Ler é bom, só não ensina tudo! [Devaneios]

Há algum tempo exclui meu Facebook. Foi uma época áurea aquela sem Face, mas tenho muitos amigos em outros estados dos quais senti saudades. No frigir dos ovos a saudade foi maior e venceu o sentimento de asco que sinto em relação a essa rede social.

Para mim Facebook é sinônimo de chatice sem fim, mas não posso negar: ele é capaz de nos colocar em contato com o  mundo e com milhares de ideias de forma rápida e dinâmica. Aliás, me pergunto se não é esse dinamismo o responsável pelos habituais desconfortos causados por certos posts.

Realmente são muitas as ideias a circular, não só no Face, mas em todas as redes sociais. Algumas tendem a ser incomodas outras agradáveis. Eu achei deliciosa essa imagem fofa de leitora quando ela surgiu na minha tela:


Mas, me vi discordando muito quando a imagem abaixo apareceu com legenda e tudo:


Excelente remédio contra a ignorância.
Sem efeitos colaterais negativos e a superdosagem é recomendada por todos os especialistas.
Use e abuse!

Não acho que basta ler para expulsar do espírito de alguém a ignorância. Conheço tanta gente altamente letrada, com títulos e mais títulos e ainda assim possuem em seu interior um poço sem fundo de ignorância, má educação e derivativos.

Conheço gente capaz de ler mais de uma centena de livros por semestre, mas tem um caráter podre e é capaz de humilhar e massacrar com uma facilidade desconsertante pessoas que não tiveram acesso a uma formação igual ou superior a sua.

Conheço gente que se sente melhor por ser capaz de ler um ou outro livro... Pessoas vaidosas, egoístas, egocêntricas, sem empatia pelo sofrimento alheio, sem capacidade de olhar além de seu próprio umbigo e nariz. Pessoas que por terem um lastro de cultura já se sentem um floco de neve único e especial.

De fato, ler é bom, alarga os horizontes, nos ajuda a compreender e dimensionar o mundo, nos faz viajar, nos conduz em aventuras nos mais diversos lugares do multiverso... Com livros podemos aprender muito e mais ainda, ir além e mais adiante...

Não sei o que seria de mim sem a leitura, porém existem coisas sobre as quais nenhum livro do mundo é capaz de ensinar. Os livros não possuem capacidade ilimitada de ensinar e nem são as únicas fontes de saber e iluminação. Na farmácia da vida eles não são o único remédio disponível para ignorância, aliás, as vezes me pego pensando: contra essa doença degenerativa é preciso um pouco mais que livros.

Aprendi muito e mais ainda com pessoas a quem foi negado o direito de estudar ou foram muito pouco a escola. Grandes lições moldadoras do meu caráter não foram dadas pelos livros.

Para ser sucinta cito apenas 3 coisas:

Limites, por exemplo, isso quem me ensinou foi meu pai, ele não foi além do primeiro ano do Ensino Médio. Aprendeu a ler motores, rodas e estradas e não livros.

Empatia com os mais fracos, dos mais frágeis, o ato simples de correr para socorrer, quem me ensinou foi Voinha, ela era analfabeta. A caneta da minha avó foi uma enxada, me orgulho da história escrita por ela, pois estou nela.

A delicadeza de saber ouvir, a capacidade de ser afetiva, a suavidade de um beijo, a força de um abraço, a alegria de ouvir uma voz querida, a de ser ouvido por alguém, isso quem me ensinou foi minha mãe. Ela terminou apenas o ensino fundamental.

Livros ensinam muita coisa, mas não tudo. Valorizar a cultura escrita é bom, mas também é bom valorizar as outras coisas. A escrita, os livros, o português falado com síntese e coesão é importante, mas as pessoas são mais.

Todas as pessoas possuem uma história, independente do grau de instrução e ninguém é melhor que o outro por ter uma centena de livros empilhados na parede.

Fernando Pessoa escreveu no poema "Liberdade": "Livros são papeis pintados com tinta", se nós não os usarmos para tentar nos construir como pessoas melhores livres de preconceitos eles não passam disso mesmo ou talvez sejam menos ainda.

Ah, eu já tinha terminado esse post, mas no próprio Facebook me aparece essa expressão, achei digna!


Compartilhe no Google Plus

Sobre Pandora

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

13 comentários:

  1. Sabia.... Quando comecei a ler este post, imaginei: - quem terá escrito isto?
    - Acho que foi Pandora. Isso é a cara dela.
    E não é que foi mesmo? Adorei, amei este post. Como sempre acontece com tudo que leio seu minha já querida amiga que nem conheço ainda direito. Mas você é fantástica, me fez ir às lágrimas. Que lição de vida! Quanta coisa você ensinou em tão poucas palavras! Hoje aprendi muito mais do que em centenas de livros que tenha lido. Muito, mas muito grato mesmo Pandora. Esta postagem é digna de ir pra um quadro. Vou imprimi-la pra poder lê-la várias vezes ao dia. Simplesmente, adorei!

    Sou Alberto Valença do blog Verdades de um Ser e colaborador do Meu pequeno vício. Criei agora outro blog sobre viagens - O seu companheiro de viagem. Qualquer um deles aguarda uma visita.

    Verdadesdevum Ser
    Meu pequeno vício
    O seu companheiro de viagem

    ResponderExcluir
  2. o facebook é fundamental para o meu trabalho, mas é uma deliciosa diversão. adoro poder estar mais perto de amigos que estão longe. mas tb gosto do encontro pessoal, então tento encontrar quem está perto. ler abre portas. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  3. Perfeito seu texto, só o título já me ganhou, realmente só ler não basta, a vida ensina muito. Aprendemos mais na prática do que na teoria.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  4. Os livros podem fornecer quase tudo, mas a inteligência emocional é aprendida com a prática e a convivência humana... Ótimo texto, me fez refletir. Parabéns e obrigado pelas reflexões.

    Grande abraço

    ResponderExcluir
  5. Oi Pandora.
    A postagem está perfeita. Concordo plenamente. O livro é fonte de informação sim, mas caráter, não se adquire lendo não. E tem efeito colateral negativo sim. É igual a poder, você pode usar esse conhecimento tanto para o bem como para o outro lado também.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  6. Oi Pandora,
    Ótima postagem.
    Tenho vontade de deletar o meu, mas essa parte do contato com quem ta distante é o que me impede.
    O problema é realmente é esse, ouvir mais para boa interpretação.. e nem precisa ser um leitor assíduo pra isso. Tudo hoje em dia na internet, as pessoas querem discutir. Triste.

    E fora que vejo muitas amizades terminando por motivos relativos a isso, atualmente.

    bjs e tenha um ótimo domingo.
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  7. Excelente texto! Concordo plenamente, o remédio contra a ignorância vai muito além dos livros. Adorei a frase "Pessoas que por terem um lastro de cultura já se sentem um floco de neve único e especial.", tem muita gente assim mesmo, no Facebook já vi muitas discussões com esta motivação, uma pena né...

    Bjs!
    CarinaPilar.com | ...e a paixão pelos livros!

    ResponderExcluir
  8. Pandora!

    Obrigada por essas palavras!

    <3

    ResponderExcluir
  9. Oi Pandora!
    Eu também queria excluir o Facebook, mas o contato com quem está longe é o que me impede... Mas cada vez que leio alguma "bobagem" lá, fico com mais vontade de excluir ainda!

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  10. Olá!!

    Cheguei a cogitar esses dias de deletar meu facebook (por me sentir stalkeada... sabe, quando ficam vigiando o quê você comenta e quando? Então...). O problema das redes sociais é a segurança que se tem por detrás da tela.... E sobre a leitura, é bom ler, traz benefícios, mas ser humilde e saber criticar também. Existe pessoas que se "acham" só por lerem clássicos, mas que infelizmente, não conseguem tirar nada da leitura.... Ler é bom, mas viver também é bom!!

    Texto interessante esse o seu.

    ResponderExcluir
  11. Oi Pandora, tudo bem?
    Que texto fantástico. Obrigada por compartilhar conosco seu importantíssimo ponto de vista. Concordo plenamente com cada palavra. O conhecimento e a formação de caráter de uma pessoa, vai muito além dos livros. Parabéns pelo post.

    Grande Abraço!
    Luana
    http://www.psicoseliteraria.com/

    ResponderExcluir
  12. Que postagem mais linda e tocante! Às vezes as pessoas esquecem mesmo da essência delas e acha que ter uma formação superior a de outra pessoa faz dela a última bolacha do pacote, mas não. Têm-se que saber se colocar no seu lugar.
    Tenho vontade de não ter Facebook, mas não me vejo sem ele, sem as pessoas que tenho contato por lá, então o jeito é ir levando e nunca ler os comentários!


    Minhas Impressões

    ResponderExcluir
  13. Oi Pandora.

    Adora os seus posts. Concordo plenamente com tudo que você disse. Meu pai só fez a primeira série do fundamental e minha mãe até a quarta, nem por isso eles deixaram de me ensinar a ser uma pessoa melhor a cada dia, sempre ser humilde e aprender com os outros. :D Livros ajudam sim, mas eles não são um fim e sim um dos vários instrumentos nessa caminhada árdua contra a ignorância.
    Bjoks da Gica.

    umaleitoraaquariana.blogspot.com

    ResponderExcluir