"Aquela boca bonita" [Devaneios]

Essa é a primeira vez que publico esse texto. É um pouco difícil libertar meus filhotes literários porque sei que não escrevo com técnica alguma, apenas com a minha sensibilidade humana, mas resolvi acreditar que ao menos estas palavras poderiam divertir a plateia. Então, com vocês uma experiência minha de dois anos atrás:

AQUELA BOCA BONITA


Como se pode ter sossego quando aquela boca passa assim?
Como fingir que não percebo sua fartura, sua insolência e sua arte?

Eu que não queria me envolver, fui envolvida enfim. Mas por que, meu Deus, apenas pela boca do rapaz? Onde já se viu gostar só de uma parte do corpo de outra pessoa? O que há de ser dos olhos? E das pernas ou dos cabelos e do nariz? Hei de jogar tudo fora só para namorar os lábios?

Eta leseira, meu amigo! Porém, o que fazer se todo o resto me parece comum e sem graça?

Que hei de fazer? Eu me contento em apenas olhar, mas aqueles olhos espertos gostam de me flagrar. Eles me vigiam do lado de lá e interrompem minha contemplação egoísta. O que sucederá? Será que ele vem até aqui? Deus me livre e guarde! Não estou pronta para mergulhar outra vez nesse mar cor de fogo da paixão. Minha pele ainda sente as dores da queimação.

Será que saio de fininho?

Será... será...será...

qual um sussurro bem baixinho.


Escrito por: Aleska Lemos.
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

6 comentários:

  1. Oi Alê!
    Adorei o seu texto!!! Continue publicando aqui no blog!

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sora! Tem mais uns 2 poemas meus programados, aguarde e confie kkkkk beijos!

      Excluir
  2. Que bom que publicou. Texto delicioso de se ler. Ah, fiquei curiosa. Saiu ou não de fininho?
    Abraços Mika,
    Pensamentos Viajantes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É rss saí mesmo. Não foi muito difícil porque ele parecia ser meio tímido.

      Excluir
  3. Aaaadorei! Achei bem divertido e me identifiquei, ainda mais quando você fala em separar a boca do corpo e eu sou muito de sair por aí criando Frankenstein's com as partes do corpo que eu mais gosto em cada pessoa :x Continue publicando e, se você quiser, eu tô com um projeto de escrita criativa lá no meu blog, se chama Pena & Tinta. Se te interessar, participa :) Bjo

    Tici | www.bibliophiliarium.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Alê. Gostei muito do seu texto. Você tem talento menina. Pare de pensar que não vai agradar. Agradou a mim e a outras 3 pessoas, pelo menos. Então, não estou exagerando. Parabéns.
    Sou Alberto Valença, do blog Verdades de um Ser e colaborador de Meu pequeno vício.

    http://verdadesdeumser.com.br
    http://meupequenovicioo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir