Longa sobre Freddie Mercury focará apenas na música


Bryan Singer comentou no site EW alguns detalhes sobre a cinebiografia Bohemian Rhapsody, filme que vai mostrar a carreira do Queen e do vocalista Freddie Mercury. O cineasta a firmou que o longa não focará nas partes trágicas da vida do cantor e não se aprofundará em assuntos como a AIDS, que o levou ao falecimento em 1991 de Mercury.

Bryan Singer  fala em fazer um filme acessível onde se celebra a música, sendo para todas as idades e que não fugirá da história. Obviamente a declaração já criou polêmica entre os fãs da banda.

O filme deve encerrar na apresentação do Queen no Live Aid, em 1985 – um dos shows mais icônicos da banda, cobrindo o período entre 1970 e 1985. 
Rami Malek interpretará Freddie Mercury, Ben Hardy (X-Men: Apocalipse) será Roger Taylor; Gwilym Lee (Jamestown) será Brian May e Joseph Mazzello (A Rede Social) será John Deacon.

A produção deve começar entre setembro e novembro. Brian May e Roger Taylor serão produtores executivos e Anthony McCarten, de A Teoria de Tudo, o roteirista. 

A cinebiografia Bohemian Rhapsody estreia dia 25 de dezembro de 2018.

Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

1 comentários:

  1. Nunca imaginaria o Rami Malek como Freddie Mercury, até que ficou parecido nessa imagem. Não sou propriamente um fã dos Queen, mas gosto muito de algumas músicas e reconheço o valor da banda e da grande voz de Mercury. Ao ler o post já desiludi-me com o filme, por não aprofundar a AIDS.

    Bitaites de um Madeirense

    ResponderExcluir