Espetáculo João e o Pé de Feijão tem sessão acessível em Libras


O espetáculo João e o Pé de Feijão – O Guarda Histórias, adaptado e dirigido por Max Oliveira, continua em cartaz no Teatro Folha em São Paulo até o dia 27 de agosto, com sessões aos sábados e domingos, às 17h40. No dia 19 de agosto haverá sessão acessível para deficientes auditivos com uso da Língua Brasileira de Sinais (Libras).

Para contar a história de João, o diretor Max Oliveira criou as personagens Lucy, uma garota hiperativa, e Philip, um antigo funcionário da casa onde a menina vive. A história começa quando Lucy anda por todos os cômodos da casa em busca de seu gatinho e encontra Philip procurando a chave de um velho guarda-roupas. O que Lucy logo descobre é que o guarda-roupas não é somente um móvel, mas um “guarda-histórias” que pode levá-la a viver aventuras incríveis. A primeira aventura é a famosa história de João e o Pé de Feijão. De dentro do guarda-roupas surgem elementos cenográficos e adereços utilizados na montagem.

A história do escritor inglês Benjamin Tabart é famosa no imaginário infantil: João é um garoto que vive com sua mãe num casebre. Eles enfrentam dificuldades financeiras e por isso precisam vender tudo o que possuem, inclusive a melhor amiga de João, uma vaquinha que na montagem é chamada Leiteira. No caminho até a feira da cidade onde João venderia a vaquinha, o menino é abordado por um ancião que oferece alguns feijões -que diz serem mágicos- como pagamento para ficar com a vaca. A mãe de João não aprova o acordo, o que faz João jogar fora os feijões mágicos. Na manhã seguinte ele é surpreendido por um gigantesco pé de feijão que brota em seu quintal. O garoto, curioso, escala o pé de feijão até sumir entre as nuvens e chegar à casa de um gigante, onde encontra muita riqueza.

Sobre o elenco

Natália Foschini – atriz formada pelo Indac. Iniciou suas experiências com montagens dirigidas por Abigail Wimmer e estendeu seus estudos com cursos na SP Escola de Teatro, Doutores da Alegria, e oficinas de interpretação, canto e dramaturgia no Núcleo Experimental. Trabalhou no musical infantil Cinderela, de Marina Costa; Fricção, da Cia. Haú e direção de Kiko Marques; Romeu e Julieta, de Zé Henrique de Paula.

Fabrício Molinágil – ator, cantor e contador de histórias, iniciou seus estudos no NAC Núcleo de Artes Cênicas do SESI em 2002 e estudou teatro mambembe nas Oficinas Lélia Abramo em Araraquara-SP. De 2004 a 2007 integrou a Cia Teatral T.E.X.C excursionando diversos Estados com montagens de peças infantis. Estudou Artes Dramáticas no SENAC, fez Imersão em Musicais na 4 Act Performing Arts e música na Fundação das Artes e Studio Marconi Araújo. Seus mais recentes trabalhos em teatro foram: O Menino dos Olhos d’ Água d grupo de cultura popular Malaebaú; o musical infantil A Vaca Lelé, e O Magico de Oz pela Velado Produções. 

Sobre autor e diretor

Max Oliveira – ator, bailarino, coreógrafo e diretor. Max tem em seu currículo créditos como Dance Captain na gravação do DVD 30 anos de carreira do cantor Daniel, os musicais da Broadway Miss Saigon , A Bela e a Fera , Cats , “New York, New York e a A Madrinha Embriagada em São Paulo. Atuou nas produções de O Rei Leão na Espanha e Austrália. Assinou a direção geral do espetáculo Alice – O Musical que estreou em São Paulo em outubro de 2013, a supervisão geral dos espetáculos infantis A Vaca Lelé e A Árvore Mágica.


FICHA TÉCNICA

Autor – Benjamin Tabart
Adaptação e direção – Max Oliveira
Elenco – Natália Foschini e Fabrício Molinágil
Voz do Gigante – Vandson Paiva
Preparação de atores – Fernando Marianno
Trilha sonora – Elton Towersey
Design de cenário e figurino – Paula de Paoli
Execução de cenário – Vagner Almeida
Execução de objetos – Victor Lei
Execução de figurino – Zezé de Castro
Artesã – Leda Campos
Acessórios – Adelina Silva Gomes
Design gráfico – Celso Azevedo e Victor Hugo Dultra
Operador de Som – Clauber Fonseca
Operador de Luz – Isaias Neri
Assistente de Produção – Lucas Silverio
Produção – Jardel Romão
Direção Geral – Max Oliveira

Duração: 45 minutos
Classificação indicativa: a partir de 3 anos

SERVIÇO – ”João e o Pé de Feijão – O Guarda Histórias”
Local: Teatro Folha
Temporada: até 27 de agosto. (dia 19/08 sessão acessível para deficientes auditivos com uso da Língua Brasileira de Sinais – Libras).
Apresentações: sábados e domingos, às 17h40
Ingresso: R$ 40,00 (setor único) *

Mais informações: Site: www.teatrofolha.com.br

Rodrigo Albuquerque
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

1 comentários:

  1. Oi Rodrigo
    Caramba, vendo o post, percebi faz mt tempo que fui ao teatro :(
    Achei bem legal ser acessível aos deficientes auditivos!!

    Bjoooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir