Bill e Ted [Resenha do Filme]



1988, San Dimas Califórnia. Esta é a história de Bill S. Preston e e Theodore Logan (Ted), dois garotos que sonhavam em ter uma banda de rock com Eddie Van Hallen como guitarrista. 

Logo de cara dá para ver que os dois são bobalhões  e um tanto burros também. Acreditam que podem ter uma banda sem saberem tocar, com tanto que eles consigam convencer seu ídolo (Eddie Van Halen) a entrar para o grupo. 

No entanto, as coisas ficam ruins mesmo quando a dupla descobre que está prestes a repetir de ano por causa das notas de história, e o pai de Ted o ameaça com a escola militar do Alaska, caso ele repita. Pra dormir com um barulho desse, Bill e Ted resolvem estudar (para variar um pouco) para arrebentarem no relatório final e não serem reprovados, e (consequentemente) o sonho da banda "Garanhões Selvagens" não ir para as cucuias. O tema do relatório era "como um personagem histórico reagiria a uma civilização do século XX como a de San Dimas?". E justo quando estudavam numa lanchonete chamada "Circle K", uma cabine telefônica se materializa e dela sai Rufus- um homem do futuro que veio ajudar a dupla a fazer seu trabalho de História. Depois de levá-los à guerra de Napoleão e explicar como a cabine funcionava, Rufus se despede deles.



Bill e Ted descobrem que sem querer que deram carona até o século XX para Napoleão Bonaparte e é assim que eles têm a ideia de trazer um representante de cada época histórica e observar como eles interpretam a San Dimas do ano de 1988. Agora imaginem a cena: Napoleão furando fila para andar de tobogã, Joana D'arc pulando feito louca na aula de aeróbica, Beethoven descobrindo as maravilhas do teclado moderno, Freud interrompendo uma cantada de Billy the Kid e Sócrates, chamando as moças de "histéricas" ou Bill e Ted atraindo Genghis kan com uma salsicha. Depois imagine todo mundo indo parar na cadeia. Para dar uma dica vejam o testemunho do Freud:

"Policial: Por que o senhor continua afirmando que é Sigmund Freud? Freud: E por que o senhor acha que não sou Freud? Policial: E por que o senhor continua a me responder com perguntas? Freud: Senhor, fale-me de sua mãe!" 

Bom, se depois de tudo isso eu não tiver convencido você a ver o filme, acho que você é uma pessoa séria demais. Creio que já falei tanto da história, que temo ter dado muitos spoillers, mas para fechar, digamos que tudo isso aconteceu por que o universo estava conspirando a favor dos Garanhões Selvagens. Era muito importante que Ted não fosse para o Alaska, mas vocês só saberão a verdade, o motivo real de Rufus ter voltado no tempo assistindo ao filme. Uma dica que dou a vocês é que comprei meu dvd nas americanas.com. Vale mesmo a pena! Ao menos eu sempre rio horrores e não é um desses filmes que a gente compra pra assistir uma vez só. Volta e meia assisto de novo.

Um bom filme para vocês!

Besos  da Alê Lemos!


Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

7 comentários:

  1. Não conhecia
    Mas gostei da dica
    Parece ser realmente muito bom
    Já estou seguindo *~

    Beijos
    |•| http://pocketlibro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um dos meus favoritos. No mesmo estilo de "Curtindo a vida a doidado".

      Bjins da Alê.

      Excluir
  2. Oi Alê!
    Eu adorava assistir esse filme, dava muita risada. rs Hoje em dia ainda gosto, mas já faz uns cinco anos que não assisto. Vc me trouxe uma boa recordação e vou procurar ele aqui pela net.
    Beijos
    Coisas de Meninas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu agora ando atrás do volume 2 desse filme, que tb é mt engraçado. Se vc achar me avisa.
      Beijos da Alê.

      Excluir
  3. Aleska, eu fiquei instigada com o filme. Achei maluco e inusitado, uma algazarra com os personagens históricos, estou curiosa a ponto de ficar tentada a correr atrás para comprar \o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem, é uma zoação tremenda, principalmente quando eles filosofam com o Socrates com a música "dust in the wind" do scorpions. Não é nada historiogŕaficamente correto, mas é fofo.

      Excluir
  4. Oii, td bom?!! Nao conhecia o filme e ja anotei lra assistir em breve :)

    http://foreverabookaholic.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir