    ResponderExcluir
  2. Por aqui todo mundo tem falado no filme, eu não sou muito de cinema, tendo a esperar que as coisas ceguem até mim de uma outra forma, mas confesso que a Angelina Jolie já mostrou por tantas vezes que não é só "um rostinho bonito" que estou tentado a assistir Malévola, e está na moda essa história de se revisitar universos fantásticos, em especial das princesas. Quem sabe me animo ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela tá muito bem nesse papel. Eu gostei muito do filme, mas quem tem carisma mesmo é ela e o Corvo. A Aurora é legal tb, mas é um personagem muito simples.

      Excluir
    2. Ps: é a Alê falando kkkk eu sempre me esqueço de assinar...

      Excluir
  3. Pelo que vejo o filme não é lá aquilo tudo...mas acho que vou assistir. Eu sempre gostei mais dos vilões das histórias. kkkkkkkkkk Eu sou doidinha. Empolgada para ver. Beijos!
    Monólogo de Julieta.

    ResponderExcluir
  4. Está todo mundo falando tão bem desse filme
    Ainda vou parra para assistir, mas amei a dica

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Ai meu deus, vou assistir hoje! Não aguento mais de curiosidade!
    Beijos, Tabatha
    http://aproveiteolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá Alê, acabei de assistir a Malévola e me surpreendi pois, demorei a vê-lo por acreditar ser um filme ruim mas, é fascinante e inovador. Gosto disso. Enxergar Malévola com outros olhos, outro olhar, outra perspectiva. Também gostei um bocado do corvo. O fato é que para mim, o filme foi uma grande novidade.

    Sou Alberto Valença do blog Verdades de um Ser e colaborador do Meu pequeno vício. Criei agora outro blog sobre viagens. Se puder passar por lá irei gostar muito.

    Verdadesdevum Ser
    Meu pequeno vício
    O seu companheiro de viagem

    ResponderExcluir