Feud [Resenha da série]


A magia existe, ninguém pode duvidar disso porque temos a prova. Não há nada mais mágico que a arte, nada mais encantador que o cinema, a TV. Quem pode discordar da influência do cinema na vida das pessoas e sua força junto ao público fiel? É amor antigo, é coisa do passado que ultrapassa todas as barreiras do futuro. Mas a parte maravilhosa fica apenas na tela e não fora dela, é o que podemos constatar em Feud. Não que não soubéssemos da grande concorrência que existe no mundo dos filmes e séries, tanto é que a audiência é medida e provada regularmente, mas Feud coloca a disputa às claras, mostrando com transparência como os bastidores podem destruir ou construir os grandes astros que admiramos. 

Feud é mais uma pérola de Ryan Murphy com Jaffe Cohen e Michael Zam.

Jessica Lange dá vida a Joan Crawford e Susan Saradon a Bette Davis, grandes atrizes que fizeram das filmagens do filme What Ever Happened to Baby Jane? (Título no Brasil: O que terá acontecido a Baby Jane), de 1962, uma grande disputa cheia de discórdia.


Já não tão novas e digamos, sem o charme da juventude que as levou ao estrelato, as duas atrizes travam uma batalha de egos nos bastidores da filmagem sendo que muitas de suas posturas de disputa são causadas pelo diretor da Warner, Jack L. Warner (Stanley Tucci) e pelo diretor do filme Robert Aldrich (Alfredo Molina). Em uma briga de egos e interpretações, Joan e Bette acabam por fazer um filme de sucesso, mas mais que isso, elas conseguem se colocar nos holofotes da indústria cinematográfica e na mídia da época. Alimentando as fofocas de bastidores temos a atriz frustrada Hedda Hopper (Judy Davis) que se fazia de amiga de Joan e era usada por ela para atingir Bette, mas não tinha escrúpulos que a impedissem de fazer ao contrário, usar Joan para prejudicar Bette deste de que conseguisse um furo jornalístico de fundo maligno.

Com diálogos ricos e interpretações incríveis, cada episódio nos leva diretamente ao fundo do conflito de Joan e Bette, a convivência difícil com seus filhos, a necessidade de estar em evidência, a preocupação com o que as pessoas pensam e como elas veem suas respectivas performances, a dúvida que elas têm de que precisam realmente ser inimigas e quanto o que uma faz, voluntariamente ou não, afeta a vida da outra. 


Joan começou a trabalhar no cinema em 1925, quando os filmes ainda eram mudos, já Bette começou em 1930, por isso, quando pensei em falar sobre Feud para o blog me perguntei se as pessoas se interessariam por atrizes de época já tão distante, mas nós nos apaixonamos por histórias e personagens, não é mesmo? E a história destas personagens reais como atrizes de grande talento em seu tempo e dispostas a tudo para se manterem trabalhando e fazendo sucesso, sofrendo as consequências de suas atitudes e da atitude de terceiros que não se importavam em prejudicá-las, desde que alcançassem o sucesso, é uma história incrível e a produção de Feud é impecável em todos estes aspectos, inclusive na caracterização da época. Susan e Jessica estão admiráveis em suas interpretações! 

Vale a pena se envolver nos oito episódios desta história, eu confesso que me emocionei com estas mulheres fortes e batalhadoras que escondiam suas fraquezas em suas atuações magníficas.


O Canal FX já renovou a série para uma segunda temporada com 10 episódios com o nome de Charles e Diana e vai focar no relacionamento do Príncipe e Princesa de Gales.

Marise Ferreira
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

9 comentários:

  1. Oi, Marise!
    Eu descobri outro dia sobre essa série e estava esperando terminar pra poder assistir tudo de uma vez.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  2. OI, tudo bem??
    Ainda não assisti essa série mas quero muito pelo maior motivo chamado: Jessica Lange hahahaha, eu AMO ela e o Ryan é deus né? hahaha
    Adorei a resenha e fiquei com mais vontade de ver!
    Beijos
    www.somosvisiveiseinfinitos.com.br

    ResponderExcluir
  3. Eu sempre pego umas dicas ótimas de série aqui no seu blog.
    É a primeira vez que ouço falar desta série, mas já me chamou demais a atenção. Retratar uma história antiga, atrizes que começaram aturar em 1925 e 1930 é sensacional e para quem admira essa profissão, essa arte, essa magia, sem dúvida é sensacional acompanhar a série. Muito do que acontece nos bastidores, nos não temos nem a base e achei isso muito interessante na série.
    Procurei agora na netflix, mas não tem a série, de qualquer forma vou tentar começar a assistir!
    Adorei a dica.
    Magia é Sonhar

    ResponderExcluir
  4. Oi Marise, sua linda, tudo bem?
    Eu sou mega fã da atriz Susan Saradon só por ter ela no elenco já fico empolgada. Não sabia dessa série, mas parece ser incrível. E que honra para elas estarem no papel de grandes estrelas do passado. Dica mais do que anotada.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi
    sempre vejo o cartaz dessa série em um site, mas nem sabia do que se tratava e muito menos que era mais uma do Ryan Murphy. parece ser muito boa essa série ainda mais que tem a Jessica Lange que é uma ótima atriz.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Não tinha conhecimento sobre essa série, mas já adorei! Concordo quando diz que o cinema é mágico, e acredito que essa série em especial traz isso, essa magia de nos envolver e acreditar que tudo o que está passando é real.

    Até mais. https://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Essa série é incrível!! Eu simplesmente amei.
    Jéssica Lange e Susan Sarandon estavam maravilhosas
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  8. Oi, Marise! Tudo bem? Eu nem sabia que essa série tinha sido lançada! Já coloquei os episódios aqui para baixar kkk Sou muito fã do Ryan Murphy e da Jessica Lange.

    Abraço

    https://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Ainda não assisti todos os episódios, mas achei o elenco perfeito. Elas ficaram idênticas, sem falar na atuação. Louca para assistir tudo!

    Beijos,
    Pri
    www.vintagepri.com.br

    ResponderExcluir