Original Netflix: Girlboss



Sophia Amoruso largou a faculdade, a casa dos pais e em 2006, aos 22 anos, decidiu iniciar seu próprio negócio de roupas vintage online, a Nasty Gal, furtou, revirou caçambas de lixo e tornou-se uma das marcas mais rentáveis. Mas nem tudo são flores, após 10 anos de muito sucesso a Nasty Gal declarou falência e Sophia mostrou que aprendeu muito com seus erros e acertos, e reergueu sua marca.

A nova série do Netflix, Girlboss, é inspirada na vida de Sophia Amoruso e em seu livro, claro que os fatos são apresentados de uma forma mais colorida e fantasiosa, assim como os personagens. Ao longo dos treze episódios, de aproximadamente trinta minutos cada, acompanhamos a saga de Sophia (Britt Robertson), seus relacionamentos, amizades e egocentrismo, em alguns momentos causando um sentimento de antipatia, porém, ao longo dos episódios acompanhamos a evolução da protagonista, que passa de garota selvagem que se recusa a crescer, a uma empresária decidida, que toma as rédeas de sua vida e sabe muito bem o que quer.


Girl Power é o termo que define a produção, que apresenta uma equipe bem feminina, e a luta por espaço e respeito da protagonista, que em muitos momentos é vista apenas como uma garota que está brincando de customizar roupas “velhas”, precisa se provar, conquistar respeito e espaço como mulher e empresária.

A série conta com diversas participações especiais, como RuPaul, conhecido por seu reality show RuPaul’s Drag Race, aqui encarna o vizinho/ conselheiro de Sophia, Ellie Reed, personagem de sua melhor amiga, Norm MacDonald, o chef e por aí vai. 

Além disso, cutuca a “fast-fashion” e incentiva o consumo consciente através da compras em brechós. De modo geral, é uma série leve e com personagens rasos, mas com um roteiro bem pensado e que acaba por explorar um pouco da década passada, apresentando os fóruns online, que foram tendência e discussões sobre a série The O.C.


Com uma trilha sonora incrível e figurino impecável, com direito a calças flare, coletes e botas que retratam muito bem o estilo rebelde anos 80 adotado por Sophia, Girlboss tem tudo para ensinar que quem luta por espaço consegue, e que por maior que possa ser o sucesso, todos podemos acabar caindo de cara no chão, a única diferença é decidir se levantar e seguir em frente, ou não.

Assim como em seu livro, Amoruso chegou a seu objetivo, mostrando principalmente para os jovens que conquistar o sucesso não é fácil, e mantê-lo menos ainda, porém, você deve apostar em si mesmo e seguir seu sonho, independente de faculdade, família ou amigos.


Rafaela Alves
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

19 comentários:

  1. Oi, Rafa!
    Essa série é ótima pra quem quer ver algo leve e dar risadas. Principalmente da Sophia, porque eu morria de rir vendo ela se ferrando, não vou mentir.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do #Sorteio1KSeguidores

    ResponderExcluir
  2. Eu ainda não assisti Girlboos,eu tenho andado meio sem tempo por causa da faculdade,mas se essa é a mensagem que passa de "conquistar o sucesso não é fácil, e mantê-lo menos ainda, porém, você deve apostar em si mesmo e seguir seu sonho, independente de faculdade, família ou amigosconquistar o sucesso não é fácil, e mantê-lo menos ainda, porém, você deve apostar em si mesmo e seguir seu sonho, independente de faculdade, família ou amigos",eu vou assistir quando puder.
    Séries assim são legais!!

    Esperando para voar

    ResponderExcluir
  3. Oi, Rafa.
    Assisti uns três episódios, mas preciso confessar que não curti, não sei se esperava outra coisa, mas achei meio bobinha.
    Beijo


    Te Conto Poesia ♥

    ResponderExcluir
  4. Ei, Rafa!
    Eu li o livro enquanto boa a série, e embora estivesse gostando dá original Netflix, não consegui gostar dá Sophia das telas. Achei bastante irritante a personagem, e me apeguei bem mais ao livro. Li em menos de 24hrrs! A série já não me cativou tanto assim depois dá leitura.
    :) Bjs
    Whoosthatgirrl.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Olá Rafa!
    Tenho lido muitos comentários positivos à respeito da série e estou com muita vontade de ver... a Netflix lança tanta coisa boa que as vezes não consigo lidar kkkkk
    Grande abraço!
    EVENTUAL OBRA DE FICÇÃO

    ResponderExcluir
  6. Oiiiee!

    Não assisti a série, e não a conhecia também. Assim de cara não me deixou curiosa para conferir. Mas depois que terminar OITNB, que comecei há pouco tempo, vou pesquisar novas para assistir e aí vou buscar saber mais um pouquinho sobre ela. Beijos,

    www.estranhoscomoeu.com

    ResponderExcluir
  7. Oi Rafa!
    Já tinha visto o livro por aí mas nem sabia qual era a história. Me interessei, vou tentar assistir essa série.

    Beijos,
    Sora | Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  8. Estou com uma curiosidade imensa por essa série, mas já ouvi um pessoal criticar, ai fiquei meio insegura de não gostar, mas vou assistir sim.


    Blog Lua Soares

    ResponderExcluir
  9. Oi Rafa, tudo bom?
    Eu tô louca pra ver Girlsboss porque A) girl power, B) a Britt, C) mama RuPaul. Tenho ouvido muitos elogios à série e tô ansiosa pelo hiatus das séries que acompanho pra poder maratonar essa!

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oi! Quero assistir essa série e achei o enredo bem interessante. Bjos ❤

    Click Literário

    ResponderExcluir
  11. Oi Rafaela,
    estou assistindo a série e gostando muito! Não li o livro mas gotei da temática e decidi assistir a série.
    bjs

    Amor Por Livros
    http://amo-os-livros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oie, tudo bom?
    Já passei por essa série e to louca para assistir, ela será meu programa de feriadão! (netflix, como sempre, acabando com nossas chances de ter vida social... hahah)

    Beijos,
    Juliana Bernardo,
    Um minuto, um livro

    ResponderExcluir
  13. Tô liuca pra ver essa série! Tá todo mundo falando bem, e a Netflix só arrasa nos lançamentos. Acho que a mensagem de girl power é muito boa *-*

    Beijinhos
    http://tipsnconfessions.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Oi Rafa!
    Não conhecia a série e confesso que não me despertou muito interesse, mas fiquei curiosa pelas tais discussões sobre The OC (que eu amava!)
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Olá Rafa...
    Li o livro há bastante tempo já, mas lembro que amei, adorei as dicas!
    Ainda não assisti a série, mas fim de semana quero começar!
    Beijos

    Divagando Palavras
    www.divagandopalavras.com

    ResponderExcluir
  16. Oi
    assisti no dia que foi lançada e goste, não vou mentir que as atitudes da sophia, mas foi legal, com uma boa trilha sonora e pirei quando vi eles assistindo the o.c

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Oi Rafa!
    Adorei os pontos que você trouxe sobre a série. De fato não uma série super elaborada com personagens mega profundos, mas acho que ela compre com o que propõem. Sem contar que para mim foi uma viagem nostálgica ao tempo da minha adolescência. Vi alguém falando que série passou a impressão de que a Sophia conseguia as coisas fácil. Acho que a pessoa não viu a série direito haha Você conseguiu definir bem a mensagem que a série quis passar!

    beijos
    Psicose da Nina | Instagram
    Colunista no Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  18. Adorei a resenha. Vou ver a série.

    Até mais,
    Emerson Garcia

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    ResponderExcluir
  19. Olá, Rafaela.
    Eu não achei as personagens rasas. Muitas vezes fiquei com raiva da Sofia, mas depois passou, porque eu sou um ser humano cheio de falhas, como ela.
    Adorei a mensagem que a série quis passar e espero que tenha uma segunda temporada.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir