Original Netflix: Punhos de Ferro


Em março deste ano Punhos de Ferro finalmente chegou a Netflix e eu estava bastante ansiosa, uma vez que não vejo a hora de poder assistir Os Defensores. Nesta nova produção, Danny Rand, interpretado pelo ator Finn Jones, volta a Nova York depois de quinze anos desaparecido e dado como morto após um acidente aéreo trágico com os pais quando sobrevoavam as montanhas do Himalaia. O garoto, então com 10 anos, conseguiu sobreviver ao ser resgatado por monges praticantes de Kung-Fu que habitam a mística cidade de Kun-Lun, que tem seus portões abertos a cada, aproximadamente, 15 anos. 

Depois de anos de treinamento árduo, Danny recebe o poder do Punhos de Ferro, e tem como dever principal proteger a entrada da cidade contra seus inimigos jurados, O Tentáculo. Mas com a possibilidade de poder voltar e descobrir o que aconteceu com seus pais, o jovem se vê dividido e acaba cedendo a tentação e faz o caminho de volta para casa, agora aos 25 anos. Porém, o que ele chama de lar está totalmente diferente, com a morte dos pais, Danny se torna o acionista majoritário das Indústrias Rand, e tem de lutar muito para ser reconhecido, contanto inicialmente apenas com a ajuda de uma antiga estagiária de seu pai, a nossa já conhecida advogada fodona Jerry Hogarth (Carrie-Anne Moss). 


O principal obstáculo enfrentado por Danny são os filhos do antigo sócio de seu pai, Ward (Tom Pelphrey) e Joy (Jessica Stroup). Mas vamos dar um desconto para os dois, pois em se tratando de uma empresa de bilhões de dólares todo tipo de golpe é possível e não é nada fácil acreditar em uma pessoa que passa tanto tempo desaparecida e depois que retorna conta uma história sobre um lugar que não existe no mapa e monges guerreiros. As motivações dos irmãos são bem diferentes, enquanto Joy, que era muito apegada a Danny se vê querendo acreditar, Ward não quer acreditar com medo de perder parte de tudo pelo qual trabalhou durante tantos anos. Sinceramente, gostei mais das nuances de Ward, não posso comentar o motivo, pois seria um spoiler da série. Foi muito bom ir descobrindo aos poucos o motivo de ele ser como é. 

Em meio a disputa pelo poder, Danny acaba descobrindo que a empresa fundada por seu pai, está envolvida com seu inimigo jurado, o Tentáculo, representado inicialmente por outra conhecida nossa, Madame Gao, uma mulher poderosa que parece habitar a terra por muito mais tempo do que sua aparência deixa transparecer. A partir de então, o herói passa a acreditar que sua missão vai muito além de proteger Kun-Lun, mas sim livrar o mundo das mãos do Tentáculo, uma missão que não se mostra nada fácil, especialmente quando inimigos parecem amigos e vice-versa. 


Outra personagem conhecida de quem acompanha Os Defensores é a enfermeira Claire Temple (Rosario Dawson), que acaba conhecendo Danny por ser aluna da mestre de artes marciais Colleen Wing (Jessica Henwick), que inicialmente parece estar na história apenas para ser o interesse amoroso do protagonista, mas esconde segredos que fazem um grande revés na história. 

Eu não conheço a história dos quadrinhos, por isso, não posso fazer comparações, o que eu acredito tenha colaborado para que eu gostasse bastante de Punhos de Ferro, o que não me faz ser uma pessoa cega. Para alguém que viveu ao lado de monges guerreiros de sabedoria milenar, Danny se mostra muito inocente, muitas vezes até bobo, em diversas situações no decorrer desta primeira temporada. Mesmo ele não tendo tido contato com a malícia das pessoas ocidentais, ficou a desejar no quesito amadurecimento. “Engana-me uma vez a culpa é sua, engana-me duas a culpa é minha”, como já diz o ditado. 


Não me acho capaz de julgar a qualidade das cenas de luta, mas me agradaram bastante, pois estava preparada para uma série de ficção, não para assistir a um campeonato de kung-fu. As cenas de Colleen lutando me agradaram bastante, até mais do que as cenas do Punho de Ferro, provavelmente porque acho bacana ver cada vez mais mulheres fortes sendo representadas, tanto que Jessica Jones continua sendo meu componente favorito do quarteto de heróis. 

Punhos de Ferro é o último dos Defensores a chegar a Netflix, antecedido por Demolidor, Jessica Jones e Luke Cage. Apesar de serem menos conhecidos do grande público, sendo considerados heróis de baixo escalão, as séries da Netflix conseguiram torná-los personagens conhecidos e amados por muitos. Com certeza é o meu caso!

Luciane Leite
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

12 comentários:

  1. Eu quero muito assistir essa série, até porque minha professora não parava de falar que estava ansiosa para o lançamento da mesma, porém, eu não gostei de Jessica Jones, então tenho medo de não gostar tanto desta série, mas vou dar uma chance sim, porque parece ser realmente muito boa e como você falou, são heróis nem tão famosos, mas que foram ganhando seus espaços.

    Magia é Sonhar

    ResponderExcluir
  2. Gosto muito de séries e essa parece ser bem legal
    Vou conferir
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem???
    Bom eu não curti muito a premissa da série, mesmo com sua resenha super empolgante, porque não curto muito lutas, mas quero dar uma chance, porque acredito que além das lutas em si temos uma história interessante... eu acho que a Netflix só nos deixa loucos com tantas séries legais produzidas... Xero!

    minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Luciane! Essa série dividiu muito as opiniões não é mesmo? Já vigente falando que odiou, gente falando que amou... Eu não posso falar nada pois não assisti nenhuma das séries dos defensores.

    Blog aboutbooksandmore.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Gostei da dica Luciane. Apesar de você enumerar os prós e contras de forma balanceada, não fiquei tentada a assistir o seriado. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  6. Oie Luciane, tudo bom?
    Cara, eu comecei a assistir essa série por engano hahaha Meu pai estava assistindo e eu resolvi parar para acompanhar, e acabei adorando.

    Beijos,
    Paixão Literária

    ResponderExcluir
  7. Oi! Já li sobre, mas nunca assisti. Fiquei curiosa para saber se ele vai provar que é o menino desaparecido. Bjos ❤

    Click Literário

    ResponderExcluir
  8. Oi, Luciane!
    Meu irmão gostou bastante da série. Eu ainda tenho de terminar Luke Cage e a nova temporada de Demolidor pra partir pra essa.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do #Sorteio1KSeguidores

    ResponderExcluir
  9. Gostei do seriado (assisti junto com meu namorado que é fã de quadrinhos).
    Também não posso comparar, mas concordo que às vezes o Danny era completamente bobo com as situações e confesso que isso me irritou um pouco rs.

    Beijos,
    * Blog PS Amo Leitura *

    ResponderExcluir
  10. Oi
    Eu gosto bastante das HQs da Marvel e adorei essa série...
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  11. Oi!!!
    Eu preciso urgentemente maratonar essa série! Todo mundo falando que ela é muito boa, mas estou assistindo tantas que já nem consigo arrumar tempo.
    Adorei sua postagem!
    Beijão
    www.a-toca.com

    ResponderExcluir
  12. Olá, tudo bem?
    Adoro séries de super-heróis, mas como assisto devagar...Me falta tempo,hahaha.
    Já vi muitos comentários sobre a série, alguns não muito bons, mas pretendo assistir e tirar as minhas conclusões.
    Beijos!

    http://excentricagarota.blogspot.com.br

    ResponderExcluir