Chá com Mussolini [Resenha do filme]


Baseado na vida de Franco Zeffirelli (diretor do filme) e com um elenco formado por Cher (Minha mãe é uma sereia), Maggie Smith (série Harry Potter), Joan Plowright (Jane Eyre - Encontro com o amor), Judi Dench (Orgulho e preconceito) e Lily Tomlin (Duas vidas), Chá com Mussolini é um dos mais sóbrios filmes ambientados na Segunda Guerra Mundial. Longe do velho roteiro onde os norte-americanos são herois exemplares, o filme  acompanha um grupo de senhoras britânicas que vivem em Florença e seu protegido, Luca Innocenti, órfão de mãe e renegado pelo pai.

O longa pode ser definido como comédia, já que é protagonizado por senhoras simpáticas (ou não) que se mantêm através da algum apego: a arte, a arqueologia, o falecido marido embaixador ou a simples dedicação em viver um dia por vez, fazendo o melhor que se pode. Diferentes personalidades, diferentes atitudes nas mesmas experiências. Quando a guerra chega, uma acredita na proteção de Mussolini, enquanto as outras tentam aceitar a brutalidade dos soldados e não querem retornar à Inglaterra.

Em meio a isso, uma colecionadora de arte multimilionária, antiga cantora de teatro, que pensa em seus próprios caprichos e ignora a guerra. Americana, não deixa de festejar, mas não deixa de proteger as senhoras simpáticas, mesmo que estas não simpatizem com ela, e o filho de sua falecida amiga.

Um filme divertido e perspicaz sobre a guerra, temperado com a rebeldia juvenil, a paixão cega, o orgulho ridículo e a bondade por si só. O grande êxito está, sem dúvida, em registrar um ângulo incomum nos filmes sobre a Segunda Guerra. Longe dos campos de batalha, o longa traz um traço humano do período, mostrando o dia a dia daqueles que pouca noção tinham das políticas que guiavam as armas.



Título original: Tea with Mussolini 
Gênero: Comédia dramática
Direção: Franco Zeffirelli
Ano: 1999
Duração: 120 min. 






Compartilhe no Google Plus

Sobre Ana Seerig

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

5 comentários:

  1. Olá!

    Não conhecia o filme, mas achei bem interessante. Parece ser uma ótima pedida pra assistir numa tarde chuvosa, acompanhado de um enorme balde de pipoca.

    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Ana!
    Não conhecia o filme, mas com esse elenco preciso ver!!

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  3. Parece ser um filme bem interessante, da premissa ao desenvolvimento do enredo. Apesar de estar com pouco tempo no momento, tentarei assisti-lo.
    Ótima dica.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de setembro. Serão dois vencedores.

    ResponderExcluir
  4. Nunca tinha ouvido falar neste filme. Só por ser de Franco Zeffirelli já é uma referência. Gosto muito dos filmes dele. Parece ser bem interessante o desenrolar da história e, sendo a cinebiografia de Zeffirelli, ficará mais ainda, pelo menos para mim. Cher é outro monstro do cinema. Acredito que darei boas risadas. Pretendo conferir. Grato pela dica.

    Sou Alberto Valença do blog Verdades de um Ser e colaborador do Meu pequeno vício. Agora criei também um blog de viagens - O seu companheiro de viagem

    Verdades de um Ser
    O seu companheiro de viagem

    ResponderExcluir
  5. Olá, Ana.
    Gosto muito de ler livros que sejam ambientados na guerra, mas não gosto muito de filmes assim não porque sempre me acabo de chorar. Mas achei interessante quando você disse sobre puxar para a comédia. Quem sabe eu assista.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir