Caçadores de emoção - Além do limite [Resenha do Filme]


A Estante foi mais uma vez conferir uma Cabine de Imprensa, dessa vez o filme Caçadores de Emoção – Além do limite

Confesso que quando começou a aparecer notícias sobre o longa eu logo pensei no Caçadores de Emoção com Keanu Reeves e Patrick Swayze e de fato os filmes possuem muitas semelhanças, exatamente como um remake. No entanto, o diretor Ericson Core conseguiu utilizar bem as novas tecnologias para deixar o enredo mais atrativo no quesito ação, fazendo valer a pena o 3D! Principalmente se você for um amante da natureza.


Johnny Utah (Luke Bracey) era um aventureiro bastante popular no Youtube por conta de suas manobras em sua moto em lugares impensáveis e bastante arriscados. Porém, um dia seu amigo morre ao acompanhá-lo em uma de suas aventuras, marcando profundamente a vida de Johnny, que anos depois entra para o FBI. Seu primeiro caso é descobrir quem são as pessoas que estão realizando incríveis roubos e distribuindo em lugares mais pobres! Uma espécie de Robin Hood dos esportes radicais. Johnny descobre que os ladrões estão tentando realizar os oito desafios de Ozaki, que envolve coisas absurdas como pegar ondas raríssimas. Assim, o novo agente do FBI vai se infiltrar no grupo para tentar provar que os rapazes são verdadeiros criminoso. Entretanto, Johnny se envolve com o líder Bodhi (Édgar Ramirez) muito mais do que queria.

Quem já viu o filme antecessor sabe que a relação de Johnny com Bodhi é muito forte e que carrega parte do enredo e o atual tenta bastante estabelecer a mesma conexão que Keanu Reeves e Patrick Swayze tiveram. Édgar Ramirez, que também está no cinema com Joy – O nome do sucesso, me pareceu melhor do que o próprio protagonista, que é uma mescla de Reeves e Swayze, fisicamente falando. O grande destaque do longa, embora o roteiro tenha dado bastante atenção aos diálogos entre os personagens, fica mesmo pelas manobras espetaculares que aparecem, tanto nas montanhas como em penhascos ou mesmo na água. O cenário é lindo e fica belíssimo no 3D. Claro que tem uma pitada de romance, entre Johnny e Samsara, personagem de Teresa Palmer, mas é uma parte da história que fica em segundo plano.


Caçadores de Emoção pode não apresentar um drama mais profundo, mas tem uma fotografia bonita, cenas de ação impecáveis e apresenta muitos pontos que diferem do original, ainda que o principal acabe sendo o mesmo a relação de amizade entre os personagens. 

Em alguns momentos o filme consegue surpreender, porém, um telespectador mais atento talvez perceba que o longa não poderia terminar de outra forma, que o final foi bem condizente com a história apresentada. E claro, é bem possível uma continuação, mesmo tendo um enredo bem finalizado.

Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre Michele Lima

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

11 comentários:

  1. olha que chic, gente. novamente antes de todo mundo... parabéns!

    tomara que esse filme venha pro cinema daqui... eu não vi esse nenhum anúncio... Gosto muito do Edgar Ramirez, tomare que ele consiga passar o mesmo carisma que Patrick Swayze passou.

    bjs!
    Não me venha com desculpas

    ResponderExcluir
  2. Adriel eu fiquei apaixonada pelo ator! <3

    ResponderExcluir
  3. Estou gostando de ver sempre em primeira um release sobre filmes que com certeza terá record de audiência.
    Sempre bom ser agraciado com um convite para assistir ao filme na Cabine de Imprensa.
    Gente fina é outra coisa.!
    Falando sério agora. Parabéns pelos post com a resenhas de filmes inéditos e Caçadores de Emoções é mais um que vai agradar muito. Superação, sem limites somados a uma ótima fotografia e cenas maravilhosas já é bom demais.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi, Michele!
    Fiquei chocadaney quando soube que era remake. Nunca havia ouvido sobre o filme original.
    Eu vi o trailer e ele realmente tem uma fotografia linda, principalmente nas cenas na natureza.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  5. Esse não é um filme que iria ver no cinema. Mas acredito que a fotografia deve ser linda mesmo por ter esses shoots na natureza.
    e que pena que o final não é surpreendente né? Acho que isso faz a diferença.

    Beeijo
    Resenhando Sonhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. na verdade eu acho que se fosse diferente eu não iria gostar rsrsrsrrss

      Excluir
  6. Oi Michele.

    Não conhecia esse filme, nem o antigo, nem o que foi lançado. Mesmo assim não me chamou atenção, apesar que tenho certeza que aqui em casa vão querer vê-lo. kkkkkk Então provavelmente também olharei! Adorei essa última imagem, linda realmente! :D :D Bjoks da Gica.

    umaleitoraaquariana.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia esse filme e nem o anterior. Parece ser muito bom, adoro Dramas! Como você disse, e pude notar pelas imagens, a fotografia do filme parece bem atraente. Vou procurar um trailer para ver melhor. Olha, assistiria com toda a certeza!
    Beijos,
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir
  8. Não conhecia esse filme e nem o original, geralmente eu não gosto muito de filmes de ação então não sei se assistiria, mas a fotografia está muito bonita mesmo!
    Beijos
    Bluebell Bee

    ResponderExcluir
  9. Oi Michele! Eu também pensei ligo no filme do Keanu Reeves estava doida para conferir os detalhes e ver o que tinha em comum. Eu curti a premissa e pretendo ver com certeza. Dica anotada.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  10. Olá, Michele.
    Eu não conheço o outro filme que você citou mas vou procurar para ver já que gosto muito dos filmes com o Keanu Reeves. Não sei se assistiria esse filme no cinema, mas é um filme que me interessa.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir