A Garota no Trem [Resenha Literária]


Quando eu terminei de ler A Garota no Trem achei que teria dificuldades para voltar a respirar novamente sem ansiedade e medo, sem aquela angústia que envolvia Rachel todo o tempo nas partes do livro em que ela narra os fatos. Eu mergulhei junto com ela em sua vida abalada pela perda do marido, por ele não ter compreendido a maior necessidade dela, por ela saber que tinha estragado tudo, que tinha perdido tudo aquilo que ela mais amava. Eu que não bebo quase sentia o gosto do gim quando ela estava afogada na embriaguez e no esquecimento que chegava quando ela ficava sóbria.

Rachel simplesmente apagava tudo, ela não sabia de nada,  não sabia sequer se o sangue em suas mãos eram dela. E assim, tomada pela bebida que ela persegue o ex-marido Tom e sua esposa Anna. Os dois têm tudo aquilo que ela tinha e também uma linda filhinha Evie, e esta família incrível é demais para Rachel. Todos os dias a protagonista pega o trem para ir a Londres e passa pela casa que foi dela e de Tom e que agora é dele e de Anna e também passa pela casa de Scott e Megan que são o casal mais perfeito que ela já viu em gestos que testemunhou pela janela do trem. Ela tem certeza de que eles têm a felicidade que ela perdeu, que eles têm o amor que ela perdeu, que eles são tudo aquilo que ela queria ser com Tom, até que um dia Rachel vê Megan na varanda com outra pessoa e não é com Scott.

Rachel é um poço de insegurança, angústia e embriaguez, só tem como amiga Cathy que é dona do apartamento que elas dividem e mente para ela o tempo todo, mas a amiga sabe que ela anda bebendo cada dia mais. Quando Megan desaparece, Rachel não consegue ficar longe da rua onde ela morava que é a mesma rua que Rachel morava com Tom e que agora Tom mora com Anna. Ela procura por Scott, marido de Megan para contar a ele o que viu e acaba se tornando uma pessoa a mais em todo aquele sofrimento.


Nos trechos que Anna narra os acontecimentos ela nos mostra a alegria de ser mãe e de ser casada com Tom, apesar de odiar morar na casa que era dele e da ex e tudo que ela mais quer é que Rachel deixe-os em paz para que possam continuar a ser felizes com sua pequena família.

Já nas partes em que Megan conta sua história nós encontramos uma dor diferente, de proporções excedentes, ela está perdida dentro do seu comportamento, ela não consegue evitar, ela tem um passado que não consegue suportar. Megan é quebrada e tem motivos para ser assim, ela precisa de Scott, mas quando está com ele, ela precisa de outras coisas. A personagem não consegue dormir e por isso Scott sugere que ela faça terapia e assim o terapeuta Kamal Abdic passa a fazer parte desta conturbada história.


O livro é assim, narrado por três mulheres completamente diferentes, mas totalmente dilaceradas pela vida de alguma forma. É um livro intenso, com depoimentos fortes, perturbadores às vezes e por isso mesmo é uma obra incrível, um suspense fantástico!

Pra mim foi impossível ficar indiferente a tantos sentimentos dentro destas mulheres e eu embarquei neste trem e fiz uma viagem fantástica.

PS: Vale lembrar que o livro ganhou uma adaptação para filme que estreou dia 27/10/2016.

Trailer:


FICHA TÉCNICA

Título: A garota no trem
Autora: Paula Hawkins
Marise Ferreira
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

18 comentários:

  1. Oi Marise,
    Eu adorei o livro, ainda não tive a oportunidade de ver o filme, mas acho válido ler primeiro.
    É tanta intensidade nessa obra... Principalmente pela protagonista que foge dos padrões.
    Uma ótima indicação!
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alessandra, também não vi o filme, mas estou com vontade, acho que eles vão triplicar a intensidade. Obrigada por comentar.

      Excluir
  2. Olá!
    Eu já tinha visto esse livro por aí, mas não busquei informações sobre ele.
    Apesar de ter gostado da sua resenha, não me senti cativado pelo enredo do livro. Apesar disso, o suspense e o tipo de narração são elementos que gosto bastante em livros deste tipo.
    Vou tentar assistir o filme para ver se mudo de opinião.

    Abraço!
    http://tudoonlinevirtual.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sávio, eu acho que vai ser um bom filme, então vai valer a pena. Obrigada por comentar.

      Excluir
  3. Oi, Marise!
    Gostei da sua resenha!
    Li o livro faz pouco tempo e eu amei! Amei muitoo!
    Achei tudo muito interessante e me senti muito próxima da protagonista de tanto que a obra me prendeu.
    Beijos,
    Keth.
    Blog: www.parbataibooks.bloogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kethlyn, eu também me sente perto dela, principalmente do sofrimento, é avassalador. Obrigada por comentar.

      Excluir
  4. Oi Marise,
    Ainda não li o livro, mas vejo o pessoal falando muito bem dele. Imagino que deve ser meio angustiante mesmo.
    Tambem estou curiosa para ver o filme que lançou.
    Bjs e uma ótima noite!
    Diário dos Livros
    Siga o Twitter

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jessica, acho que o filme vai representar bem o livro.
      Obrigada por comentar.

      Excluir
  5. Oiii Marise

    Estou louca pra conferir a adaptação dessa história, espero que o filme seja fiel à história original do livro. Eu ainda não pude conferir o livro, mas tenho ele aqui na estante esperando o momento certo. Já vi criticas negativas e positivas dessa história então, agora, resta eu pra formar a minha...rsrsrs
    Fico feliz que vc tenha gostado da leitura

    Beijos

    unbloglitteraire.blogspot.com.ar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alice, eu adorei, li com a mesma intensidade da protagonista, rsrsrs. Obrigada por comentar.

      Excluir
  6. Olá!
    Bom, sou suspeita para comentar sobre esse livro, simplesmente porque eu devorei ele de um dia para o outro haha.
    Sério, não consegui largar. A leitura é viciante e acada página minha curiosidade pra saber o que realmente tinha acontecido só aumentava. Melhor livro <3
    Essa semana pretendo ir ver o filme.

    Beijos
    Fran
    Achei e Rabisquei

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fran, isso mesmo, é pra ler em uma sentada só.
      Obrigada por comentar.

      Excluir
  7. Eu amei esse livro e estou louca para ver a adaptação no cinema! Eu não conseguia para de ler!
    bjs

    Amor por Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também fiquei presa na leitura. Obrigada por comentar.

      Excluir
  8. Oi
    parece ser uma leitura bem forte, e o psicológico da protagonista deve ser bem bagunçado, sempre vejo falarem bem desse livro e fico curiosa, que bom que gostou de ler ele.

    momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Denise, o livro é intenso, a protagonista mexe com a gente, fiquei com dó. Adorei a leitura. Obrigada por comentar.

      Excluir
  9. vou ver o filme se não prestar ..........bjs

    ResponderExcluir
  10. Oi Marise!
    Uma história que deve prender o leitor desde o início. Gosto muito de mistério, suspense envolvendo pessoas perturbadas.
    Não assisti o filme, mas pelo trailer fiquei tentada.
    Maravilhosa resenha!
    Beijinhos
    Saleta de Leitura

    ResponderExcluir