Série Peça-me o que quiser [Resenha Literária]


Como eu ando fugindo de séries como o diabo foge da cruz, eu tentei evitar a série Peça-me o que quiser o máximo que pude, até me deparar com outro livro da Megan Maxwell e ficar encantada com a autora. Daí eu percebi que não tinha mais como escapar!

Judith é uma mulher independente, divertida e que sabe que sua chefe anda transando com um colega de trabalho. Um dia ao ficar presa no elevador conhece Eric e depois de ser super espontânea com ele, descobre que o homem é na verdade seu novo chefe! E ele, claro, se interessa por ela! Só que Eric não é um homem qualquer, é um alemão bonito, poderoso e que adora um Voyeurismo! E assim nós temos um romance hot com vários joguinhos sexuais.



Como já conhecia a escrita da Megan não me surpreendi com o lado mais divertido de Jud, mas me surpreendi como ela é submissa ao Eric no primeiro volume, até que no final do primeiro livro ela resolve dar um basta! Confesso que eu no lugar dela, já tinha dado um pé na bunda do Eric há mais tempo, mas Jud se apaixona loucamente pelo chefe, se envolve em orgias e em vários jogos sexuais e precisa lidar com o fato de Eric ser bastante assediado.

No segundo livro, Peça-me o que quiser, agora e sempre, temos um pouco mais sobre Eric, seus traumas e conhecemos a sua vida na Alemanha, inclusive sobre seu sobrinho que vive com ele, uma criança bem mal humorada e que Jud precisa conquista-la! É o volume mais divertido e achei que poderia ter terminado nele, mas eis que Megan consegue fazer um terceiro livro sem enrolar! Aliás, é no terceiro, Peça-me o que quiser ou deixe-me, que vemos por completo a transformação de Eric, como Jud o muda positivamente e até mesmo o sobrinho se rende a ela, mas nem tudo são flores e isso é o que mais gostei no livro. Não vemos uma história de contos de fadas, mas sim todos os problemas de um relacionamento. Além, claro, de muitas cenas de sexo, com várias pessoas envolvidas e muitos coadjuvantes com histórias interessantes!


Como em outros livros da autora temos o cenário da Espanha, o que me agradou muito, assim como as letras de músicas em espanhol. Apesar de em alguns momentos eu sentir raiva da Jud ou do Eric, a narrativa me pegou de um jeito que só consegui parar no final da série! E vale destacar que a protagonista não é uma bunda mole, cheia de frescuras, pelo contrário, Jud é bem segura e bastante teimosa!

É claro que quem leu 50 tons de cinza vai notar algumas semelhanças, mas particularmente acho que o Voyeurismo foi abordado de maneira bem ampla, mostrando toda sua complexidade. Principalmente porque Eric não se importa de dividir Jud em alguns momentos sexuais e a autora trata desse universo sem preconceito, explorando os fetiches sexuais sem julgamento!


Enfim, é um livro que aborda muitos aspectos da sexualidade, então acaba sendo mais do que um simples romance, embora tenha todos os clichês! Eu adorei tanto que quero ler Surpreenda-me, que fala sobre Björn, o amigo de Jud e Eric!


Dados do Livro:

Série Peça-me o que quiser
Autora: Megan Maxwell
Editora Suma de Letras

Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre Michele Lima

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

16 comentários:

  1. Olá! Li esta série há algum tempo atrás e sempre que tenho tempo eu releio. Adoro o humor da Jud, o final do primeiro foi épico, virei fã da Jud ali mesmo!!! O segundo livro, aquele sobrinho do Eric me deu nos nervos e no terceiro nossa, o Eric sofreu tanto mas vemos a evolução dele como homem, amante, esposo e finalmente como pai. Adoro a parte em que ele brinca com os vampiros de Crepúsculo haha. Adorei sua resenha, com os três volumes!!

    Beijão da Lari!
    Brilliant Diamond | Fan Page

    ResponderExcluir
  2. Oii
    que bom que gostou dessas leituras, confesso que não tenho interesse de ler, quero ler outros livros da autora.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Como odiei 50 tons, acho que não lerei esse hahaha mas a resenha ficou maravilhosa :)Bjos

    http://blogliterariodois.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Ooi! teve algum momento que me senti curiosa em relação a este livro, mas foi acabando principalmente depois da sua resenha ahaha nada contra, mas acho que é um livro que eu acabaria nao curtindo mesmo.
    Beijos
    Estilhaçando Livros

    ResponderExcluir
  5. Oie, tudo bem?
    Eu nunca tive vontade de ler esse gênero. O mais próximo foi Belo Desastre, mas mesmo assim ele não é considerado erótico, e sim um New Adult. É bem fraco comparado com Cinquenta Tons de Cinza, desse já li alguns trechos. Enfim, adorei sua resenha!!
    Beijos,

    www.estranhoscomoeu.com

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    Não é do gênero que mais gosto, mas parece um bom livro. Já tentei ler 50 tons de cinza e se este for meio parecido... com certeza não irá me agradar muito. Mas sua resenha foi ótima viu, vai incentivar várias pessoas a ler.

    www.donadegato.com
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi Mi, sua linda, tudo bem?
    Adorei saber que tem letras de músicas nos livros, esse cenário é lindo mesmo, e deve ter ficado muito romântico. Essa história tinha tudo para me apaixonar, mas essa parte do Voyeurismo, confesso, me incomoda um pouco, pois vai contra todo o romantismo que eu acredito. Para mim, quem ama não compartilha, risos... Uma pena. Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Olá, Michele.
    Eu não me interesso em ler esses livros. Não achei nada muito diferente de todos os outros do gênero. Não entendo porque as autoras insistem em mudar o cara no final da trilogia, na vida real isso não acontece hehe. E também apesar de gostar do gênero sou meio das antigas e acho que não ia me dar bem com esse negócio de orgias hehe.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  9. Oi Michele,
    Minha mãe leu e pelo que ela me contou, eu não vou gostar desse livro.
    Até que gostei de 50 tons, mas esse gênero precisa me convencer, sabe? Preciso sentir que os personagens se amam e frequentemente me decepciono por ser apenas sexo. Talvez algum dia eu leia, tenho a coleção aqui em casa, mas não me empolgo por agora.
    Beijos
    https://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Louca para ler essa série!
    Excelente post, bem completo :)

    Beijos,
    Juliana.
    http://www.fabulonica.com/

    ResponderExcluir
  11. Oi, Mi! Sempre vejo resenhas dessa série, mas não curto o gênero, então nunca me interessei. Maaas gostei de saber que a protagonista não é uma bocó, como em alguns livros do estilo.

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  12. Já li algumas resenhas sobre essa série, mas tenho medo das cenas mais "quentes", porque tem autor que por Deus né, usa uma linguagem que dá até vergonha de ler D;
    ahahahaha

    Mas gostei desse post.Vou tentar começar essa série *_*

    beeijão :)
    http://www.carolhermanas.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi Mi, tudo bem?
    Eu não curti muito 50 Tons, mas consegui ler os dois primeiros livros, e gostei do Christian. Já Peça-me o que quiser, eu não consegui chegar na metade! Não gostei da escrita da Megan e o casal não me empolgou. Com certeza essa trilogia não vou ler. kkkk
    Mas, eis que li um outro livro da autora e gamei! Vai entender. Adorei sua resenha, foi uma das melhores que li. Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  14. Oi Mi!
    Uau sabia que ia gostar amiga!!! Eu também gostei e é bom como a autora aborda o voyeurismo de uma forma abrangente e sem preconceitos. Poxa vou ler o Surpreenda-me que deve ser muito bom rever o Björn. Sabe que não costumo resenhar essas leituras e até o 50 tons de cinza só li o primeiro livro apesar de ter os três. Bem vou tomar vergonha e começar a fazer uma breve resenha para compartilharmos essas leituras.
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Olá, Mi. Eu amo a Megan e amo os livros dela, principalmente essa série. Já a li 2x em epub e depois comprei os livros, li outra. Eu amei os livros. O terceiro para mim foi o melhor porque Jud passa por poucas e boas, e isso me deixou com o coração na mão. Eu senti muita raiva do Eric, principalmente no primeiro livro e sofri muito com a Jud. Ela é muito escandalosa! Mas se tornou uma das minhas personagens favoritas.
    Surpreenda-me também é uma loucura, muito bom!
    Beijo.
    Leitora Encantada

    ResponderExcluir
  16. Oi, Michele.
    Sou fã da trilogia, mas me decepcionei bastante com Surpreenda-me e com outros dois livros da autora, "Os Príncipes Encantados também viram sapos" e "Vai Sonhando!".
    Quero ver como vai ser com o quarto livro de Peça-me.
    Beijos!

    ResponderExcluir