Blindspot [Resenha de séries]



Eu lembro que há muitos anos, mais precisamente em 2003, teve uma série com um John Doe interpretado por Dominic Purcell, que acordava no meio de uma floresta sem memória de quem ele era, ou o que fazia, mas sabia de tudo, tudo mesmo, de computadores ao mercado financeiro, línguas, profissões diversas e muito mais. Um fodástico. Teve uma temporada só e não teve final.

Blindspot começa com uma moça encontrada em N.Y. dentro de uma bolsa, com a pele toda tatuada e completamente sem memória, (não sei se as semelhanças com a série antiga para por ai), mas durante o episódio ela descobre que gosta de café, sabe lutar e atirar muito bem. Nas suas costas está tatuado o nome de um agente do FBI.



Ao analisar as tatoos descobrem uma pequena atrás da orelha com a data do dia e um endereço e os agentes partem em buscas das respostas pelo menos daquela tatuagem e Jane Doe, como passam a chamá-la, implora para ir junto já que ela quer muito descobrir quem é e já que a tatoo dela levou eles até lá ela tem mais que direito em ir, além de saber falar chinês. Assim, o agente fodão de olhos claros, profundos e penetrantes do FBI, mesmo não querendo, acaba sendo obrigado a levá-la e lá eles descobrem as intenções do chinês e conseguem tempo para salvar muitos inocentes. Aliás como gostam os roteiristas de salvar inocentes, não é?



Jane Doe chora, tenta se achar nas tatoos, mas mostra que tem personalidade e que não vai deixar ninguém impedi-la de descobrir quem ela é e no final do episódio a gente tem mais algumas dicas do quanto ela pode estar envolvida em uma trama que corre ao lado da suas tatuagens. Ao que parece, é por meio das tatoos que eles chegarão aos fatos que vão envolver toda a série e através da Jane e do fodão do FBI encontrarão a solução.

Gostar eu gostei, mas vou ter que dar uma olhada naquelas tatuagens com mais atenção.

Nota:


Compartilhe no Google Plus

Sobre Michele Lima

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

8 comentários:

  1. Eu curti muito o piloto dessa série. Acho que foi uma das melhores que estreiaram nessa temporada.
    Eu não sabia dessa outra série com o Dominic. Bem parecidas até.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não esqueci desta série porque foi uma das primeiras que peguei e que me tiraram o direito de um final, rsrsrsrs. Assisti o 2 episódio, gostei mais um pouco, mas ainda estou olhando as tatoos, rsrsrs.

      Excluir
  2. A questão é: ela vai ser uma heroína empoderada ou apenas uma criatura para ser constantemente salva pelo agente do FBI? A essa altura da vida espero que os roteiristas saibam fazer mulheres empoderadas que fazem acontecer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo 2º episódio que assisti hoje, sim, ela é empoderada!!!

      Excluir
  3. Oi! A protagonista por si só já é o verdadeiro enigma, e achei sua história bem intrigante. É uma série que me interessou e pretendo conferir com certeza.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  4. Oi! Adorei essa série! Fiz um vídeo falando sobre ela, se puder, dá uma olhadinha lá! Obrigada! https://www.youtube.com/watch?v=nEzldklIxfE

    ResponderExcluir