O Quarto dos Esquecidos [Resenha do Filme]

Conferimos a Cabine de Imprensa de O quarto dos esquecidos

Uma família marcada por uma tragédia resolve se mudar para uma mansão isolada numa parte de uma cidade pequena, mas lá coisas estranhas começam a acontecer. Sim, uma premissa um tanto clichê para os filmes de terror, a diferença é que Dana (Kate Beckinsale) carrega boa parte da história sozinha alternando momentos de suspense com drama, muito mais do que terror.

Todo o cenário do longa é sombrio, a família chega na casa numa noite de chuva em que tudo está muito escuro e um tanto macabro, mas o diretor D.J Caruso (Paranóia, 2007) brinca um pouco com as expectativas do público, ao ter uma criança que não está falando com fantasmas, mas sim com um gatinho, ou quando um espelho não é mais nada do que um espelho ou uma pintura. E assim, por conta de todo esse anticlímax o longa acaba sendo mais angustiante pelo drama vivido por Dana do que qualquer outra coisa.


Aos poucos vamos percebendo que a protagonista perdeu uma filha de modo trágico e que a família está tentando se recuperar do ocorrido. David (Mel Raido) é um homem um tato desleixado, despreocupado demais e Dana uma mulher mais forte, decidida, mas visualmente transtornada. Sendo uma arquiteta, Dana está empenhada em reconstruir a mansão, mas encontra um quarto no sótão que não consta na planta. Ao pesquisar a respeito descobre ser “o quarto dos esquecidos”, um lugar onde as famílias, principalmente as ricas, escondiam seus filhos que nasciam com problemas. Lá uma criança foi morta pelo seu pai, que sentia vergonha da filha e estava cansado de esconder aquele segredo. Por conta disso, somos levados a crer que a casa é amaldiçoada, mas até que ponto Dana não está perturbada o suficiente para imaginar as coisas? Ou será que a família que vivia ali não quer que a casa tenha novos donos?


O roteiro de Wentworth Miller (ator de Prison Break) possui bastante drama em alguns momentos o que culmina no ápice de Dana bêbeda no jantar com uns amigos, aliás uma das melhores cenas do filme, já os sustos são mais previsíveis. A fotografia é muito bonita, a trilha sonora também está ótima e Duncan Joiner se sai muito bem como filho do casal. No entanto, O quarto dos esquecidos não provoca medo, apenas um tanto de angustia por conta da triste história de Dana e o mistério em que envolve a casa. É um bom suspense, mas não deve ser encarado como terror assustador.

Trailer:

FICHA TÉCNICA

Título: O Quarto dos Esquecidos
Título Original: The Disappointments Room
Diretor: : D.J. Caruso
Data do lançamento no Brasil: 24 de novembro de 2016
Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

16 comentários:

  1. Arrasou na dica, achei q ia falar do filme O JARDIM DOS ESQUECIDOS que é muuuuito bom!

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Gostei muito da dica, principalmente pelo lado dramático da tram, que acredito que deve ter dado um toque a mais à história.
    Dica anotada!
    Beijos.

    Li
    Literalizando Sonhos

    ResponderExcluir
  3. Oii Mi, tudo bom?

    Me arrepiei só de ler sua resenha e com toda certeza do universo, jamais assistiria esse filme sozinha!!! Tem medo si, e admito hahaha

    Beijos,

    Gnoma Leitora

    ResponderExcluir
  4. Oi Mi,
    Parece ser um bom filme de suspense. Confesso que não me atraiu tanto a história, não sei se assistiria no momento.
    Bjs e uma ótima noite!
    Diário dos Livros
    Siga o Twitter

    ResponderExcluir
  5. Hey...Já ia falar que esse filme não fazia meu estilo, mas quando vi que tem mais drama e suspense do que terror fiquei interessada. Gostaria de assistir.
    Beijos!

    Http://excentricagarota.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Gostei da dica Mi. Aprecio filmes de terror, mas desde que se trate de um terror inteligente. Que pena que este em específico não dá muitos sustos, mas deve valer a pena pelo suspense e pela Kate Beckinsale, que é uma ótima atriz. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  7. eita , que intenso esse filme. confesso que sou um pouco medrosa, não sei se teria coragem de assistir, mas como você disse que tem um pouco de suspense e drama, vou tentar. adorei a resenha
    beijos

    Taynara Mello
    www.indcarlivros.com

    ResponderExcluir
  8. Oi, Mi.
    Sou aquela que não pode nem com filme de suspense, sou mega medrosa, na maioria sie que vou levar susto e ainda consigo me assustar haha.
    Beijo

    Te Conto Poesia ♥

    ResponderExcluir
  9. Oie,
    não conhecia o filme, mas confesso que não me chamou atenção.

    bjos
    Blog Vanessa Sueroz

    ResponderExcluir
  10. Oi, Mi!
    Faz tempo que não assisto a um bom suspense. Mesmo com os poréns, anotei a dica.

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  11. Oi, Michele!!
    Sou fã de horror e aprecio muito mais um suspense do que o terror que vem apenas pra querer te impressionar visualmente com gore. Gosto é de clichês também, mas os "inovadores", os que usam pouco. Não sei nem se tem como, mas em todos os suspenses já esperamos por aquelas cenas que no silêncio te assustam, ou aparece alguém por trás, as luzes piscam e as coisas caem do lugar rsrs Gostei da indicação!! Beijos,

    Lu - www.estranhoscomoeu.com

    ResponderExcluir
  12. Agora fiquei curiosa se essa era sua intenção parabéns kkkkkk

    www.jaresenho.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oii Mii tudo bom ? ainda não conhecia o filme, mas adorei a resenha e a dica, confesso que não é meu gênero favorito, mas me deixou curiosa ^^
    beeijios
    http://bellapagina.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Não conhecia o filme. Lendo sua resenha fiquei com vontade de assistir. Não faz mal se não é tão assustador (eu até prefiro...).

    Um abraço!
    http://meuslivrosesonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir