Revista Dark: o lado sombrio da literatura nunca esteve tão vivo


Como moro em Recife, não consegui ir a Bienal de São Paulo, porém, como amante da literatura masoquista, fiz o exercício de acompanhar os posts sobre a maior feira literária da America Latina e vi que muita gente portava um exemplar de uma linda revista da DarkSide cuja capa estampava o rosto meu tão amado Monstro de Frankenstein. Qual não foi minha surpresa ao receber uma edição em minha casa.


Como tudo feito pela "caveirinha", Dark é uma publicação milimetricamente bem produzida do tipo que faz gosto sentar em uma tarde preguiçosa de domingo ou em qualquer madrugada insone e mergulhar completamente.

Nela encontramos matérias sobre os autores clássicos do gênero terror, como Mary Shelley, cujo personagem icônico ilustra a capa, e Alan Poe.


]

Além de matérias sobre os lançamentos recentes da editora, a revista apresenta um texto esclarecedor sobre a "Origem DarkSide" no qual se fala sobre como, porque e com qual objetivo a editora foi criada.


Gostei muito especialmente da matéria sobre as autoras do selo DarkLove, as quais de um jeito muito lindo abordam a complexidade da vida e das relações humanas em texto incrivelmente sensíveis. Sendo fã desse selo, minha preferência por essa matéria é justificada néh gente!




Os futuros lançamentos da Dark como o selo TOKYO TERROR dedicado a literatura asiática também foram objeto de matéria.


No Twitter a Darkside informou que essa publicação não será comercializada, ela circulará de forma gratuita e limitada. Não sei se vai ocorrer, mas espero que siga o modelo da Revista Zumbi Go! e todos os leitores possam encontrá-la disponível através do site da editora.


Jacilene (Pandora)
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

1 comentários:

  1. Que coisa mais linda!!! <3
    Na Bienal SP em 2014 eu ganhei uma semelhante, só que era da Saída de Emergência e tinha o foco na fantasia. Sou apaixonada por ela até hoje. Sinceramente, meu sonho seriam revistas assim falando sobre todas as editoras, juro que até faria assinatura!

    Att.,
    Eduarda Henker
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir