Dunkirk [Resenha do Filme]

Conferimos a Cabine de Imprensa de Dunkirk.

Desesperador! Se eu tivesse que definir esse filme em uma palavra seria desesperador, em duas: desesperador e angustiante! Esses são os sentimentos que permeiam toda a duração do longa dirigido por Christopher Nolan e quando o filme acaba é inegável que terminamos de assistir uma incrível história de resgate!

400.000 mil soldados estão encurralados em Dunkirk, os franceses estão nas trincheiras, mas cada vez mais os alemães avançam. Desesperados na praia, milhares de soldados tentam entrar em navios de resgate, mas os Aliados só vão salvar 30 mil e todos eles são alvos fáceis dos aviões de guerra que sem misericórdia vão destruindo as esperanças de todos. 

O filme acompanha três pontos de vistas, de quem está na praia, no mar e no ar com diferentes tempos narrativos: 1 semana, 1 dia, 1 hora. E dessa forma o espectador consegue entender todo o drama dos soldados e assim ver o lado bom e ruim do ser humano numa guerra. Porque se por um lado os cíveis parecem se preocupar mais do que Churchill, do outro a sobrevivência leva o homem ao limite e às vezes é preciso escolher quem morre e quem vive.


Num primeiro momento acompanhamos Tommy (Fionn Whitehead), um soldado que entre muitos tenta voltar para casa e tenta por diversas vezes, mas os navios são facilmente afundados pelo lado inimigo. Com Tommy se encontra o silencioso Gibson (Aneurin Barnard) e Alex (Harry Styles). Também acompanhamos os pilotos Collins (Jack Lowden) e Farrier (Tom Hardy), além de Mr. Dawson (Mark Rylance), um senhor como tantos que tentam resgatar os soldados encurralados.

Dunkirk não é um filme de guerra comum, mas sim um filme de sobrevivência, soldados tentam desesperadamente sobreviver às bombas, torpedos, naufrágios, fogo ao mar. Estão todos no purgatório, perto de casa, perto do inferno. E a cada frustração a tensão aumenta ainda mais e não somos poupados de absolutamente nada, o horror da guerra é jogado na tela de maneira crua, direta, sem nenhum desvio ou eufemismo. Tanto que é um longa com poucos diálogos, as expressões de angustia e desespero dominam a trama até que os silêncios são quebrados pelos tiros, bombas e uma trilha sonora espetacular de Hans Zimmer que chega a ser essencial na narrativa.


Como não acompanhamos um único personagem apenas, não existe um grande desenvolvimento de um protagonista, mas como o enredo se passa pela perspectiva de todos em diferentes tempos, o que exige uma enorme atenção, a história acaba sendo muito bem explorada.

Dunkirk mostra mais uma vez o talento de Christopher Nolan, num filme ousado em que os diálogos são poucos e muitas vezes desnecessários, focado na angustia dos personagens, no drama dos soldados, no heroísmo de alguns, na covardia de outros, numa montagem, fotografia e trilha sonora perfeitas de um filme de sobrevivência na guerra.


E vai aqui uma dica: assistam em uma sala IMAX porque o som é um dos grandes trunfos do filme e a experiência é incrível, com certeza vocês sair da sala sentindo o corpo tremendo, ainda ouvindo as bombas por perto.

Trailer:

FICHA TÉCNICA

Título: Dunkirk
Diretor: Christopher Nolan
Data de lançamento no Brasil: 27 de julho de 2017

Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

19 comentários:

  1. Oii Mi😊
    Preciso ver esse filme. Amoooo o trabalho de Nolan.
    Beijos
    Ari

    ResponderExcluir
  2. Oie
    Gostei do enredo do filme, parece ser muito bom. Quero assistir.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Não é o tipo de filme que eu gosto de assistir, mas eu recomendaria para os meus amigos, porque o enredo é bem interessante.
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/2017/07/playlist-julho-2017.html

    ResponderExcluir
  4. Ooi Mi tudo bom ? Eu tinha visto o trailer do filme, e com sua resenha fiquei ainda mais com vontade. Imagino o quão desesperado seja assisti-lo, mas traz uma historia marcante.
    Beijos boa semana
    http://bellapagina.blogspot.com.br/
    Face: Bella Página
    Intagram : Bella Página

    ResponderExcluir
  5. Oi Michele, tudo bom?
    Eu tô esperando esse filme há tanto tempo que chorei de inveja lendo sua resenha, cê não tem noção! Tô contando os segundos pra minha sessão. Amo o Nolan e tudo que ele faz, e ai junta Nolan com a WW2 e você já me ganha para sempre.
    Sem contar que esse elenco tá espetacular (nhé pro Harry, mas ok, eu vou dar uma chance pra ele) e pqp, como eu quero esse filmeeeeee!

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  6. Eu amo filmes sobre guerras, e sua resenha me deixou curiosa. Imagino que também definiria uma situação destas como angustiante. Preciso muito assistir!

    Beijos,
    Pri
    www.vintagepri.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi Mi,

    O filme parece ter uma pegada interessante, mas não sei se assistiria nesse momento.

    Bjs
    http://diarioelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Eita, caramba.
    Parece ser bom demais!
    Acho sensacional filmes de guerra!

    Beijos
    Literatura Estrangeira

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem? Que demais esse lançamento, não sabia dele ainda... Fiquei curiosa, preciso assistir! :o

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  10. Oi, Mi!
    Estou faz tempo querendo ver esse filme, porque o Nolan é o Nolan, né?
    A sua foi a primeira crítica que li sobre ele e fiquei ainda mais curiosa.
    Sinto que vai ser aquele filme que vai me angustiar MUITO, mas que é necessário assistir.
    E, confesso, quero ver o Harry Styles como ator, hahahaha.

    Beijooooos

    www.casosacasoselivros.com
    www.livrosdateca.com

    ResponderExcluir
  11. Nem sabia da existência desse filme, parece uma história interessante..

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  12. Olá, Michele.
    Eu não tinha visto falar desse filme ainda. Não sei se vou assistir. Eu já fui muito fã de filmes de guerra e soldados, mas hoje em dia assisto poucos filmes e esse tema não é uma das minhas prioridades.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  13. Oi, Mi!
    Menina, olha... você já sabe sobre essa minha opinião, mas sua resenha me despertou o interesse de conferir esse filme. Não sei o porquê, mas me lembrou aquela reta final de A Guerra Que Salvou a Minha Vida
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do Sorteio de Férias: cinco livros, um ganhador!

    ResponderExcluir
  14. Oi
    nunca tinha visto falarem desse filme, parece ser bem intenso porque não é todos que poderão ser salvos, e legal que tem Harry S como ator, que bom que teve a chance de assistir e gostou.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Há dias vi o trailer num programa de televisão e adorei, fiquei ainda mais curioso com a sua resenha :) Obrigado pela dica :)

    Bitaites de um Madeirense

    ResponderExcluir
  16. Oi Mi! Eu não vejo muitos filmes de guerra, prefiro mais os de aventura e fantasia, mas seus comentários positivos me deixaram bem curiosa. Bjos!!!

    ResponderExcluir
  17. Olá Mi, tudo bem?
    Menina, eu fiquei angustiada assistindo o trailer, imagina o filme?! Mesmo assim, pretendo assistir. Parece que gosto de sofrer né? Hahaha. Filmes, livros com temática de guerra sempre me chamam atenção e, fiquei mais curiosa ainda, após você dizer que esse filme é bem diferente dos demais. Ótima resenha!
    Beijos!

    Http://excentricagarota.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  18. Apesar da ótima crítica não sei se verei o filme pois já sei dos horrores da Guerra o suficiente para sair arrasada da sala do filme.
    Não vejo nenhum ponto positivo de uma guerra, pois as mesmas são resultados da ganância de alguns. Muitos se prejudicam pelos dezejos de poucos.
    Mas acredito que filmes assim são válidos para não esquecermos a história.
    abraços
    Gisela
    www.lerparadivertir.com

    ResponderExcluir
  19. Oi Mi,

    Eu tava no cinema no dia que estreiou e senhor, 5 minutos depois de começar já estava na ponta da cadeira completamente tensa. Nolan fez um trabalho excelente em transformar um filme de guerra em suspense. E como eu amo o trabalho em conjunto dele com o Hans Zimmer, ta perfeito sério.
    A fotografia também ta linda de morrer e deu pra perceber o cuidado que o Nolan teve com figurino, o cenário e os figurantes.

    Beijos

    http://www.booksimpressions.com.br/

    ResponderExcluir