Sully: O herói do Rio Hudson

Conferimos a Cabine de Imprensa de Sully: O herói do Rio Hudson

Antes de entrar na crítica no filme, gostaria de lembrar que o longa estava com data marcada para estrear dia 01 de dezembro, mas infelizmente, com o acidente com os jogadores do time Chapecó, a Warner teve a sensibilidade de mudar a data, afinal, o ponto principal do filme é uma acidente de avião.

Baseado em fatos reais e dirigido por Clint Eastwood, o longa mostra os momentos decisivos que fizeram com que o piloto, capitão Sully (Tom Hanks), decidisse entre voltar para o aeroporto ou pousar no rio quando a aeronave foi atingida por muitas aves, fazendo com que os dois motores parassem de funcionar. Só que o foco do filme não é apenas o momento do acidente, mas sim o depois, quando uma investigação coloca em risco a reputação e carreira do protagonista. 


Alternando presente e passado vamos acompanhando na trama um Sully tenso, preocupado, mas nunca em dúvida de sua decisão. É visível que o protagonista se incomoda bastante em ser tratado como herói pela mídia e não se deslumbra em nenhum momento. À medida que as investigações avançam, Sully vai repensando no que aconteceu no dia 15 de janeiro de 2009 e tudo que foi feito para que as 155 pessoas fossem salvas. Não temos uma trama com vários personagens sendo aprofundados, Sully é o único que carrega o roteiro, ainda que tenhamos um vislumbre de como alguns passageiros chegaram no aeroporto e a posição do co-piloto Jeff Skiles (Aaron Eckhart). Também temos uma pouco da vida do capitão, sua relação com sua esposa e os problemas financeiros. 

Como graças a Deus nunca passei por um acidente de avião, não sabia que as aeromoças gritavam o tempo todo como líderes de torcida para as pessoas se abaixarem e se protegerem! É claro que os gritos servem bem mais para deixarem as pessoas em estado de alerta do que qualquer outra coisa, pois uma vez que o avião está caindo não dá para fazer mais nada, a não o ser o piloto como bem vimos no longa. 


O resgate chega a ser impressionante! Em poucos minutos aparecem barcos e mergulhadores, todos são heróis, mas e Sully? Poderia mesmo ter voltado para o aeroporto e ter feito um pouso mais tranquilo? A dúvida que permeia em todo o longa é esclarecida no julgamento nas cenas finais, cenas em que vemos que o fator humano é sempre decisivo em acidentes como esses. 

Clint Eastwood, que já ganhou o Oscar por Os imperdoáveis, poderia ter entregue um longa enfadonho, já que o acidente não durou muitos minutos, mas o diretor consegue fazer de um filme simples um bom drama sem nenhuma apelação. Sully: O herói do Rio Hudson não é impactante, mas é impecáveis nas partes técnicas, sendo um filme dinâmico, rápido, sem enrolação, sem cenas desnecessárias, sem diálogos exagerados ou inflados. É seco, claro e objetivo. Além de contar com a sempre excelente atuação de Tom Hanks, que consegue fazer do protagonista um homem que, apesar de atos heroicos, também é uma pessoa comum.

Trailer:


FICHA TÉCNICA

Título: Sully: O herói do Rio Hudson
Título Original: Sully
Diretor: Clint Eastwood
Data do lançamento no Brasil: 01 de dezembro

Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

18 comentários:

  1. Oi, Mi!
    Lembro desse caso, mas não acompanhei toda a polêmica envolvendo a possível irresponsabilidade do piloto. Gosto bastante do Tom Hanks e acho que vou curtir o filme.

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  2. Oi querida.
    Adorei a dica de filme. Já deu para ver que nunca vou viajar se ver o Tom Hanks no aeroporto. Gostei do filme, ter fatos reais. Não me lembro desse caso, mas vou pesquisar (sou dessas ♥) antes de assistir.

    P.S gostei desse trailer (e do filme), fiquei com o coração na mão por causa dos nossos últimos acontecimentos.

    Beijoss, Enjoy Books

    ResponderExcluir
  3. ooi Mi, tudo bom ? já tinha visto o trailer do filme e confesso que estou bastante afim de assistir, adorei a dica ^^
    beeijos
    https://bellapagina.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi, Mi!
    Vi o trailer e gostei... Quero assistir esse filme com o meu pai.
    Parece ser muito bom apesar de não curtir esse tipo de filme.
    Amei sua crítica!
    Beijo,
    Keth.
    Blog: www.parbataibooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi, Michele.
    Que infeliz coincidência o acidente com o time da chapecoense e a estreia do filme.
    Gostei muito da sua crítica e também admiro muito o Tom Hanks, mas não sei se teria muita coragem de assistir a esse filme. O enredo do filme não me traz muitas lembranças boas.

    Abraço!
    http://tudoonlinevirtual.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá, Michele.
    Engraçado como acontecem essa coincidências né? E não é a primeira vez que acontece. Acho que se fosse assistir seria só por causa do Tom Hanks que gosto muito, porque o enredo não em interessa muito.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  7. Olá, Michele!
    Eu não sei se assistiria esse filme. Não é bem o tipo de filme que curto assistir, mas você citou pontos positivos tão pertinentes que eu fiquei curioso. Sem falar que Tom Hanks é maravilhoso.
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Vou confessar que eu adoro esses filmes que são baseado em fatos. Sempre assisto.
    Já estou até me programando para ir assistir.
    Tom Hanks < 3

    Beijinhos!
    www.auniversitaria.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Mi, eu não tinha muita curiosidade pelo filme exatamente por parecer um pouco cansativo, mas fiquei mais curiosa agora com seus comentários. Gosto bastante de filmes baseados em fatos reais, especialmente quando é algo que cheguei a acompanhar.
    Tem um livro da Intrínseca também, mas acho que fico só com o filme ;)

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oi Mi,
    Nossa que coincidência mais triste com lançamento desse filme. Não o conhecia, a premissa é interessante, mas infelizmente não faz muito o meu estilo.
    Adorei a resenha.
    Bjs e uma ótima noite!
    Diário dos Livros
    Siga o Twitter

    ResponderExcluir
  11. Olá! Tudo bem?
    Acho que esse é o tipo de filme que não me chamaria atenção lá no cartaz do cinema.. Mas lendo a sua resenha, fiquei interessada em conhecer mais sobre essa história, não apenas na parte do voo (até porque deve ser muito desesperador), mas também a investigação!
    beeijo

    Tem sorteio de livro e marcadores lá no blog!! :)
    http://lecaferouge.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Eu acho que lembro desse acidente, mas tenho certeza que lembro de você comentando esse filme kkk a resenha ficou muito boa. Parabéns, em honra a ela quando ele estiver disponível para vê na Netflix ou na TV por assinatura vou assistir! ;)

    ResponderExcluir
  13. Oi, Michele

    Nossa, como o Tom está diferente com esse cabelo todo branquinho! Hahaha
    Que sensível da Warner mudar a data mesmo, achei digno.
    Não estava por dentro desse lançamento, mas agora que vi o trailer até fiquei curiosa!

    Beijo
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  14. Oi, Michele!
    Eu adoro viajar de avião, então fiquei meio em dúvida de ver esse filme - vai que eu pego pavor só de assistir? :o Meu pai já passou por um momento como o retratado no filme, quando o avião dele começou a cair de bico e, graças a Deus, o piloto conseguiu salvar todos os passageiros! Beijinhos, Beatriz.

    O Diário de uma Escritora Iniciante

    ResponderExcluir
  15. Oi Mi, tudo bem?
    Já tinha ouvido falar neste filme, mas te confesso que até o momento não senti vontade de conferir. Vamos ver se mais pra frente me animo, pois adoro o Tom Hanks. Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  16. Na minha opinião, este foi um dos melhores filmes de drama biográfico que foi lançado o ano passado. O ritmo é bom e consegue nos prender desde o princípio. Este gênero nunca foi um dos meus preferidos, pórem devo reconhecer que Sully, O Herói do Rio Hudson foi bom. Não tem dúvida de que Tom Hanks foi perfeito para o papel principal. Adorei está história, por que além das cenas cheias de efeitos especiais, realmente teve um elenco decente. Muito bom!

    ResponderExcluir