It's Okay That's Love [Dorama]


A resenha abaixo é da nossa convidada Jaqueline Morete!

Vou tentar contar um pouquinho sobre esse maravilhoso Kdrama que me deixou completamente apaixonada, tanto pela história, pelos personagens, pelos atores e principalmente pela OST, porque Meu Deus, parece que cada musiquinha foi feita especialmente pra esse drama. 

A história fala de Jang Jae Yeol (Jo Sungin) um escritor famoso e DJ de rádio, dono de uma personalidade forte e conquistadora, que faz a gente amá-lo logo de cara, e Ji Hae Soo (Gong Hyo Jin) uma psiquiatra de personalidade difícil, que foge do estereótipo "mocinha, tímida e indefesa" que a gente encontra na maioria das histórias. O dorama começa mostrando a relação difícil que Jae Yeol tem com seu irmão mais velho. Irmão esse que passou anos preso por supostamente ter matado o padrasto. Esse caso se desenrola durante o drama de uma forma emocionante. Eu me peguei com
dó, chorando e querendo colocar todo mundo num potinho e amar ♡ 

Logo depois temos o encontro do casal em um talk show. Hae Soo que era uma fã de Jae Yeol acaba pegando aversão a ele durante o programa. Talvez pela personalidade confiante, um pouco arrogante e o jeito "galinha" que ele demonstra ter, e com isso ela faz de tudo pra mantê-lo afastado, mas os esforços dela acabam indo por água a baixo, já que Jae Yeol se mantém firme e forte na missão de conquistá-la. Jae Yeol acaba tendo que se mudar, e numa dessas ele vai parar na casa onde Hae Soo mora com Jo Dong Min (Sung Dong II) que também é psiquiatra e Park Soo Kwang (Lee Kwang Soo), um rapaz com Sindrome de Tourette.


Os dois protagonistas namoram, mas após a namorada de Jae Yeol plagiar o livro dele e o namorado de Hae Soo traí-la, o namoro dos dois acaba, deixando assim os dois livres e desimpedidos. Isso se não fosse pela personalidade extremamente complicada de ambos, principalmente de Hae Soo. Ela sofre de um transtorno no qual não consegue namorar e as crises de ansiedade não deixam que avance muito em qualquer relação. Tudo isso devido a um trauma de infância, que por anos fez com que ela visse namoro/beijo/sexo como algo errado. 

Jae Yeol é um mulherengo sedutor, que se interessa por Hae Soo logo de cara, mas é quase impossível algum contato entre os dois. No entanto, o desafio fala mais alto e ele não desiste de conquistá-la. Durante a convivência dos dois, ela vai descobrindo lados na personalidade dele que fazem as barreiras dela caírem aos poucos. Jae Yeol não é somente o mulherengo conquistador que nos é apresentado no começo, ele é também um cara fofo, dedicado, um ótimo filho, um grande amigo, e um irmão que se sente culpado. Devido aos abusos e dificuldades que sofreu na infância/adolescência ele desenvolveu alguns transtornos, dentre eles o TOC, que faz com que o personagem mantenha seus quartos sempre com o mesmo design e cores, incluindo o banheiro. Banheiro esse que na verdade é seu quarto, devido ao trauma, Jae Yeol só consegue dormir em banheiros.


O relacionamento dos dois passam por muitas etapas e situações que me deixaram completamente sem chão. No decorrer da história a gente se depara com vários lados dos personagens que nos deixam emocionados e comovidos. Jo Dong Min (Sung Dong II), é o mais velho da turma, sendo ele o responsável por arrancar a maioria das cenas hilarias. Ele e Soo Kwang formam uma dupla incrível, com uma grande sintonia, esses dois se tornam quase shippaveis. Park Soo Kwang (Lee Kwang Soo), é portador da síndrome de Tourette que provoca ataques epiléticos involuntários, principalmente diante de situações que o deixem nervoso. Seja ela uma briga de rua ou ganhar um beijo de alguma garota. O que incrivelmente nos levar a cenas muito hilarias ou extremamente fofas. Kang Woo nos é apresentado como um fã de Jae Yul e jovem escritor, e assim se aproxima de Jae Yul, de forma que se tornam grandes amigos, e vira o protegido do escritor, devido ao fato dele se identificar muito com a vida que o rapaz leva. A relação do dois é fundamental e surpreendente no decorrer do drama, me arrancou boas lágrimas. Oh So Nyeo (Lee Sung Kyung) é uma adolescente um pouquinho problemática e interesseira, porém muito fofa, que tem um amadurecimento muito legal durante o drama.


It's Okay That's Love tem 16 episódios e uma OST que se encaixa perfeitamente no processo de desenvolvimento da historia. Fiquei completamente apaixonada e viciada pelas músicas, são gostosas e fazem a gente passa horas ouvindo sem enjoar, e cada vez que eu as ouço eu me lembro de cenas do dorama. Citando algumas, Twin Forks - Cross My Mind é uma injeção de ânimo, fico super alegrinha quando a ouço. A música geralmente toca durante os momentos mais otimistas e bobos do drama, aliviando toda a tenção que problemas psiquiátricos podem trazer pra história e  Sunboat - Little Suns é tema de abertura, ela define muito bem o clima geral para o drama. É alegre e acolhedora.


Enfim, fica minha forte recomendação aos amantes de dorama e quem ainda não viu nenhum pode começar com esse sem problemas.

Jaqueline Morete
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

6 comentários:

  1. Olá, Jaqueline.
    Nos últimos dias, conheci um dorama bem engraçado que me apresentou a esse gênero que, até então, não estou familiarizado.
    Pelo que percebi, "It's Okay That's Love" tem um pouquinho de tudo: humor, emoção e também amor.
    Espero que eu consiga conferir algum dia. Parece uma história bem fofa.

    Abraço!
    https://tudoonlinevirtual.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu sou totalmente leiga em relação a dorama.Mas graças à vc, pretendo ver.
    Beijos
    Ari

    ResponderExcluir
  3. Oi
    esse dorama é ótimo, e torci muito para o casal, adorei o secundário Park Soo Kwang e que ele é um fofo e era shippavel com aquela garota.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Aiiii, já amei! Anotei a dica aqui, pois sou louca por doramas. O último que assisti foi THE MIRACLE, e já estava em busca do próximo, hehe.

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    Romantic Girl

    ResponderExcluir
  5. Oi Jaqueline, tudo bom?
    Recebi vários ultimatos na vida pra assistir doramas, mas ainda não encontrei tempo. Pretendo fazer isso quando minhas séries entrarem em hiatus. Quero entender essas histórias que conquistam tanto todo mundo!
    Anotei a dica pra procurar agora no meio do ano. Parece bem fofo!

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi Jaqueline,

    Gosto muito de doramas, mas confesso que não assisto tanto, mas é mais por falta de tempo.
    Vou por na minha lista esse, quando tiver um tempinho eu vou ver sim.
    Bjs
    http://diarioelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir