Uma Familia de Dois [Resenha do Filme]

Conferimos a Cabine de Imprensa de Uma Familia de Dois

A origem desse Uma Familia de Dois é, na verdade, mexicana. Em 2013, o diretor e produtor e escritor mexicano Eugenio Derbez deu vida à Maggie, uma garotinha que é deixada pela mãe aos cuidados do pai playboy e incorrigível sedutor, morador de Acapulco, Valentin. Nessa versão francesa, tudo ganha ares mais amenos e uma leveza que quase beira o gélido chique inerente ao francês - contrastando com o quente latino da produção original. 

Neste longa temos o bom e carismático ator francês, Omar Sy, no papel do boa gente e bon vivant Samuel, que é acordado num dia ensolarado, depois de uma noitada que terminou na companhia de duas belas mulheres, por uma Londrinense com um bebê no colo. Não demora muito e o óbvio é revelado: a pequena Gloria (deliciosamente interpretada pela menina Gloria Colston) é o fruto de uma noite inconsequente de Samuel numa ida a Londres. O cinema francês de Hugo Gélin (diretor também da comédia com pinceladas dramáticas Comme des Freres, ou Just Like Brothers, de 2012) parece gostar de contar histórias tristes de forma simples e direta, sem grandes twists. 


O ritmo dado à narrativa acompanha suas personagens e podemos até nos conciliar com as mesmas, o que facilmente nos faz estabelecer uma conexão mais substancial com o drama que se abaterá sobre essa pequena família de dois. Se Gloria Colston brilha, o mesmo não acontece com o resto do elenco, que nos entregam performances apenas corretas, desprovidas de um vínculo emocional que se faz necessário (como quando Omar interpretou Driss no bem mais memorável Intocáveis, de 2011).


Relações humanas também ganham seus destaques sob o ponto de vista de Gélin, elas são aparentemente rasas, ainda que sinceras. A condução segura do diretor não nos frustra, mas também não empolga a ponto de suspiros e risos fáceis de satisfação. E não se culpe se o grande X da história contada parecer apontar um caminho e acabar por nos apresentar um outro: acredito que Gélin quis parecer propositalmente confuso, ainda que oferecendo momentos dramáticos disfarçados de uma comédia com cara de lição de vida. Se fosse para escolher, eu ficaria com o Comme des Freres, a estreia em longas de Hugo Gélin. 

Trailer:


FICHA TÉCNICA

Título: Uma Familia de Dois
Titulo Original: Demain Tout Commence
Diretor: Hugo Gélin
Data de Lançamento: 29 de junho de 2017

2.5/5.0
Cristiano Santos
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

25 comentários:

  1. Gostei da dica Cristiano. Achei o mote do filme interessante, mas é uma pena que o elenco não tenha abrilhantando a obra, com exceção da protagonista mirim. Abraço!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Vanessa!
      Mas confira o filme, porque pode ser também apenas a minha opinião ;)
      Hugs!

      Excluir
  2. Oi, Cristiano! O filme tem uma premissa muito boa, normalmente gosto de filmes assim, se tiver a oportunidade vou assistir, para tirar minhas próprias conclusões.
    Gostei da sua crítica sincera!

    Beijos
    Eli - Leitura Entre Amigas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assista sim, Eli!
      Sou desses tambem: que gostam de tirar suas próprias conclusões ;)
      E sinceridade aqui, sempre \o/

      Obrigado!
      bjo

      Excluir
  3. Nossa, a Fleur está envelhecendo e ficando eatranha. Ela não seria uma Veela se HP4 estivesse sendo filmado agora! Hahahaha
    Eu achei o trailer encantador e acho que iria apreciar o filme. O Omar é muito carismático e creio que isso é seu grande trunfo.

    Beijocas
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso aí, Tami!
      Assista, grandes chances de curtir muito ;)
      bjo

      Excluir
  4. Oi Cristiano,
    Que pena que o filme não lhe agradou tanto. Achei diferente a trama, pois geralmente as mulheres são abandonadas grávidas e aqui temos a mulher indo embora. Não sei se o filme irá explorar o motivo da mãe e se ela irá retornar para causar uma reviravolta no enredo. Mas vou conferir, espero não me decepcionar. Gostei dessa coluna de filmes. Parabéns pela crítica.
    bjs.
    Pri.
    http://nastuaspaginas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Pri!
      Obrigado pelo comentário!
      Vá ver sim, acho que irá curtir o filme :)
      Bjo

      Excluir
  5. Oi, Cris!
    Pela sua nota, parece que o filme é daqueles pra se ver quando não tem mais nada de bom passando...
    Beijos
    Balaio de Babados
    Sorteio Três Anos de A Colecionadora de Histórias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hehehehe
      Luiza, esses eu assisto quando a note é tipo 1.0, 1.5
      Hehehehehe
      bjo

      Excluir
  6. A proposta do filme é interessante! Gosto de ver esse tipo de relação. Uma pena que não empolga tanto, poderia ser bem divertido e emocionante!
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas assista Carol, talvez você pense diferente de mim ;)
      E se vc se divertir um monte?!
      bjo

      Excluir
  7. Olá, Cristiano.
    Eu gostei muito do ator em Os Intocáveis, e mesmo você dizendo que ele não está tão bom aqui quanto foi lá, eu ainda me interesso em assistir. E assistiria só por causa dele, porque o enredo não me interessou tanto hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hehehe, tá certo Sil ;)
      Acho que irá curtir o Omar então. Ele tá bem! Só não acho assim tão bem.
      Té mais!

      Excluir
  8. Adorei a dica e não tive a oportunidade de assistir o filme. O ator é maravilhoso gosto dos trabalho dele, e bem convincente nas cenas.

    Beijinhosss
    Blog Resenhas da Pâm

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo, Pamela. Muito bm ator o Omar ;)
      bjo e valeu pelo comentário!

      Excluir
  9. Oi
    quando eu vi o trailer eu fiquei mega curiosa para assistir o filme, pois parecia ser bem emocionante e sempre , pena que não empolgou muito e os atores não se entregaram totalmente, mas ainda quero assistir,

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Denise!
      Isso aí! Continue querendo assistir!
      Ainda que existam trailers bem enganadores, hehehehe, é só a minha opinião. Acho mais é que tem que ir e assistir e tirar suas próprias opiniões. E expô-las tbm!
      Valeu!

      Excluir
  10. Oie Cristiano =)

    Eu simplesmente amo o cinema francês! Sério acho algumas produções melhores do que as hollywoodianas.

    Já tinha visto o trailer desse filme e estava doida para assistir. E mesmo com seus comentários em relação a falta de emoção na atuação do atores, ainda acho que é um filme que vale a pena se dar uma chance.

    Beijos;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tbm adoro, Ariane!
      Siiiim! Vale muito a pena dar uma chance a ele sim!
      Tenho ctz que vai gostar ;)
      bjo

      Excluir
  11. Ai que pena que ele não é tão bom assim, estava louca pra assistir! Vou pensar se vale pagar inteira agora rs

    www.vestindoideias.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Imagina, Carla!
      É só a minha opinião ;)
      Vai lá. assista e curta o filme!

      Excluir
  12. Oie Cristiano!

    Nossa, estava animada com a premissa do filme, mas sua resenha me deixou com um pé atrás!
    Vou esperar e vejo depois! Sua review me lembro "Não aceitamos devolução", mas o plot desse é incrível, o filme todo é fascinante e você não imagina o que vai acontecer no final da trama.

    Pena que não foi lááá tão bom pra vc, né?
    Quando eu assistir volto pra comentar oq achei! ^^

    Bjão
    EntreLinhas Fantásticas

    ResponderExcluir
  13. Vale ressaltar que é um filme o qual oscila risos e lágrimas!
    Mas achei maravilho... é um filme que retrata a paternidade da maneira do personagem!!

    ResponderExcluir