Feito na América [Resenha do filme]


Filmes baseados em fatos reais sempre me empolgam e com Feito na América não poderia ser diferente, afinal, estamos falando de Barry Seal um famoso contrabandistas americano ao mesmo tempo em que trabalhava para CIA.

Como o próprio Barry diz várias vezes, ele não costumava parar para pensar antes de agir e foi assim que ele abandonou a carreira de piloto de aeronaves comerciais para aceitar a proposta de um agente da CIA e tirar fotos dos campos rebeldes na América do Sul no final dos anos 70. Com a Guerra Fria, a agência de inteligencia americana atuou bastante no continente e Barry foi um peão nesse cenário. Ou seria o governo o peão do traficante?

Mesmo arriscando a vida para tirar fotos do alto, a CIA se recusa a aumentar o salário de Barry que num encontro com Pablo Escobar e companhia, aceita fazer a entrega de cocaína nos Estados Unidos, já que os traficantes estão com muitos problemas na exportação. Numa ideia genial, Barry faz a entrega, mas nem consegue aproveitar o dinheiro já que é preso na Colômbia. Sem alternativas, o protagonista precisa jogar mais uma vez no time do governo americano ou passaria anos na prisão colombiana. Junto com a esposa e filhos, Barry vai morar no interior, onde o governo lhe cede terras e um hangar com capacidade de vários aviões. Em troca, Barry leva armas para Nicarágua, para os Estados Unidos armar os rebeldes sem que ninguém saiba. Eis então que Barry encontra mais uma vez Escobar e seus amigos. Numa trama incrível, o personagem consegue fazer seu serviço pra CIA e ainda ajudar Escobar no Cartel de Medellín.


Barry ganhou tanto dinheiro, tanto dinheiro que chega a ser absurdo o fato do personagem não saber mais onde colocar tanta grana. Dinheiro voa pelos cantos e a impressão que temos é que o protagonista nem sabe ao menos quanto possui. No entanto, a pergunta que permeia todo o longa é como alguém tão inteligente, capaz de lidar com lados supostamente opostos, não conseguiu prever que uma hora a corda arrebentaria em um dos lados. Ou será que Barry percebeu, mas já estava tão afundado que não tinha mais como voltar? Sim, porque uma vez dentro do esquema seja do tráfico ou da CIA, você sabe demais para poder simplesmente parar quando quiser. E neste ponto o roteiro é genial em nos mostrar que não existem mocinhos, mas mesmo assim o carisma do protagonista é tão grande que a gente acaba torcendo por ele. O que sem dúvida é um feito também de Tom Cruise ao compor um personagem anti-herói, bonachão e ainda assim carismático.

Como qualquer história baseada em fatos reais, alguns momentos soam exagerados, mas isso só faz com que a trama fique ainda mais envolvente e mesmo sabendo o final, se você já tiver lido sobre Barry Seal, o roteiro prende, fazendo com que a gente queira descobrir o desfecho do protagonista.


Tom Cruise carrega toda a trama, ainda que Sarah Wright esteja muito bem no papel de Lucy e ter Escobar como coadjuvante é um ponto a mais para tornar a trama intrigante, mas vale ressaltar que a história do traficante colombiano não é explorada.

O longa além de mostrar a vida de Barry Seal, também tem uma excelente ambientação e fatores históricos bem contextualizados. A imagem de um governo manipulador que usa os cidadãos à serviço da pátria é bem forte. Claro que o protagonista não foi herói, apenas fez o que fez pensando em si próprio, mas acordos são valorizados até mesmo no mundo do tráfico, como fica evidente em alguns momentos, mas até nisso a imagem do governo americano fica arranhada.

Com boa fotografia, com Tom Cruise pilotando de fato os aviões, Feito na América é uma história crua, real, empolgante e envolvente, excelente para quem adora filmes com histórias incríveis .

Trailer:


FICHA TÉCNICA

Título: Feito na América
Título Original: American Made
Diretor: Doug Liman
Data de lançamento: 14 de setembro de 2017
Universal Pictures

Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

9 comentários:

  1. Oi Michele! Tudo bem?

    Não sou muito fã do gênero, mas se envolve o Pablo com certeza me interessei!

    Adorei!!!

    Grande abraço,
    www.cafeidilico.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Mi! VOLTEIII!!! KKkkkkkk

    Adorei o post, e ainda não tinha visto nenhuma opinião sobre o filme...
    Espero poder assistir em breve, porque adoro o Tom (e minha mãe também ♥). Espero gostar do longa, e qualquer coisa eu comento aqui...

    Beijoss, Enjoy Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alice! O Tom está muito bom nesse filme, espero que vc goste!

      Excluir
  3. Oi Mi! Eu vi o trailer e não fiquei tão empolgada, mas confio na sua opinião e a crítica me fz reconsiderar ver o filme. Bjos!!!

    ResponderExcluir
  4. Olá Mi!! Tudo bem?
    Nossa, não sabia desse filme... Mas achei que parece ser muito interessante, apesar de não ser um estilo que me chamaria atenção. Por isso, gostei muito de saber mais por aqui ^^
    beeijo

    https://lecaferouge.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. O Tom é um ator e tanto, mas infelizmente não curto muito filmes nesse estilo de ação e tals :( ainda assim, depois da sua resenha eu vou dar uma chance pro filme caso esteja passando na tv hahahaha ótima resenha, muito bem colocada!!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Tom Cruise sendo Tom Cruise, espero estar vivo para ver ele em uma atuação como ele tinha la atrás nos anos 90.

    Cleber Eldridge.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Oi Mi,
    Gosto muito do blog de vocês,pois parece que sempre estamos em mesma sintonia sobre os filmes. Fomos ver esse filme ontem no cinemaporque gostamos muito de histórias baseadas em fatos reais. Aprovamos muito o filme como todo. Tom Cruise está excelente no papel de Barry e a gente realmente acaba torcendo por ele apesar de tudo. Outra coisa que fiquei pasma e ver como ele acaba se envolvendo tão rápido no meio de tanta confusão.Se conseguirmos vamos colocar nossa opinião essa semana ali no blog. Uma perguntinha? tá ligada naquele filme "Depois daquela montanha" acredito que vai estrear logo mas não tem notícia aqui na minha cidade você sabe a data?
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    leiturakriativa.blogspot.com

    ResponderExcluir