Amityville: O despertar [Resenha do Filme]

Conferimos a Cabine de Imprensa de Amityville: O despertar.

Como o próprio nome diz, temos o despertar, o renascimento do mal em Amityville e com ele mais um longa da famosa franquia de terror que começou em 1979. O primeiro filme conta a história da família Lutz que se muda para a casa onde aconteceram terríveis assassinatos de uma mesma família e forças diabólicas passam a atormentar a todos. Agora, a premissa é praticamente a mesma, mas o longa apresenta alguns elementos novos na trama.

Dessa vez é uma nova família, Joan e suas filhas, Belle (Bella Thorne) e Juliet (Mckenna Grace), e ainda o terceiro filho que está em coma, James (Cameron Monaghan), e é nele que o mal se aproxima aos poucos. A relação entre Belle e a mãe não é das melhores, se sentindo culpada pelo acidente do irmão, a protagonista acredita fortemente que James não voltará nunca mais do estado vegetativo, o que acarreta em conflitos com Joan. Tudo piora quando na escola a moça descobre que foi morar numa casa em que vários assassinatos ocorreram, o famoso caso de Amityville.


À medida que a história avança, Belle vai descobrindo sobre a lenda e até assiste com seus amigos ao filme de terror de 1979, numa cena bem engraçada em que eles comentam que remakes são péssimos. Como o mal que habita a casa age sempre às 3:15 da madrugada, vários eventos levam a Belle a acreditar que algo está errado, principalmente com a melhora súbita de seu irmão.

O filme possui vários clichês do terror e algumas cenas são bem previsíveis, outras nem tanto, acho até que o cachorro da família demorou para morrer na trama, geralmente isso acontece logo no início. A trilha sonora apesar de nada espetacular funciona e a atuação de Bella Thorne é bem simples. No entanto, Jennifer Jason Leigh é sempre espetacular, mesmo num papel que poderia ter sido melhor explorado. Aliás, Jennifer Morrison é uma coadjuvante de luxo com pouquíssima expressão na trama, o que foi uma pena.


Se até mesmo Ed e Lorraine Warren chegaram a afirmar que a casa é amaldiçoada qualquer história que se passe no lugar invoca o horror naturalmente. Entretanto, existem falhas no roteiro que não explicam algumas coisas, como o motivo da personagem Candice aparecer de madrugada na casa e muitas questões familiares foram mal desenvolvidas. Por outro lado, um personagem em coma possuído pelo mal foi um fator interessante na trama, bem como o início e o fim como forma de documentário.

Enfim, Amityville: o despertar não é um longa que deixará os fãs do terror eufóricos, o filme é cheio de chichês e poderia ter uma trama que prendesse mais. No entanto, para os menos exigentes no gênero, pode ser um bom entretenimento e ainda levar alguns sustos.

Trailer:


FICHA TÉCNICA

Título: Amityville: O despertar
Título original: Amityville: The Awakening
Direção: Franck Khalfoun
Data de Lançamento: 14 de setembro de 2017

Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

10 comentários:

  1. Oi, Mi. Nunca entendi essa história de terror, mas como não gosto muito, dá pra entender que não sou especialista no assunto. Quero realmente assistir It, mas em relação aos outros filmes, eu passo.
    Beijos
    http://www.leitoraencantada.com

    ResponderExcluir
  2. Nossa, estou muito ansiosa por esse filme! Feliz em saber que estreia hoje!

    Beijos
    http://orangelily.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Michele!
    Eu gosto do Amityville original. Esse aí eu vi o trailer e não me chamou a atenção, parece ser mais do mesmo...

    Beijos,
    Sora | Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  4. Olá!!
    Com certeza eu irei assistir. Embora, eu não der muitos créditos para filmes de terror. Sei lá..não se fazem mais filmes de terror como antigamente.
    Antes, todos os filmes de terror eram de fato, aterrorizantes. Hoje, poucos conseguem manter o terror.
    Fico até triste, pq é um dos gêneros que mais gosto.
    Beijos
    5 O'clock Tea

    ResponderExcluir
  5. Oi Michele!
    Eu li o livro quando era bem novinha (devia ter uns 12 anos - hoje acho que eu devia ser maluca para pegar esse livro com aquela idade hehe) e até hoje lembro dele como a única leitura que me deixou com medo na vida. Apesar de ter gostado e de querer reler, nunca tive curiosidade pelo filme, nem pelas continuações e remakes. Com esse não é diferente, ainda mais que você disse que é um pouco previsível e que algumas coisas ficam mal explicadas e pouco desenvolvidas.
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Olá, Michele.
    Nem sei se vou assistir. Já estou cansada de me decepcionar com os filmes de Amityville. Eu li esse livro quando era criança e foi um dos livros que mais me deu medo. E depois reli ele esses tempos atrás. Mas as adaptações estão deixando muito a desejar.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  7. Oi Mi!
    Sério que não pe tão "assim"??? Estava cheia de expectativas... Mas acho que assistirei mesmo assim...
    bjs

    Amor por Livros

    ResponderExcluir
  8. Oi Mi
    não sou fã do gênero, por isso nem me interessei em ver o trailer

    Bjooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi Mi,
    Concordo com você novamente.Minha mãe é fascinada por essa história ela tem o livro antigo e já leu umas quinze vezes sem exagero. rs. Sabe que quando vi esse não senti tanta vontade assim em ver porque já conheço a história e realmente é um filme bem básico de terror para meu gosto.Mas claro que tem várias pessoas que gostam então. Gostei do comentário sobre o cachorro realmente eles acabam sendo sempre os primeiros coitadinhos. rs
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    leiturakriativa.blogspot.com

    ResponderExcluir