Fangirl [Resenha Literária]


Algumas pessoas são boas em matemática, outras em socializar com as pessoas, mas Cath? Cath é boa em ser fã! Uma fã ardorosa da série de livros Simon Snow, escrita por Gemma T. Leslie, sendo que para ela escrever fanfics e acompanhar tudo relacionado ao assunto é sua vida. Sob o nickname de Magicath, ela escreve uma das fanfics de maior sucesso, acessada por milhares de leitores vorazes do fandom que ficam órfãos nos intervalos entre uma publicação e outra da série. 

Parece mágico não é verdade? Mas a nossa Fangirl também tem seus problemas, a começar pela irmã gêmea, Wren, que decidiu que crescer significa abandonar o fandom, antes as duas escreviam juntas, mas principalmente ter uma colega de quarto diferente quando as duas vão para outra cidade cursar a faculdade. Cath não aceita e não entende muito bem a necessidade da irmã de conhecer gente nova, e se sente abandonada pela gêmea com quem costumava fazer absolutamente tudo até poucos anos atrás.

Para ela a experiência da faculdade é uma tortura, especialmente por ter que dividir o quarto com uma pessoa desconhecida e ser obrigada a conhecer gente nova. A protagonista é muito tímida e tem dificuldade em socializar com as pessoas, ao ponto de comprar um estoque de barrinhas de proteína para não ter que ir a procura ou perguntar a alguém sob a localização do refeitório do campus, e mais sério ainda, lidar com lugares ou pessoas novas, e acaba fazendo deste alimento seu único tipo de refeição. Neste ponto comecei a perceber que o problema vai muito além da simples timidez e comecei a questionar sobre qual seria o problema dela. 


A primeira personagem fora da zona de conforto a que somos apresentados é Levi, pseudonamorado de Reagan, colega de quarto de Cath. Os dois desconhecidos tem um relacionamento misterioso que não é bem definido e aos poucos vamos entender os pormenores do mesmo, mas até lá já me vi completamente encantada com o jeito particular de Levi e sua forma descontraída de lidar com as coisas, uma maneira que, aliás, se mostra bem eficaz para adentrar o mundinho da protagonista. Consequentemente, conhecemos Reagan, jovem veterana da universidade que é o oposto de Cath, ou seja, totalmente aberta a novidades e a conhecer pessoas novas. Ao perceber as dificuldades da colega, ela decide que serão amigas e não arreda o pé, protagonizando algumas cenas bem engraçadas. 

O pai das gêmeas é um personagem que não posso falar muito, além de que ele é um paizão, apesar de todas as dificuldades que passou muito, e de ter criado sozinho as filhas, após o abandono da esposa. Abel, namorado da escola, e Nick, colega de classe “chupim” da aula de escrita de Cath, tornam ainda mais evidente a inocência da personagem, e sua falta de maturidade para lidar com situações da vida adulta e relativamente independente. Temos ainda, uma professora que vai ajudar Cath de forma nada sutil a se desprender de sua infância, e a se aventurar mais. 


Não fica explícito no livro, mas o que deu a entender é que Cath sofre de ansiedade social, que pode ser ou não um sintoma associado a depressão, o que no caso da personagem não parece ser o caso, mas no meu sim. Sim, coleguinhas, eu faço acompanhamento psicológico há pouco mais de um ano em decorrência da depressão, sendo que um dos principais sintomas que afeta a minha vida é a ansiedade social, uma dificuldade em estar no meio de pessoas, conhecidas ou não, e que muitas vezes chega a ter efeitos físicos. 

Mesmo sem compreender logo de cara que o problema dela poderia ser parecido com o meu, a minha empatia por Cath foi imediata. Facilmente confundido com mimimi ou até mesmo preguiça, a ansiedade nos impossibilita de fazer diversas atividades, o que acaba acontecendo com a protagonista, que pode passar por uma pessoa fresca ou talvez antissocial a um primeiro olhar de quem não enfrenta o mesmo problema. Porém, recomendo que você leia esse livro tendo em mente que as pessoas são diferentes e muitas vezes não tem a mesma facilidade que você em fazer coisas que aparentemente parecem simples, como conhecer gente nova ou se desprender daquilo que lhes é familiar. 


Fangirl é um YA contemporâneo fofo, repleto de coisas que fazem com que nós, leitores, nos relacionemos com as personagens, mas também com situações em que é necessário analisar as diferenças e avaliar nossa capacidade de empatia e com que frequência nós fazemos julgamentos precipitados. 

Uma curiosidade sobre o livro é que a fanfic de Cath se tornou um livro de verdade, Carry On, que já tem resenha AQUI no blog.

FICHA TÉCNICA

Título: Fangirl
Autora Rainbow Rowell
Onde Comprar: Amazon


Luciane Leite
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

33 comentários:

  1. Oi, Lu!
    Esse foi o livro que me fez virar fã da Rainbow.
    Eu me identifiquei muito com a Cath, apesar de ter raivinha dela em alguns momentos.
    E onde eu posso arranjar um Levi pra mim?
    Beijos
    Balaio de Babados
    Sorteio Literário de Carnaval
    Resenha premiada Paixão e Crime
    Sorteio Três Anos de Historiar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luiza.

      Apesar de amar o Levi, sou apaixonada mesmo pelo Lincoln de Anexos. <3
      Que bom, pois não precisamos disputar. Rsrsrsrs...

      Beijos!

      Excluir
  2. Oi! Nossa já me identifiquei com a Cath. Também sou gêmea, e a tímida da dupla. Com certeza preciso ler esse livro. Bjos <3

    Click Literário

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi. Guria, como ainda não leu com tanta coisa em comum?
      LEIA!!!

      Beijos!

      Excluir
  3. Oi amore! Eu não sabia absolutamente nada dessa obra, sempre gostei por causa da edição fofa. Adorei conhecer mais sobre o enredo, e fiquei interessada.
    Beeijos
    http://lua-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bia.
      Depois de ter lido os 4 livros publicados da autora, posso afirmar que vale a pena começar por qualquer um. Mas meu favorito ainda é Anexos!
      Beijos!!

      Excluir
  4. Olá!
    Eu fiquei mega interessada no livro quando estava vendo umas dicas para ler em inglês. Eu sou uma intermediaria e disseram que esse livro seria super tranquilo pra ler e treinar a língua, então estou lendo ele aos pouquinhos <3

    Beijão
    Leitora Cretina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mônica.

      Acho que isso se aplica a todos os livros da autora, pois é uma escrita muito leve e agradável.
      Indico Anexos da autora tbm, pois imagino que seja ainda mais fácil, pq tem capítulos que são trocas de e-mails.

      Beijos.

      Excluir
  5. Interessante os pontos que você pontuou na sua resenha. Nunca tinha parado para ler realmente uma resenha sobre esse livro. O que mais me chamou atenção foi essa questão da empatia. Enfim, prometo dar uma chance a esse livro.

    Beijos
    Vento Literário / Facebook / Twitter

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nathalia.

      Acho que foi a Mayra do canal All About that book que disse que Fangirl é um exercício de empatia. Por eu ter me relacionado com a Cath, não pensei nisso em um primeiro momento, mas é bem isso mesmo.

      Beijos!

      Excluir
  6. Oiiiiee!!
    Esse livro tá na minha lista, mas ainda não li.
    Tenho muita vontade de ler algo dessa autora e esse livro, tão quanto Anexos, me chamam muito atenção.

    Beijinhos :*
    Sankas Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Thay.
      Anexos foi o primeiro dela que eu li, e apesar de não ser uma unanimidade, ainda é meu favorito da Rainbow. O livro que me fez encantar pela escrita dela.
      Dê uma oportunidade para a autora logo.

      Beijos!

      Excluir
  7. Amei a leitura que você teve desse livro! Às vezes para quem tem ansiedade é difícil achar pessoas que nos entendam e muitas vezes somos mal interpretadas..
    Mas eu também gostei muuuuito de Fangirl e agora quero ler Carry On!

    Beijoos

    ooutroladodaraposa.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu queria que ela tivesse escrito a série toda do Simon Snow. Por só ter Carry On, eu acabei sentindo falta de algumas coisas. Mas eu sou a doida das séries, então tenho noção de que em parte foi por isso que Carry On não foi tudo aquilo que eu estava esperando, mas ainda assim, valeu muito à pena a leitura.

      Beijos!

      Excluir
  8. Oi, Lu.
    Menina sou muito suspeita quando se trata ta Rainbow porque eu a amo demais.
    Não tem um livro dela que eu li e não gostei.
    Beijo

    Te Conto Poesia ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Camila.
      Para mim só faltam os contos, mas já providenciei Universos Afins, está para chegar.
      Impossível não se viciar na escrita dela, né.

      Beijos!

      Excluir
  9. Esse livro está na minha wishlist há séculos, preciso muito ler. Sei que vou me identificar horrores xD

    Beijos,
    Pri
    www.vintagepri.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Pri.

      Eu levei mais de um ano para ler Anexos depois de ter comprado. Mas depois que li ano passado, acabei comprando e lendo todos. Só faltam os contos agora.

      Beijos!

      Excluir
  10. Oi, Luciane!
    Fico feliz que esteja fazendo acompanhamento com um Psicólogo. É muito importante. Não desiste, tá? ~ abraça ~
    Eu quero muito ler esse livro. Da Rowell, eu apenas tenho "Eleonor & Park", mas ainda não li, embora tenha a impressão de que irei amar.
    Adoro as capas dos livros dessa autora. Sem esquecer que as premissas de cada título me deixam mega curioso. Espero poder ler todos em breve (o quanto antes, por favor) e não me decepcionar.
    Fico feliz que tenha curtido a leitura. Ainda não vi uma resenha negativa sobre Fangirl (ainda bem).
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Leandro. Nao vou abandonar a terapia, não. Sei da importância para minha vida e das mudanças que já fez.

      Quanto a Rainbow... Eleanor & Park nao é meu favorito da autora, pq previ os romances adultos dela, mas na minha opinião é o mais tocante de todos.

      Beijos!

      Excluir
  11. Oi Lu!Como está?

    Quando disse o fato dela comprar barrinhas para não sair do quarto, já imaginei que ela sofria de algo como depressão ou ansiedade, tão comum entre as pessoas e que muitas nem sabe que sintam.
    Gostei bastante da história, da jovem precisar sair de sua zona de conforto e enfrentar o mundo e principalmente da parte de crescer, o que não é fácil.
    A capa é tão linda e delicada que dá vontade abraçar!

    Beijão

    Livros em Contexto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Tô bem dentro do possível, e você?

      As capas da autora são todas lindas, né. Às vezes eu fico só babando dectao lindas!

      Beijos!

      Excluir
  12. Oi, Luciane!
    Quando você começou a descrever a Cath, já imaginei que o quadro dela fosse algo nesse sentido. Acho legal mais e mais autores estarem construindo suas histórias com personagens diferentes, seja por algum problema físico ou por alguma questão psicológica. É uma oportunidade para dar mais visibilidade a esses temas, fazer com que eles sejam mais falados. Eu só li um livro da Rainbow e gostei bastante. Tenho Fangirl aqui, mas fico só adiando a leitura... Já sei que vou gostar!

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carla.

      A Rainbow tem o dom de tratar temas diferentes, e às vezes, pesados de uma forma tão leve que nos instiga, não é verdade?
      Eu amo a escrita dela.

      Beijos.

      Excluir
  13. Olá!
    Dessa autora eu por enquanto só li Eleanor & Park, gostei bastante, ela tem uma escrita e personagens bem intimistas msm!
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carol.

      Até hoje eu tenho vontade de abraçar a Eleanor e dizer para ela "Vai passar". Foi essa reação que o livro tirou de mim.
      Leia mais obras da autora. Diversas possibilidades de sentimentos garantida.

      Beijos!

      Excluir
  14. Oii!
    Amei a sua resenha!
    Quero tanto ler um livro dessa autora... Acho que irei começar por esse. Pelo que disse irei gostar. Amo livro amorzinho! 😍
    Beijos,
    Keth.
    Blog: www.parbataibooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Kethlyn. Obrigada! <3

      O bom da Rainbow é que é cheio de possibilidades. Tem YA, romance contemporâneo e fantasia. E em todos os gêneros literários, ela arrasa.

      Excluir
  15. Ainda não lemos esse livro, mas temos muita vontade. Pela resenha ficamos mais curiosa, por ter personagens mais reais que tem problemas como todo mundo.


    Beijos




    http://onlyinspirations.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, meninas.

      Isso vocês sempre podem esperar da Rainbow, personagens que nos fazem refletir sobre a gente ou sobre o próximo, pois ela escreve sobre gente de verdade.

      Beijos!

      Excluir
  16. Olá Luciane, tudo bem?
    Já conhecia esse livro, mas essa é a primeira resenha que leio. E gostei bastante, gosto de livros que nos trazem problemas, situações da vida real.
    Beijos!

    Http://excentricagarota.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Oi Luciane,
    Eu quero muito ler essa obra, já ouvi vários elogios ótimos não apenas do livro, como da autora também.
    Espero em breve, conhecer!
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Eu amei esse livro, é um dos meus favoritos. Não sabia que a fanfic tinha virado um livro de verdade, já quero ler!
    Beijos
    Bluebell Bee

    ResponderExcluir