O Último Reino [Resenha Literária]


Ler Crônicas Saxônicas, livro 1 - O Último Reino é viajar na história junto com a ficção e a criatividade abundante de Bernard Cronwell.

Nesta aventura sangrenta, mas cheia de razões que dão propriedade à Guerra entre Dinamarqueses e Ingleses, acompanhamos o Jovem Uhtred, filho do Senhor da fortaleza denominada Bebbanburg que aos nove anos, no ano de 866, encontra os Dinamarqueses pela primeira vez.


Diante da investida dos Dinamarqueses que em sua terra só tem pedras e querem porque querem a Inglaterra, Uhtred é levado para viver com eles e é com eles que ele aprende tudo que realmente já era, mas estava adormecido e precisava ser acordado por quem lhe mostrasse o caminho certo. Uhtred é um guerreiro, porém, antes de ir pra guerra tem que aprender a matar.

Uhtred aprende de tudo um pouco enquanto vive com Ragnar, no entanto, o destino, que é o que mais preocupa Uhtred, o leva para o Rei Alfredo, o Rei que não devia ser Rei, mas que precisava de Uhtred para vencer os Dinamarqueses. Uhtred luta sem se esquecer de que é o Senhor de Bebbanburg e que um dia ele quer ter a fortaleza de volta, porque não bastou seu tio querer matá-lo para tomar o que é de lei e de direito dele.

Bernard Cronwell é muito detalhista, muito intenso na descrição dos personagens e minucioso em expor os sentimentos de Uhtred, suas dúvidas, seus medos, sua parte dinamarquesa e sua parte inglesa.

O livro é uma aula sobre os sentimentos que nascem com um guerreiro e de história onde temos os códigos de honra, o respeito e o desprezo mútuo, a inteligência, a violência, a arrogância e a selvageria dos homens que muitas vezes lutam sabendo que vão morrer, e que lutam pelo júbilo da batalha.

É muita palavra para assimilar, muitos cenários para imaginar, muitos sentimentos para analisar, muitas aventuras para acompanhar, é intenso. É mesmo com todo contexto voltado para a agressividade, a barbárie das batalhas, Bernard consegue nos deixar próximos do protagonista.

É completamente diferente de ler aqueles romances a que estou acostumada, é um mundo muito diferente e talvez por isso mesmo, muito, muito interessante.

Curiosidade:

Eu já tinha visto os livros, mas não conhecia o trabalho de Bernard Cornwell; foi por meio de uma série, The Last Kingdom, que fiquei conhecendo Uhtred e soube que a trama é baseada nos livros Crônicas Saxônicas. A série é muito bem feita, tem apenas oito episódios na primeira temporada e foi renovada para uma segunda. Claro que alguns detalhes foram modificados, inclusive porque as pessoas ficariam chocadas com acontecimentos que naquela época eram considerados normais, mas nem por isso a série vai longe demais do que Uhtred é, exceto pela descrição física do personagem, assim como de alguns outros.


No Brasil já foram publicados oito livros e o autor prepara o nono. Portanto, cuidado, você pode se apaixonar por Uhtred e querer lutar suas guerras.

Obs.:
Eu duvido muito que eu tenha lido corretamente os nomes da maioria dos personagens e de praticamente todos os locais citados nos livros. Como a gente pode ler aquelas letras juntas que não formam um nada? Porém, como ninguém sabe como eu li as palavras, posso dizer que li do meu jeito e deu pra entender tudo.

Dados:
Livro: O último reino (Vol. 1 - Crônicas Saxônicas)
Bernard Cronwell.


Nota:



Marise

Compartilhe no Google Plus

Sobre Michele Lima

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

24 comentários:

  1. pela resenha deu vontade de ler. e olha que o tema "guerra" e tal, não é meu forte, no entanto, estes épicos assim eu gosto, tanto de livro quanto de filme.

    sempre quis ler um livro do Bernard Cornwell, todo mundo fala muito bem dele. acho os livros dele meio caros (mas com capas lindas). De qualquer forma, deve valer à pena o investimento, né?!

    bjs!
    Não me venha com desculpas

    ResponderExcluir
  2. Amo quando o autor é mega detalhista com os personagens e todos são cuidadosamente bem construídos.
    Não conhecia essa série, mas vou procurar saber mais, sua resenha me instigou.
    Beijo

    www.tecontopoesia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, espero que o goste tanto quanto eu.

      Excluir
  3. Oi, Michele!
    E esse box lindão ai?
    Eu tenho vontade de ler, mas acho que vou ficar só com a série mesmo.
    Muita gente recrimina alguns fatos que os autores colocam nos livros e que realmente aconteceram. Acham que o mundo foi feito mundo só com flores.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não foi mesmo, acho que tem mais espinhos que flores na vida, ainda bem que largaram as espadas, rsrsrsrs

      Excluir
  4. Oii, que capas mais lindas!! Achei a premissa legal mas compraria só pelas capas hahahaha.

    Beijos,
    Natália

    Do Prefácio ao Epílogo

    Participe do sorteio do blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rsrsrs, as capas juntas formam uma imagem, você reparou nisso?

      Excluir
  5. Que box lindo! Como você, estou mais habituada aos romances, mas você fez o livro parecer tão incrível na sua resenha que deu vontade de ler.
    Várias vezes em livros traduzidos de outras línguas que não o inglês ou com personagens de países diferentes tenho a sensação de que estou lendo o nome dos personagens e dos lugares de forma errada também! Ahahahaha!

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tenho certeza de estar lendo tudo errado, rsrsrsrs

      Excluir
  6. Olá, Marise.
    Eu nunca li nada do autor mas tenho bastante vontade de conhecer a escrita dele. Esses livros assim são bem difíceis de acompanhar por causa dos nomes diferentes e toda hora fico consultando os mapas e glossário se tiver hehe. As capas se completam, é isso? Lindas!

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sil, é isso, as capas formam uma imagem. Tem uma lista de nomes que o autor mudou para ajudar a pessoa a se situar, mas pra mim Inglaterra já está bom, kkkkk

      Excluir
  7. Oi
    Gostei de saber mais sobre essa série, fiquei interessada em ler e e ver também os episódios. Será que a série é parecida com a série Vikings?
    Fiquei curiosa... vou procurar saber mais ;)
    Valeu pela dica e parabéns pela resenha
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sim, é ao estilo de Vikings, e tem até o Ragnar.

      Excluir
  8. Oi Michele!
    Não conhecia a história do livro, me lembrou a série Vikings, já assistiu?
    Parece ser muito interessante!
    Adorei as capas lado a lado, que lindo.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  9. Olá,
    Nossa que capas lindas, juntas então *-* Nunca li nenhum livro no autor, mas sei que se ler provavelmente irei gostar. Indica algum pra começar? Adorei a resenha.
    Beijos
    Instante Efêmero

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não posso indicar, comecei por esta série.

      Excluir
  10. Oi! Eu nunca li nada do autor e confesso que até agora não sabia muito o que esperar sobre suas obras, o que me chamou atenção é o fato dele conseguir aproximar o leitor do protagonista mesmo com tanta coisa acontecendo ao redor, sendo que as lutas poderiam ser o foco maior. Dica anotada.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  11. Oi Marise.

    Adorei a sua resenha. Não conhecia nem os livros e nem a série. Adorei o modo como as capas se encaixam! :D Apesar disso não sei se leria esse livro. Fiquei meio traumatizada com as Brumas de Avalon e todos os livros que falam sobre guerras inglesas me lembram deles! :P :P kkkkkk Quem sabe um dia. Bjoks da Gica.

    umaleitoraaquariana.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Oi, Marise!
    Eu estou louca pra ler As crônicas Saxônicas e espero poder fazer isso em breve. Muitos amigos sempre elogiaram os livros e eu e o namorado estamos querendo ler faz um tempãaao!
    Espero que logo possamos fazer isso...
    E, meu, me identifiquei muito contigo nessa sua observação! Já li alguns livros que tinham personagens com nomes estranhos. Eu simplesmente leio por cima, ignoro o que tá escrito e vida que segue. Entendo tudo e pelo menos não me matei tentando falar os nomes hahaha o ruim é quando você vai comentar com alguém que também já leu... hahaha
    Beijoss
    www.vidaemmarte.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahaha não dá pra conversar com outra pessoa e falar os nomes, impossível.

      Excluir