TOP 5: Livros da Companhia das Letrinhas


Se tem uma coisa nessa vida com a qual sou conscienciosa chata de matar de raiva é em relação aos livros infantis com os quais dialogo em minha pratica docente. A infância é uma época de formação de central importância e os livros utilizados nessa formação, na minha opinião, não podem ser escolhidos ao sabor do acaso. Para mim é fundamental analisar direitinho os títulos que vamos apresentar às nossas crianças.

Imagem obtida a partir da capa do livro O carteiro chegou

E entre as editoras que utilizo em minha prática, o selo Companhia das Letrinhas da Companhia das Letras tem tido um lugar bem cotado na minha vida de educadora infantil. Seus títulos são afinados com a sensibilidade infantil, dialogam bem com o cotidiano das crianças e tem aquele trabalho gráfico casando textos e imagem de uma forma ideal para transforma a leitura em uma experiência gostosa para todos os sujeitos envolvidos.

Poderia ficar aqui falando por horas sobre esses livros, mas para não ser acusada de prolixa separei cinco dos meus títulos preferidos da Companhia das Letrinhas com ajuda das sinopses do Skoob.

Tatus tranquilos de Florence Breton: A história começa quando dois tatus acham um objeto que veio rolando nas águas do rio. Como não sabem o que é esse objeto e para que serve, começam a fazer suposições. Para o primeiro tatu, trata-se de um tambor; para o segundo, de uma panela. Logo se forma uma rodinha animada, pois todo tatu tem uma opinião e gosta de expressá-la com firmeza. Além disso, como cada um deles acha que está absolutamente certo, acha também que pode se tornar o dono do objeto.


Além disso, como cada um deles acha que está absolutamente certo, acha também que pode se tornar o dono do objeto. É um berço, é uma pá, é um chapéu, é um brinquedo, é uma obra de arte - não há dois tatus que tenham a mesma opinião. Resultado: a discordância inicial vira polêmica e a polêmica por pouco não acaba em socos e pontapés. No início da história, o narrador afirma que "o tatu é um animal sempre calmo e afetuoso com os seus". No final, é obrigado a mudar de opinião: "Quase sempre".


Mônica é daltônica? de Mauricio de Sousa, ilustrações Odilon Moraes: Será que a Mônica enxerga as cores de um jeito diferente e escondeu isso de todo mundo? Ou esse é só mais um plano infalível dos meninos contra a garota mais forte do bairro? Quem conhece essa turma pelo menos um pouquinho já deve ter imaginado a resposta.


Nesta história, a primeira publicada na revista Mônica, em 1970, o Zé Luís - e não o Cebolinha, acredite se quiser -, inaugura a tradição dos planos mirabolantes para tentar acabar com as temidas coelhadas da dona da rua. E o Titi, o Cascão, o Cebolinha, junto com o líder do grupo, executam passo a passo o combinado, até que... Além de descobrir o fim da aventura, o leitor vai conhecer curiosidades sobre a turma e as ilustrações surpreendentes de Odilon Moraes, que reinterpreta um clássico de Mauricio de Sousa.


Contos de Grimm, ilustrações de Elzbieta Gaufasinska: A primeira coletânea lançada pelos irmãos Grimm data de 1810 e tinha 51 contos. A última, publicada em 1857, tinha 130. Todos eram histórias populares transmitidas oralmente nas províncias alemãs. Destinavam-se aos adultos, mas Jacob e Wilhelm usaram uma linguagem adequada a crianças. A atividade literária dos dois irmãos tinha um sentido militante: de um lado, era uma resposta nacionalista à supremacia de Napoleão Bonaparte na Europa; de outro, mostrava uma intenção didática e edificante: são histórias que pregam a solidariedade e o amor ao próximo.


Dos onze contos dessa edição fazem parte Os músicos de Bremen (que deu origem a Os saltimbancos), Branca de Neve e A inteligente filha do camponês. Título altamente recomendável pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil - FNLIJ 1996, categoria tradução/criança.


Da Pequena toupeira que queria saber quem tinha feito cocô na cabeça dela de Werner Holzwaeth & Wolf Erlbruch: O título deste livro simpaticíssimo não deixa a menor dúvida quanto ao tema tratado. O problema se apresenta certa manhã, quando a toupeirinha ia saindo de sua toca: quem teria feito cocô sobre sua cabeça? Para esclarecer o enigma, ela interroga todos os animais que encontra no campo: o cavalo, a pomba, a vaca, o porco... E os diversos bichos suspeitos, para se inocentar, exibem os respectivos cocôs à toupeira: há aqueles pequenos, de animais pequenos; há os de formato peculiar, etc. - cada animal corresponde a um excremento diferente. Até que, finalmente, graças à ajuda de uma dupla de especialistas - duas moscas pretas -, a toupeira encontra o culpado e dá um jeito de se vingar condignamente.


As crianças adoram. Durante alguns anos de suas vidas elas acham o assunto fascinante. Além disso, explorá-lo lhes dá oportunidade de nomear o que normalmente deve permanecer oculto - e ao prazer da suposta infração se soma o do desvendamento. Título também altamente recomendável pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil - FNLIJ 1994, categoria tradução/criança


É um livro de Lane Smith: Com a invenção dos e-books, e a proposta de revolução que trazem consigo, surgem inúmeras dúvidas a respeito do futuro do livro.


Muitos aproveitam essa onda para reafirmar seu amor às letras impressas em papel, e dizem que o livro é uma espécie de deus grego: não morre nunca. Sem enveredar pelas malhas da vidência, mas deixando claro que um livro é um livro e isso basta, Lane Smith criou uma história ilustrada, tanto para crianças quanto para adultos, sobre o nosso velho e bom - e amado - livro. Aquele que, ao contrário dos produtos eletrônicos, não apita, não interage, não conecta nem retwitta. Mas que, só pela emoção da narrativa e das imagens, prende a atenção (e ainda rouba o coração) de qualquer um.


É isso pessoa! E vocês, gostarão das dicas, tem algum livro da Companhia das Letrinhas para me indicar ou que marcou a trajetória de vocês? Contem tudo!

Jaci Clemente (Pandora)
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

16 comentários:

  1. eu concordo que depende muito da história e ilustração para cativar mais e mais as crianças, infelizmente algumas editoras pecam nisso. O título é a primeira abordagem, e quando encontramos editoras criativas nesse aspecto, é difícil não se tornar cliente. não comprei nada da companhia das letrinhas, mas vou dar uma olhada no site. adorei o post beijos

    Taynara Mello
    www.indicarlivros.com

    ResponderExcluir
  2. parecem muito legais. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  3. Oie,
    nossa que fofos!!!
    Acho que os desenhos colaboram muito para que as crianças adorem as histórias, mas acho que não é a única coisa, depende também de como os pais leem a história, por exemplo.

    bjos
    Blog Vanessa Sueroz
    3 livros por 20 reais

    ResponderExcluir
  4. Oi, Pandora.
    Eu confesso que mesmo não sendo tão velha, eu nem lembro o que lia quando mais nova, então eu não sei dizer se o selo da editora estava no meio deles. Só posso dizer que adorava as ilustrações infantis, porque por mais que nós adultos não gostemos de livros infantis, quando somos crianças, nós simplesmente amamos esse tipo de livro, porque ele tem uma linguagem simples, que fala com a gente.
    Adorei as suas indicações, eu não lembro de ter lido algum deles mas quero dar uma conferida.
    Beijocas! Leitora Encantada
    Participe do Sorteio de Natal

    ResponderExcluir
  5. Oi

    Que legal que você tenha essa preocupação. Eu pessoalmente não conheço muitos livros infantis, mas acho bem legal que os livros estejam na vida das pessoas desde bem cedo!

    Beijos

    ooutroladodaraposa.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi, Jaci!
    Quanto livro lindo, esqueci que a companhia das letras tinha um selo infantil! Estou procurando por presente para os pequenos e agora já tenho mais uma editora para dar uma olhada!


    bjs
    Queria Estar Lendo

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem? Muito legais os livros, adoro ler livros infantis! A Chiado Editora tem um grande catálogo de livros assim...

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  8. Contos de Grimm parece ser um livro maravilhoso. Como gosto bastante de livros infantis, sem dúvidas vou tentar conferir.
    Ótima dica.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de dezembro. Serão dois vencedores, dividindo 3 livros.

    ResponderExcluir
  9. Olá, Pandora.
    Acho que nunca li nada desse selo, mas já li os contos de Grimm em outras edições. Acho que os livros indicados são perfeitos para crianças mesmo e vou aproveitar essa postagem e mostrar para uma amiga que na semana passada e contou que sua filha pediu um livro de natal para o papai noel.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  10. Oi Pandora! Quero todos! Acho que nunca vou deixar de ler livros infantis, a criança aqui não quer crescer. Adorei as dicas.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  11. Olá Jaci!
    Acredita que eu não sabia sobre essas publicações da Companhia das letras?!
    Obrigada pelas dicas, já vou procurar mais.
    Beijos!

    Http://excentricagarota.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Que lindinhos! Adorei conferir os livros da Companhia das letrinhas. São ideais pra estimular a criança a tomar gosto pela leitura. Já vou lá no site ver alguns pra minha irmã.
    beijinhos,

    https://leiturize-se.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Um dia ainda compro esse livro da toupeira cagada. Não é de hoje que você me fala dele jaci kkkkk.

    ResponderExcluir