O canto mais escuro da floresta [Resenha Literária]


O canto mais escuro da floresta foi meu primeiro contato com a escrita da Holly Black, a mesma autora de As Crônicas de Spiderwick – que, inclusive, tem o filme que vive passando em Sessão da Tarde e afins – e com as poucas informações sobre a história presentes na sinopse comecei a ler.

O livro conta a história dos irmãos Hazel e Ben, que nasceram e cresceram na pequena Fairfold, uma cidadezinha aparentemente perto da Filadélfia que sobrevive de turismo graças a um garoto com cifres que dorme em um caixão de vidro no meio da floresta – isso me deixou intrigada, mas o conceito de todo o livro é meio estranho, então eu prossegui lendo.

Fairfold não é nem de longe uma cidade normal. Para os turistas que vem de longe buscar informações e ver com os próprios olhos o garoto no caixão de vidro, tudo não passa de marketing da cidade. No entanto, os moradores do lugar sabem que as fadas e o povo feérico são reais e podem te ferir ou te enganar caso você não tenha cuidado. Não só eles, mas as pucas, espíritos da floresta, monstros, trolls. Ainda assim, a vida de todos segue um caminho normal até o garoto que dormia há anos naquele caixão acordar sem mais ou menos.


A escrita da Holly, mesmo sendo em terceira pessoa, fluiu maravilhosamente bem e li o livro muito rápido, imersa no mundo que a autora teceu em cada capítulo. A linha que ela delimitou entre fantasia e realidade dentro da história é finíssima, quase invisível. Hazel e Ben cresceram dentro desse mundo onde a magia existe e é perigosa – o próprio Ben foi abençoado por uma mulher férrica quando ainda era um bebê e cresceu com o dom da música, mas que caso ele não saiba usar pode se tornar algo ruim.

Eu costumo amar livros de fantasia que tem um fôlego só, no qual a história se desenrola e segue num bom ritmo entre ação, romance e mistério e O canto mais escuro da floresta me deu tudo isso, com o bônus de uma escrita fantástica, bem pensada e um enredo crível e bem construído. Os plot twists da Holly Black não me fizeram ter um ataque, mas me fizeram arregalar os olhos diversas vezes durante a leitura.


Além de tudo isso, a personagem principal é uma garota independente, forte e dotada de força para salvar a si mesma e os outros, o que eu achei incrível. Nada de sentar e esperar o garoto estranho do caixão de vidro salvar a cidade. Ela mesma levanta, pega sua espada e vai.

Não pude deixar de notar que a Holly é o tipo de autora que não costuma focar nos personagens secundários, mas ainda assim eles são presentes, importantes e bem construídos e sólidos dentro da história, como o Jack, par romântico da Hazel.


Terminei o livro satisfeita com tudo – principalmente com o final – e não posso deixar de pensar nos outros livros da autora que não tive a oportunidade de ler, mas que agora entraram na minha lista de prioridades.

FICHA TÉCNICA

Título: O canto mais escuro da floresta 
Autora Holly Black
Onde Comprar: Amazon

Adrielli Almeida
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

8 comentários:

  1. Eu também gostei muito dessa leitura, sem contar que a edição é maravilhosa.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  2. Não conhecíamos a autora, mas o livro parece ser de uma leitura que envolve e nos prende,já anotamos a dica, fora que a capa é linda.

    Beijos


    onlyinspirations.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi! Adoro as histórias da Holly e acredito que este é mais um livro dela que vou apreciar bastante. E que linda edição!
    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia o livro, mas ele é muito lindo. Essa edição está maravilhosa, apesar de simples.

    Abraços...

    https://submundosliterarios.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Gostei da resenha Adrielli. Me pareceu ser uma fantasia repleta de adrenalina. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  6. Oi flor, tudo bom?
    Personagem principal forte e independente? Sign me up for this! Eu fiquei bem fascinada pela capa e pela premissa na época do lançamento. Vou ficar de olho na Black Friday pra ver se surge um desconto legal.
    Ótima resenha!

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi
    Ainda não li nada desta autora e sua resenha me chamou muito a atenção. Gosto de fantasia e esta Trama em especial com a premissa de uma cidade que possui como atração turística um garoto de chifres em um caixão de vidro é bem diferente, instiga nossa curiosidade. Vou guardar este título para futuras oportunidades de compra.
    abraços
    Gisela
    www.lerparadivertir.com

    ResponderExcluir
  8. Oi Adri!
    Eu sempre me questiono porque sou a única pessoa que não curte a escrita dessa autora. Eu ja tentei, mais de uma vez, arriscar ler uma obra dela, mas toda vez eu acabo desistindo ou tenho uma péssima experiência. Por esse motivo deixei de tentar. Acho a edição e a capa desse livro linda, mas minha vontade de ler é zero.

    Abraços
    David
    https://territoriogeeknerd.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir