TOP 5 - Clássicos da Literatura Infantil


Existem muitas formas de presentear as crianças: brinquedos, passeios, companhia, doces, chocolates e livros. Procurando com carinho, tendo aquela atenção especial de observar o temperamento da criança e os seus interesses, não é impossível achar um livro perfeito para cativá-la e se tornar um companheiro de aventuras para dias bons, ruins e  medianos.

Aliás, um dos infinitos méritos de um bom livro é ser companhia para toda e qualquer hora. Companhia do tipo oportuna, sagaz, respeitosa, silenciosa e íntima. Vejo diariamente o quanto até mesmo as crianças carecem de silêncio, intimidade e o mergulho para dentro proporcionado de forma tão privilégiada pelos livros.

Sendo assim, separamos, com a ajuda da nossa parceira Editora Martin Claret alguns clássicos da literatura infantil que podem agradar.

Histórias ou Contos de Outrora, de Charles Perrault: Nesta coletânea, Charles Perrault faz uma adaptação em prosa dos "Contos da mamãe Gansa" e de outras narrativas do folclore francês, originalmente escritas em versos. A obra não se prende apenas ao mundo do encantamento como as adaptações de Walt Disney que conhecemos; ela escolhe mostrar um pouco da realidade com comentários bem humorados, acompanhados de um tom conselheiro, que recupera as falas daqueles que procuram tirar lições de moral da vida. Alguns dos contos do volume: "Barba Azul", "Chapeuzinho Vermelho", "A Bela Adormecida", "Cinderela", entre outros. A Edição é lindamente ilustrada.


As aventuras de Pinóquio: histórias de uma marionete de Carlo Collodi: Publicado em 1883, este clássico juvenil conquistou crianças do mundo inteiro ao apresentar a história do boneco de madeira que queria tornar-se gente e seu pai, o marceneiro Gepeto. Pinóquio é um boneco traquinas que se mete em confusão a todo o momento. Cada vez que prega uma mentira, seu nariz cresce. Ele envolve-se com a Raposa e o Gato, que pretendem enforcá-lo, mas consegue escapulir graças Fada Azul e o Grilo Falante, que representa sua consciência.




Pollyanna & Pollyanna Moça de Eleanor H. Porter: Uma grande história de amor e amizade. A infância e adolescência de uma menina se encontram em uma edição encantadora. Pollyanna e Pollyanna Moça são as duas grandes obras de Eleanor H. Porter, umas das mais famosas escritoras infantojuvenis dos Estados Unidos. Pollyanna conta a história da jovem menina que, ao ficar órfã, muda-se para a cidade para morar com a tia. Apesar de todos os desafios da vida, Pollyanna nos ensina que é preciso manter a felicidade, o amor e o bem. Em Pollyanna Moça, a jovem encontra muitas aventuras e conhece novos amigos, mudando a vida destes também.


As Viagens de Gulliver Jonathan Swift: As viagens de Gulliver é um clássico da literatura inglesa, escrito por Jonathan Swift em 1726. A narrativa de aventura conta as viagens de Lemuel Gulliver por países um tanto excêntricos, onde conhece culturas e povos jamais imagináveis. O que parece uma literatura inocente é uma reflexão categórica e simbólica da Inglaterra e mesmo da sociedade europeia do século XVIII. A narrativa de Jonathan Swift é notável, pois é leve e envolvente, tornando-a uma literatura atemporal.


As Aventuras de Robin Hood de Howard Pyle: As Aventuras de Robin Hood, de Howard Pyle, é a mais conhecida e consagrada versão dessa balada medieval. A história de Robin Hood, um dos heróis mais famosos da cultura da Grã-Bretanha, já foi adaptada inúmeras vezes no teatro e no cinema, provando ser um sucesso absoluto com o público.

Nas suas aventuras, Robin Hood roubava dos ricos para dar aos pobres, ajudado por outros aventureiros como John Pequeno, Frei Tuck e Will Escarlate. Este livro é um romance de aventura para todos os públicos.


Essas histórias que selecionamos são sobreviventes. Atravessaram gerações, resistiram ao tempo, seguem sendo relevantes e a Martin Claret caprichou nas edições que oferece ao publico.

Ah, e se as crianças de sua vida, não forem do tipo concentradas, não desista delas, mesmo as crianças agitadas, com a constância do oferecimento de livros que dialoguem com o cotidiano delas, com o exemplo de um adulto que ler para ela, com ela e próximo a ela, cede ao livro e encontra nele um amigo. Tudo é uma questão de tempo e insistência. E eu digo isso porque vivo isso cotidianamente como professora de história e educadora infantil. Insista na sua criança, em algum momento você vai achar o livro PERFEITO para ela.

Jacilene dos Santos
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

12 comentários:

  1. Amei o seu post! Eu comecei a gostar de ler ainda na infância, quando comecei a ganhar meus primeiros livros infantis de presente. Até hoje, acho que os livros são os melhores presentes, que alguém pode receber.
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/2016/10/desejo-do-dia-comprar-muitos-livros.html

    ResponderExcluir
  2. Oi, Jacilene! Lindo post! Eu amo livros desde criança. Meus pais nunca tiveram o hábito de ler, mas minha casa sempre foi cheia de livros... Tinha várias coleções de livros infantis e foi com eles que aprendi a ler. A Martin Claret caprichou, as capas estão lindas! Ótimo presente para o próximo dia 12 e para todas as outras datas.

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  3. ótimas ideias de livro... sempre quis ler Poliana menina e poliana moça, mas nunca tive oportunidade.

    Beijão, espero vc no
    Colecionadores de Livros

    ResponderExcluir
  4. Ooi quando criança não gostava muito de ler mais ao tempo fui me adaptando e me apaixonando pela leitura ^^
    adorei o post beijos
    bellapagina.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Olá, Jaci.
    Quando falo para as amigas darem livros para os filhos eu ouço que "ah mas ele não gosta de ler". Mas será que a mãe já tentou? As minhas sobrinhas não gostavam também, até eu encontrar o livro certo. E hoje elas amam hehe. Eu achei linda essa edição de Pollyanna. Se der eu vou comprar.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  6. Oi Jaci! São ótimas dicas para as crianças, eu que cresci lendo, acho o máximo que os pais incentivem os filhos desde pequenos e com histórias lindas como estas.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  7. Acredita que nunca li Pollyanna?? Coloquei na minha lista de livros obrigatorios pra leitura
    http://b-uscandosonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Só clássicos e histórias que cresci ouvindo/lendo <3 que nostalgia! rsrs

    Beijos,
    Pri
    www.vintagepri.com.br

    ResponderExcluir
  9. Dicas maravilhosas, Jacilene!
    Infelizmente, ainda me falta ler Pollyanna & Pollyanna Moça. Contudo, pretendo mudar isso em breve.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de outubro. Serão dois vencedores, dividindo 5 livros.

    ResponderExcluir
  10. Oii Jaci, tudo bem?
    Essas edições da Martin parecem estar lindas mesmo, adorei =D
    E concordo com você, não podemos desistir de incentivar os pequenos a ler. Um dia eles encontram o livro certo para eles :) Eu sempre dou livros de presente, afinal roupas e brinquedos muita gente já dá hahhaha
    Beijooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Helloo, Jaci! Tudo numa nice?!
    Ah, eu li muito pouco quando era criança e realmente queria que as pessoas a minha volta tivessem me feito ler mais. Eu tinha problema para me concentrar então não lia tanto. Dessas clássicos eu só li O Pinóquio na versão ilustrada recente. Mas tenho curiosidade pelas Aventuras de Robin Hood.
    Ótimo post esse. Hoje em dia eu sempre incentivo aos pais e até mesmo as crianças sobre a importância da leitura para entrar nesse mundo imaginativo o quanto antes.
    Beijin...
    Pieces of Alana Gabriela

    ResponderExcluir
  12. Polyanna e Pollyanna Moça são livros incríveis! Amo de paixão <3

    Garota do 330

    ResponderExcluir