Valerian e a cidade dos mil planetas [Resenha do Filme]

Conferimos a Cabine de Imprensa de Valerian e a cidade dos mil planetas.

Valerian e a cidade dos mil planetas
é um longa baseado na famosa HQ Valerian: O Agente Espaço-Temporal criado por Pierre Christin, com o desenhador Jean-Claude Mézières e Évelyne Tranlé como colorista. 

O filme começa nos mostrando a interação pacifica da Terra com vários alienígenas em um ambiente futurista. Em seguida o espectador se depara com um mundo lindíssimo em que seus habitantes, resgatam pérolas que são uma fonte enorme de energia, mas também conseguem devolver ao ambiente o que retiram demonstrando que vivem em paz e harmonia com a natureza. Até que o planeta é invadido por naves que o destrói e obrigam os Pearls a viverem fora de seu mundo! E enfim, temos Valerian (Dane DeHaan), um agente do governo da Terra que viaja no espaço com sua parceira Laureline (Cara Delevingne), por quem é apaixonado e não esconde isso. A dupla acaba entrando no meio do caminho dos Pearls e ao chegarem na cidade de Alpha acabam descobrindo que existem muitas coisas escondidas que estão além da jurisdição deles.


É bastante fácil reconhecer vários elementos do longa já vistos em outros filmes do diretor de Luc Besson, como por exemplo O quinto elemento. Toda a construção do cenário futurista com muitas espécies diferentes de alienígenas com certeza é um dos pontos mais fortes do filme e não se pode dizer que os efeitos especiais sejam ruins, pelo contrário, esteticamente falando Valerian e a cidade dos mil planetas está excelente.

No entanto, o filme peca ao desviar demais da trama principal que poderia inclusive ter sido melhor explorada. Todo o enredo dos Pearls apesar de hoje não ser mais algo mais surpreendente é uma trama bem interessante, mesmo porque os personagens desse povo tão diferente geram uma enorme empatia. Infelizmente, o roteiro opta por mostrar diversos arcos em que Valerian se encontra em outras aventuras, evitando desenvolver o confronto final e deixando o filme mais longo do que o necessário. Muitas cenas não acrescentam em nada na trama e inclusive a história que envolve Bubble, personagem de Rihanna, só serviu mesmo para a cantora aparecer, embora o seu personagem seja extremamente carismático. Bubble representa os imigrantes, aqueles que não possuem sua própria identidade onde vive.


Dane DeHaan e Cara Delevingne parecem dois adolescentes e não conseguem convencer como agentes. No entanto, se ao princípio Valerian parece um personagem sem carisma, ao longo da trama ele pode acabar conquistando o espectador, bem como o senso de justiça de Laureline. Entretanto, os protagonistas não conseguem segurar a trama por completo, são bem rasos e o romance acaba sendo bem mais forte do que eu esperava, o que pode agradar os mais românticos. 

Apesar dos pontos negativos em relação ao enredo, Valerian e a cidade dos mil planetas tem ótimas cenas de ação, perseguição e a construção de outros planetas é muito bem-feita, como o mercado de diversas dimensões e camadas, lembrando bastante uso dos jogos virtuais.


Com várias referências a Star Trek e Star Wars, o longa é visualmente atraente e confesso que sai do cinema com vontade de conhecer melhor todo esse universo criado. Alpha e todas as criaturas que vivem no lugar onde cada um usa o seu melhor para sobreviver, numa economia esgotada, é uma ideia sensacional que poderia ter sido mais explorada, mas como filme de ficção é um longa bem interessante. 

Sobre a coletiva


Luc Besson e Dane DeHaan estiveram no Brasil para divulgar o filme em uma conversa bem descontraída com os jornalistas. Além disso, a dupla também participou da pré-estreia do filme com fãs e convidados.

Besson afirmou que não conhecia Rihanna, mas a acha uma excelente atriz e se tivesse que escolher ser um personagem seria Bubble, já DeHaan gostaria de ser a própria cantora (quem não ?). A dupla também comentou sobre suas cenas preferidas, a do ator é a de abertura e a do diretor a do mercado em que é possível ver várias dimensões em um único lugar.

DeHaan também comentou que fazer o longa foi um dos grandes desafios da sua carreira e trabalhar com a tela azul o lembrou bastante de sua infância, já que o permitiu usar mais a imaginação. Sobre a computação gráfica, o diretor comentou que existia um ator de verdade nas gravações.


Besson comentou também sobre o desafio de fazer Valerian e a Cidade dos mil planetas uma vez que levou mais de 7 anos para chegar ao cinema e sua dificuldade em mostrar todo o universo que imaginou para sua equipe. O diretor também afirmou que a gostou muito do trabalho de Cara Delevingne, segundo ele, uma atriz nata. 

O Brasil foi o último país em que a dupla esteve e os dois mostraram bastante simpatia durante toda a coletiva.

Trailer:


FICHA TÉCNICA

Título: Valerian e a cidade dos mil planetas 
Título Original: Valerian and the City of a Thousand Planets
Diretor: Luc Besson
Data do Lançamento no Brasil: 10 de Agosto

Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

12 comentários:

  1. Oi
    realmente vi comentários bons falando sobre o visual, mas que pena que ele desvia do assunto principal e que as atuações não são tão boas.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi, Mi!
    Gosto desses filmes futuristas, eu com certeza daria uma chance ao filme, apesar de não gostar dessa Cara, como atriz. Já assisti dois filmes com ela no elenco e não gostei.
    Mas eu gostei da proposta, e quero assistir :)

    Beijos!
    Eli - Leitura Entre Amigas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oieeeeeeeee Miiiiiii
    Aaaaiiiiinnnn eu estava com as expectativas la´nas alturas e agora eu fiquei assim ué????????
    Que pena que o filme é cansativo, que os protagonistas não convencem como agentes e são relativamente rasos e que o filme foge da trama principal :/
    Huuuummmmm vou deixar pra depois!
    Bjs Miiiiiii
    Luli Café com Leitura na Rede

    ResponderExcluir
  4. Oi Michele!
    Eu adoro os filmes do Luc Besson e O Quinto Elemento é o meu favorito dele.
    Pena que o roteiro desse filme não ficou tão bom quanto o visual dele.

    Beijos,
    Sora | Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  5. Oi Mi,
    Ouvi falar bastante desse filme antes da estreia, o enredo em si me chamou a atenção, por mais que eu tenha alguns na frente para assistir antes.
    Adorei a dica.
    Bjs
    http://diarioelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Estou bem curiosa para assistir esse filme, vi o trailer recentemente e curti bastante.

    Beijos
    http://orangelily.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oiee!!

    São tantas resenhas de filmes que leio e digo que preciso assistir, mas nunca tenho tempo... Ai, essa vida de acadêmica shauhsaush Olhei esse ator e lembrei de A Cura, que estava doidinha nele, mas até hj não deu p assistir... Enfim, esse deve ser um filme bom mesmo! Fiquei curiosa pra conhecer esse universo tbm. Beijos,

    www.estranhoscomoeu.com

    ResponderExcluir
  8. Gostei muito de sua resenha, ainda não assisti.

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Tenho alguma curiosidade em relação ao filme, tenho que dar uma vista de olhos.

    MRS. MARGOT

    ResponderExcluir
  10. Oi, Mi!
    Não sei por que insistem em chamar a Rihanna para filmes se as personagens dela não acrescentam em nada hahhahahha
    Beijos
    Balaio de Babados
    Concorra ao livro Depois do Fim autografado

    ResponderExcluir
  11. Oi, Mi!
    Já vi muitos comentários positivos desse filme!
    Uma pena que não me agradado :/

    Beijinhos, boa quinta pra você :*
    Sankas Books

    ResponderExcluir
  12. Oi MI! Eu não estava apostando neste filme e pelo que li aqui acho que realmente não é pra mim. Esse eu deixo passar, aguardo ansiosa por estreias mais empolgantes.
    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir