Retrato do meu coração [Resenha Literária]


Livros: Retrato do meu coração
Autora: Meg Cabot (Patricia Cabot)
Editora Record

Mais um livro da Meg Cabot! E mais um excelente livro!

“Retrato do meu coração” conta a história de Jeremy, o sobrinho pivete de Edward e Peggie de “A rosa do inverno”, só que Jeremy e Maggie estão bem longe de terem o carisma dos tios do garoto!

No começo do livro conhecemos em que tipo de adulto Jeremy se converteu: irresponsável, libertino e agressivo. Um pouco parecido com o tio antes de conhecer a Peggie, mas em nenhum momento Edward quis brincar com os sentimentos da atual esposa, mas Jeremy tentar brincar com Maggie, sua amiga mandona de infância. Claro que o feitiço vira contra o feiticeiro, porque depois de tentar seduzi-la é o próprio Jeremy que acaba seduzido!



Maggie é filha caçula de uma família cujo pai administra, ou ao menos administrava, as contas de Edward. Jeremy e ela cresceram juntos, mas enquanto Maggie no começo do livro ainda é uma criançona, Jeremy já era um libertino, assim, foi fácil seduzir a garota, embora ela acabe dando um belo soco nele. Maggie quer ser pintora, mas seu pai e sua irmã mais velha desaprovam a ideia. Quando Jeremy parte para servir o exército, não sem antes ter sua proposta de casamento rejeitada, Maggie vai estudar pintura na França. Cincos anos passaram e Jeremy volta a Londres com malária e muita confusão! Isso porque todos acreditam que ele irá se casar com uma princesa do oriente médio, inclusive Maggie, além disso, existe um assassino tentando matá-lo!

O enredo parece bom, não é? E é, só que existe tanto mal entendido para separar os protagonistas que a história fica inverossímil. Tudo poderia ter sido resolvido com um simples pedido de casamento feito pelo Jeremy novamente, mas sempre acontece alguma coisa para impedi-lo e isso, claro, chega a dar raiva! Outro ponto é que autora sempre gostou de um mistério simples nos seus livros, mas este foi tão simples que ficou superficial.

No entanto, apesar disso, Meg Cabot é sempre Meg Cabot e suas protagonistas são sempre cativantes, já que Maggie, assim como Peggie, tem uma forte personalidade: independente, sem frescuras e feminista. A leitura também vale a pena para vermos um pouquinho da vida de casado de Peggie e Edward e claro, para quem gosta de romance é sempre possível se divertir com as histórias da Meg Cabot!

Nota:



Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

7 comentários:

  1. Como te contei, recentemente comprei "Rosa de Inverno", ainda não li, mas depois de ler te conto. Enfim, como sempre você é mega franca em suas resenhas essa me fez ri confesso... Que história enrolada Jesus!!!

    ResponderExcluir
  2. Não sabia que era tipo uma continuação de A rosa do inverno. Li ele recentemente e amei. Vou precisar comprar o outro então hehehe. Mesmo você falando que não é tão bom quanto, eu me interessei em ler por causa do outro livro. Prefiro a Meg escrevendo como Patricia acredita?

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sil, Rosa de Inverno é bem melhor que esse! Os protagonistas tem uma boa química! XD

      Excluir
    2. Ahh Sil, eu ainda não me decidi, mas eu acho que tb prefiro ela como Patricia! rsrsrsrsr

      Excluir
  3. Nunca li nada da Meg Cabot! Pelas suas resenhas ela tem tudo para escrever aquele livro, mas sempre escorrega em alguma coisa. rsrsrs

    Até mais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depende do livro Nat, mas ela tem bons romances de época, pode acreditar! XD

      Excluir