1 lista com 4: Bandas gaúchas que tu tem que conhecer! [Música]

O Rio Grande do Sul tem um terreno fértil pra música. O fato da grande maioria não atingir reconhecimento nacional está longe de significar falta de qualidade. O maior sucesso saído dos pampas é, provavelmente, Engenheiros do Hawaii, sendo que em determinada época Humberto Gessinger vestiu bombacha durante uma turnê pelo país. 

Nos últimos anos, outras bandas conseguiram chamar atenção no cenário nacional, como Papas da Língua e Cachorro Grande, mas enquanto eram descobertas pelo resto do Brasil, já tinham uma carreira consolidada por aqui. Há inúmeras bandas por aqui que merecem despertar atenção de quem gosta de boa música e este, provavelmente, é só o primeiro post de uma série, mas vamos começar falando dessas (em ordem alfabética):

Acústicos & Valvulados

Links: Facebook / Twitter / YouTube / Site oficial


Surgida no início da década de 90 em Porto Alegre, a banda tem um dos mais carismáticos vocalistas do rock gaúcho (pra não dizer mais), além de ter uma voz inconfundível: Rafael Malenotti. Junto a ele estão Alexandre Móica (guitarra), Diego Lopes (baixo e teclado), P James (bateria), Luciano Leães (teclado) e Daniel Mossmann (guitarra e baixo). A lista de sucessos é grande: Remédio, O dia D é hoje, Milésima canção de amor, Fim de tarde com você, Suspenso no espaço... Perdi o fôlego e nem cheguei aos mais recentes. Fica de mostra pra vocês um dos primeiros clipes da banda, que chegou a passar na MTV e tudo mais.



Dica de álbum: pra ter uma noção geral da carreira da banda, o melhor é buscar o Acústico ao vivo e a cores, além de trazer um boa apanhado da carreira até então (2007), destaca, como todo bom acústico, a qualidade da banda.  

Almôndegas


Essa é dos anos 70 e hoje não existe mais, mas foi pioneira do que chamamos de MPG (Música Popular Gaúcha), misturando diferentes influências, de folclore local a rock. Os irmãos Kleiton e Kledir, hoje conhecidos nacionalmente por sucessos como Vira virou e Paixão, por exemplo, foram fundadores da banda que contou também com Pery Souza, Gilnei Silveira, Quico Castro Alves, João Baptista e Zé Flávio. Entre seus sucessos da banda estão Haragana e Até não mais, além deste, que é um dos hinos não-oficiais do RS:



Dica de álbum: De 1975, Aqui dá uma ótima mostra da banda e é o meu favorito (a primeira música, Canção da Meia-Noite, cheguei a dar para os meus alunos de estágio e eles adoraram). 


Cidadão Quem

Links: Facebook / Twitter / YouTube / Site oficial


Formada pelos irmãos Duca e Luciano Leindecker junto com Cau Hafner em 1990, a banda coleciona sucessos: Pinhal, Música inédita, A força do silêncio, Um diaDia especial, Girassóis, Os segundos, Noites de outros dias...  Depois que, no fim da década de 90, Cau Hafner morreu em um acidente de paraquedas, tocaram com os irmãos Paula Nozzari, Claudio Mattos, Eduardo Bisogno e Fernando Peters. Em 2008,  Luciano foi diagnosticado com o câncer e, no fim de 2014, faleceu, dando fim a turnê de 20 anos da banda e, consequentemente, à Cidadão Quem. Muitos sucessos da banda são conhecidos nacionalmente pelas regravações do Pouca Vogal, dupla que Duca Leindecker formou com Humberto Gessinger. Então, se tu gosta da dupla, passa um pente fino na discografia da Cidadão (disponível no site deles), pra descobrir quais são, originalmente, da banda. A música que segue é, sem dúvida, uma das minhas favoritas:


Dica de álbum: O Acústico no Theatro São Pedro, de 2004, traz os maiores sucessos da banda até então e destaca ainda mais as belezas de suas músicas. Daqueles álbuns que não cansam nunca.


Cowboys Espirituais



A Cowboys Espirituais é a junção maravilhosa de três grandes músicos: Julio Reny (Expresso Oriente), Frank Jorge (CascavelletesGraforréia Xilarmônica) e Márcio Petracco (TNT, TeNenTe Cascavel, Locomotores, Conjunto Bluegrass Portoalegrense). Surgida no fim da década de 90, a banda gravou apenas três álbuns, mas de uma preciosidade única. O grande sucesso foi Jovem cowboy, mas destaco Uma mulher, Os bares da madrugada e Forasteiro triste, além de regravações como Não chores, Lola (Expresso Oriente) e Vá embora tristeza (José Mendes). Meu grande encanto está nessa, primeira composição de Petracco que depois foi gravada pelo TNT:


Dica de álbum; Provavelmente pela primeira música, tenho um apego maior pelo primeiro álbum. Como só há músicas soltas da Cowboys, me dediquei a fazer uma playlist só desse álbum pra vocês ouvirem. EI-LA.

A ideia inicial era fazer uma lista com cinco bandas, mas quando cheguei na quarta percebi que, se eu quiser ter esperança de que vocês vão ler e ouvir tudo, incluindo os links, era melhor parar. De minha parte, virão outros tantos posts como este, mas, claro, depende do interesse de vocês. O que me dizem? 

Compartilhe no Google Plus

Sobre Ana Seerig

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

7 comentários:

  1. Olha só que interessante, não conhecia nenhuma :D Já vou conhecer.
    Amaria se você falasse sobre as bandas de Goiânia (minha terrinha, não as sertanejas kkk)

    ❥Blog:Gordices Literárias

    ResponderExcluir
  2. Nomes bem peculiares esses, não? Mas até que gostei das músicas. Vou dar um olhada melhor no trabalho deles.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de reinauguração. Serão quatro vencedores!

    ResponderExcluir
  3. Oi, Olha só que interessante, não conhecia nenhuma. Obrigada pela vizita. bjoo
    Adorei conhecer seu cantinho.

    Uma ótima 3feira.
    http://blogdaadilene.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi
    interessante as músicas, não conhecia e infelizmente não fazem muito meu estilo de música. Mas é boa as dicas para divulgar.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Olá, Ana.
    Não sou muito ligada em musica, raramente ouço alguma. Mas achei bem legal as que você indicou aqui. A que mais gostei foi Cidadão Quem.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir