Cinder & Ella [Resenha Literária]


O problema dos contos de fadas é que a maioria deles começa com uma tragédia. Eu entendo o que está por trás disso. Ninguém gosta de uma heroína mimada. Uma grande personagem precisa de dificuldades para superar - de experiências que deem a ela profundidade, que a deixem vulnerável, com as quais possamos nos identificar e que sejam agradáveis. Boas personagens precisam de desventuras que as tornem fortes. A ideia faz sentido, mas continua sendo uma droga se você é a heroína. 

Resolvi começar minha resenha com esse quote, que está disponível logo na primeira página, porque ele é perfeito para descrever todo o enredo. Para mim, esse foi um dos melhores romances que eu li esse ano e se tornou uns dos meus livros favoritos da vida. Quando comprei, depois de uma indicação, não imaginei que iria lê-lo em um dia e fiquei tão presa na leitura, que deixei tudo de lado para saber o final dele.

Cinder & Ella começa nos contando a história de Ella (ou Ellamara) Rodriguez, uma garota de dezessete anos, blogueira que montou seu blog aos quinze. A protagonista se considera uma menina bonita, tem vários amigos e tira notas altas. Sua vida é quase perfeita, só não é perfeita por causa do abandono do pai que se separou de sua mãe para ir morar com outra mulher. Ella vive com a mãe e não se preocupa em usar roupas de marcas e ter dinheiro o tempo todo. Ela guarda guarda tudo que recebe do pai no banco. 


No dia do seu aniversário de dezoito anos, sua mãe resolve fazer uma viagem de carro para comemorar a data. Dentro do carro, Ella começa a trocar e-mails com seu melhor amigo Cinder458. A protagonista considera Cinder seu melhor amigo mesmo não o conhecendo pessoalmente. Isso mesmo! A personagem nunca viu o garoto na vida, só troca e-mails com ele desde que o rapaz deixou um comentário no blog dela, que fala sobre livros e filmes. Nessa troca de e-mails, Cinder pede pela primeira vez o endereço de Ellamara, para poder enviar um presente. Ella fica feliz e com medo ao mesmo tempo, já que nunca viu o garoto e nunca se falaram pelo telefone, ela não sabe se tudo o que ele diz é verdade. Cinder continua pedindo o endereço dela e quando Ella resolve ceder, a personagem e sua mãe sofrem um acidente de carro.


A protagonista perde a mãe, fica com cicatrizes pelo corpo todo e começa a ver seu mundo virar de cabeça pra baixo. Ella desisti de tudo e se afasta de Cinder. Para convencer a sua psicóloga que está pronta para sair da casa do seu pai e ir morar sozinha, a personagem precisará se reconectar com a única pessoa no mundo que ainda significa algo para ela: seu melhor amigo Cinder.

*alerta spoiler

Como o livro é narrado pelos os dois personagens (Ella e Cinder), podemos acompanhar os motivos de Cinder nunca ter aparecido para Ella e nem ter mostrado uma foto dele, já que tenta ao máximo ser sincero. Ellamara sabe que ele é rico, namora modelos e tem uma Ferrari 458. Porém, o que a moça não sabe é que Cinder, na verdade, é Brian Oliver. Ele é um ator super famoso de Hollywood e que tem a fama de ser um bad boy. Por isso ele nunca se mostrou, pois tem medo de ser rejeitado quando souber quem ele é realmente e ainda tem medo da mídia descobrir e estragar tudo. 

*fim do alerta spoiler


Com Cinder & Ella pude reforçar ainda mais a teoria de não julgar o livro pela capa e nem pela sinopse. Apesar do enredo conter vários clichês literários, o livro é lindo, pois nele temos vários assuntos sérios abordados, como depressão, bullying e suicídio. A autora nos apresenta uma escrita maravilhosa e que flui bastante e já tem o segundo livro em inglês. Espero ansiosamente pela publicação e que ela seja tão bom ou melhor que esse.

FICHA TÉCNICA

Título: Cinder & Ella
Autora: Kelly Oram 
Onde Comprar: Amazon

Ariane de Freitas
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

11 comentários:

  1. Oi Ariane!
    Eu estou louca pelo livro, já ouvi dizer que é maravilhoso e eu adoro essa premissa.
    Nem que fosse clichê, eu iria adorar! HAHAHAHA
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Ari!
    Menina, esse livro faz muito burburinho lá fora. Ele está na listinha que eu vou conferir.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do Sorteio de Férias: cinco livros, um ganhador!

    ResponderExcluir
  3. Em primeiro lugar já virei fã do seu blog só por causa do post sobre a Britney hehehe o ícone de uma geração.

    Cara eu gostei da sinopse desse livro me lembra um pouco Gossip Girl, vida dos ricos hehe
    Interessante
    Bju

    Karina Pinheiro

    ResponderExcluir
  4. Oi Ariane! Eu já estava julgando o livro pela capa. O que me fez abrir essa resenha foi título que achei bastante criativo. Ao terminar de ler suas considerações, você me convenceu totalmente!! Fiquei com muita vontade de ler :) E nunca li nada da Pandorga, talvez essa seja uma boa opção.
    beijos
    Psicose da Nina | Instagram
    Colunista no Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  5. Já tinha ouvido falar desse livro, mas agora que sei sobre o que é, fiquei muuuuito interessada! Que legal que a narrativa é tão assim blogástica hahahha. Gostei bastante!

    Beijos,
    Próxima Primavera

    ResponderExcluir
  6. Oi oi querida!!
    Adorei a resenha. Não conhecia o livro direito, pois só lia resenhas superficiais que não falavam nada sobre o enredo e sobre a premissa do livro. Espero ler em breve, porque amei a sua sinceridade com os protagonistas dessa histórias que é tão "mágico".

    Beijoss, Enjoy Books

    ResponderExcluir
  7. Oi
    esse foi mais uma resenha elogiando esse livro que acabei de ler, parece ser uma história bem gostosa e já aproveitei e coloquei como desejado no skoob, adoro um bom romance e que bom que gostou de ler.
    Coitada da Ella, fiquei curiosa para saber como ela enfrenta tudo.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Olá, Ariane!
    Conhecia o livro por alto, mas confesso que seus comentários animaram minha curiosidade. Já estou em busca de uma promoção boa haha
    Só essa capa que... né? podia ser mais chamativa (confesso que passaria reto pela capa kkk)

    Abraço!
    Lupi Literatus
    Resenha "A Mensageira da Morte"

    ResponderExcluir
  9. Hey, Ari!
    Menina, como eu amo esse livro! Concordo que essa capa nacional não ficou lá grandes coisas, mas o carinho pelo livro já é tão gigante, que olho pra ela e fico babando... haha. Como não amar a história e os personagens não é? A gente que vive nesse mundo da blogosfera super entende a Ella. Esse um dos livros favoritos da vida, que eu indico à todo mundo!
    Mil beijokas - Entre um Livro e Outro

    ResponderExcluir
  10. Oi, Ariane. Eu li esse livro ano passado, se não me engano, e chorei horrores! Fiquei super tocada com a história dos personagens, nunca senti tanta raiva com um enredo igual a esse. O fato é que a capa realmente engana porque apesar de ser toda fofinha, há por detrás da história muita tristeza envolta dos protagonistas mas também muito amor para dar e receber. Eu recomendo ele!!!
    Beijo.
    http://leitoraencantada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi Ariane!
    Esse livro nunca tinha chamado minha atenção até então, mas amei sua resenha, de verdade <3 Fiquei muito interessada, vou adc no skoob, haha
    Bjs, obg pela dica!
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir