O contador [Resenha do Filme]

Conferimos a Cabine de Imprensa de O Contador pela Warner Bros.

Sinopse: Christian Wolff (Affleck) é um portador da Síndrome de Asperger com mais afinidade por números do que por pessoas. Tendo um escritório de contabilidade em uma cidadezinha como fachada, ele trabalha como contador autônomo para algumas das mais perigosas organizações criminosas do mundo. Com o Departamento Criminal do Ministério da Fazenda, coordenado por Ray King (J.K. Simmons), começando a fechar o cerco, Christian aceita um cliente legítimo: uma empresa de robótica de última geração onde uma assistente de contabilidade (Anna Kendrick) descobre uma discrepância envolvendo milhões de dólares. Porém, conforme Christian desvenda os registros e se aproxima da verdade, a contagem de corpos começa a subir.

A minha resenha sobre o filme O Contador não poderia começar de outra maneira: Ben Affleck. De muitos filmes que nosso ‘querido’ super-hiper-mega-ultra péssimo ator já fez, se vi quatro deles, foi muito. Em O Gênio Indomável ele foi brilhantemente encoberto pelo talento do muito bom Robin Williams. Em Procurando Amy, eu nem lembro da personagem dele. Em Barrados no Shopping, estava tudo ali meio que no nível dele (mas nenhum chegando realmente lá, tão baixo) - ainda que eu goste do filme. Garota Exemplar foi o único filme em que esse ser dotado de destreza zero na arte de atuar conseguiu me fazer acreditar um pouquinho na história de Nick Dunne

Enfim, confesso que Ben Affleck sempre foi razão para eu não assistir um filme. Porém, a premissa desse O Contador parecia interessante - e tocava Everything In Its Right Place, do Radiohead, no trailer. Lá fui eu. OK. Não tem jeito. O pouco que ele conseguiu em Garota Exemplar foi por água mais que abaixo nesse O Contador. E, por favor, não me venham com a desculpa esfarrapada que autistas não demonstram emoção e foi isso o que aconteceu. Alto lá! Desculpem-se com os autistas vocês que disseram isso, pois o que realmente aconteceu aqui é que, mais uma vez, Ben Affleck não conseguiu dar vida a Christian Wolff. Em nenhum momento temos um ator (?) nos convencendo do fato de que aquele homem ali é uma personagem crível. Ele não está na personagem. Ele pode até ter tentado, mas faltou habilidade de ator para tal. 


Entretanto,o filme não é apenas Affleck. Temos Seth Lee (que tenta também, e talvez consiga um pouco mais que Ben), fazendo o jovem Wolff. Temos Anna Kendrick, a engraçadinha Dana, e o talentosos J.K. Simmons (Ray King), Jeffrey Tambor (fazendo o colega de cadeia de Wolff, Silverberg), Jon Bernthal (Brax) e John Lithgow (Lamar Black). Sem esquecermos de Cynthia Addai-Robinson, no papel da agente Marybeth Medina. 


Acompanhamos a vida de Christian Wolff, entramos e saímos de alguns flashbacks e somos introduzidos à algumas questões que são muito mais claras, e quase óbvias, aos espectadores do que à trama em si. As surpresas são mesmo para as personagens e não para nós. Não somos instigados, nem fisgados. Os minutos passam e vamos simplesmente seguindo a história. Tem referência/reverência a Jackson Pollock: um ponto para eles! E o filme chega ao fim. Acabou e nada mais nos resta fazer a não ser levantar e ir embora pra casa, desejando tanto que Christian Wolff tivesse tido a sorte de ser interpretado por alguém que fizesse jus ao envolvimento que a personagem precisava - como Daniel Day Lewis, absolutamente brilhante e entregue à paralisia cerebral de Christy Brown em Meu Pé Esquerdo, de arrepiar só de lembrar. 

Trailer:


FICHA TÉCNICA

Título: O contador
Título Original: The Accountant
Diretor: Gavin O'Connor
Data de lançamento no Brasil: 20 de outubro de 2016
Nota: 2.5/5.0

Cristiano Santos
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

21 comentários:

  1. oi, oi.

    não tina ouvido falar no filme, tampouco havia visto o trailer. acho que não perdi grandes coisas, pq não curti muito. espero que o filme tenha sido bom pra algumas pessoas, só por causa da Anne também. adoro ela. <3

    bj!
    Não me venha com desculpas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, tbm espero que gostem bem mais do filme do que eu gostei.
      Abraço, Adriel!

      Excluir
  2. Olá!
    não conhecia esse filme, mas depois do que disse, nem fiquei com vontade de assistir haha mas uma pena!
    beeijo

    http://lecaferouge.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hehehe, desculpa ter tirado sua vontade de assistir.
      Valeu!

      Excluir
  3. Oie,
    não conhecia o filme, mas a história é bem interessante.
    Curti bastante!!

    bjos
    Blog Vanessa Sueroz
    Sorteio Amor Roxo
    Sorteio Um ano Inesquecível

    ResponderExcluir
  4. Oi! Confesso que gosto do Ben!
    Ok, ok, ele é péssimo mas eu gosto
    Dá pra entender?

    Esse eu n conhecia!

    Bjooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendo total, Fernanda. E me desculpa descer a lenha no moço.
      Obrigado pelo comentário ;)

      Excluir
  5. Gente, perainda... O Ben é autista? Dessa eu não sabia..
    Apesar de gostar muito da Anna, eu não tenho a miníma vontade de assistir esse filme.
    Ben realmente tem sérios probleminhas, mas eu gostei muito dele em Pearl Habor.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da promoção 5 Anos de Além da Contracapa
    Participe do sorteio Halloween Literário

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luiza!
      Não o ator, mas o Christian Wolff, a personagem, é autista.
      Nunca vi Pearl Harbor, e acho que nunca mais verei nenhum filme com ele, sorry.

      Mas muito obrigado pelo comentário ;)

      Excluir
  6. Olá Mi,

    Até hoje eu desconhecia esse filme mas fiquei super interessado lendo a sinopse e agora com a sua resenha nem preciso falar que quero assistir.....kkk..bjs.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marco, aqui é o Cristiano, quem escreveu a resenha. Que bom que despertou a vontade de assistir. E tomara que você goste muito mais do que eu gostei ;)

      Abraço

      Excluir
  7. Poxa, sabe que eu estava com uma expectativa altíssima para este filme. Gosto do bem Affleck e também do ator de The Walking Dead, mas imaginei que seria muito bom. Vou tentar ver mesmo assim. Quem sabe o restante valorize o filme.

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.blogandolivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Certíssimo Greice, tem que assistir mesmo. E tomara que curta mais do que eu curti.
      Valeu pelo comentário, thanks!

      Excluir
  8. No filme do Batman não gostei do personagem do Affeck, mas vou assistir esse pq
    gosto de filme de ação e, pois é, tem outros atores para conferir né...

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Não sou fã do Ben Affleck, mas o acho um bom ator, não notável, com uma marca e estilo próprio, mas penso que atua bem. Já vc não gosta mesmo, né? kkkkk
    Quando assisti ao trailer desse filme fiquei curiosa, mas agora que li sua resenha, não vou com sede ao pote rsrs, porém, quero assistir.

    Abraço!
    http://bloghistoriasliterarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cailes do céu: odeio o Affleck!
      Hehehehe
      Mas assista sim, e talvez curta bem mais que eu por não ter horror ao senhor citado anteriormente.
      Hehehehehe
      Brigado pela compreensão ;)

      Excluir
  11. Eu amei o filme, e percebi que mesmo ele sendo autista vivendo num mundo isolado, conseguiu se relacionar com algumas pessoas, entendo que o problema não tão neles e sim em nós que não sabemos conversar muitas das vezes com pessoas autistas e nem temos paciência de tentar mais de uma vez. Achei o filme muito bom <3 aprendi muito com Christian

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pô Christian, que bacana!
      Se tem um lado que vale a pena no filme, é esse que vc citou: a forma como o autismo é colocado!
      Valeu pelo comentário!

      Excluir