Guia do Herói para vencer dragões mortais [Resenha Literária]


Autor: Cressida Cowell
Editora Intrínseca
Ano: 2011.


Quem acompanha esse blog sabe que amo a série da Cressida Cowell, "Como treinar seu Dragão", pois já resenhei sobre ela antes tecendo mil elogios. Eu adoro os filmes também, que a DreamWorks lançou, apesar de terem mudado completamente a narrativa do livro, colocando Soluço como o primeiro domador de dragões e diminuindo o papel de Melequento (no filme nem sabemos que é primo de Soluço) como rival do herói, além é claro, de inventarem personagens como a Astrid (que até o sexto livro não aparece na história) e mudarem o aspecto físico de outros, como o Perna de Peixe que é descrito como um menino franzino, medroso, mas que na hora H vira um herói Bersek e no filme é um gordinho insignificante e não é apresentado como melhor amigo do Soluço.

Apesar das diferenças, eu não odeio os filmes. Respeito o trabalho da DreamWorks, pois o resultado foi muito maneiro, mas os livros é que são na verdade os meus xodós. Muita gente não gosta do livro e prefere a animação, não sei por que, só chuto que seja pelo fato do livro ser mais dirigido ao público infantil, porém, essa é para mim a magia que Cowell usou para nos conquistar. Adoro as ilustrações que lembram um caderno de anotações de viajantes, mas que ao mesmo tempo remetem aos cadernos escolares onde as crianças desenham nas bordas seus heróis. O estilo das figuras lembra a forma como costumávamos desenhar na infância (apesar de ser muito artística para mim). Amo também as aulas que Soluço faz, como "Violência Lunática", "Cuspe à Distância" e "Roubo de Navio", além do fato dele ser péssimo em todas elas porque ninguém valoriza sua capacidade de raciocinar, o que me lembra muito a escola que temos hoje.

Bom, antes que eu acabe fazendo uma "Chatisse da Alê" ao invés de uma resenha, vou voltar ao assunto de hoje. No livro "Guia do herói para vencer dragões mortais", Soluço Spantosicus Strondus III se vê numa enrascada mais uma vez, por causa de seu fiel dragão "Banguela". No dia de seu aniversário, o herói tem que partir para uma biblioteca Viking e roubar um livro. Não me pareceu muito interessante esse resumo depois que eu escrevi, e imagino que você também não tenha ficado mega curioso, então vamos adicionar umas coisinhas: imagine que o povo viking odiasse os livros por eles serem obra da civilização (e civilizados são seus arqui-inimigos romanos)  e colocassem um bibliotecário lunático e mestre da esgrima para assassinar invasores. Assustador? Bom isso não é nada, imagine agora que essa biblioteca fosse protegida também por um exército cujos bichinhos de estimação fossem Dragões Brocas (que realmente tinham brocas giratórias no nariz) doidos para fazerem um rombo na sua barriga. Satisfeito? O pior é que tem muito mais coisa rolando só para complicar a vida do herói, mas acho que não posso falar né?

Enfim, para o consolo dos aflitos, Soluço tinha consigo a ajuda de Camicazi, uma garota espadachim mestra em fuga e roubos, filha de Bertha a Peituda - a chefe da tribo das Ladras do Pântano - de Perna de Peixe e de três dragões (dois deles eram nanicos e um roubado de um perigoso vilão). Será que Soluço sobreviverá a esse aniversário maldito???

Nota:


Grande beijo da Alê!
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

3 comentários:

  1. Acho que não acompanhava o blog ainda quando você resenhou os livros hehe. Eu ainda não li nenhum livro dessa serie, nem assisti os filmes. Mas me interessei muto agora que você falou sobre as ilustrações. Assim que der vou comprar.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  2. Oi, Alê! Também sou aloka fã da Cressida. hahaha Adoro essa série, sempre me divirto! Gosto muito do Soluço e "Guia do herói para vencer dragões mortais" é tão bom quanto os outros da série. Ainda não assisti ao segundo filme, mas pretendo fazer isso em breve.

    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Oi, Alê! Eu só li o 1º livro dessa série e queria continuar lendo os demais, pois realmente a Cressida tem o dom de nos tirar sorrisos de cantos e querer ser um viking! Eu gosto muito dos filmes também e espero que o terceiro que vem aí possa fechar o ciclo de uma maneira deslumbrante e que de alguma forma não se perca mais ainda da série de livros! Bjos :*

    www.bibliophiliarium.com

    ResponderExcluir