Crueldade [Resenha Literária]


Crueldade é um livro sensacional! Desde do seu lançamento em maio, ele estava na minha lista de livros a ser adquiridos e lidos ainda esse ano. Me apaixonei pela sinopse e por sua capa logo de cara, por isso a minha ansiedade de lê-lo. E posso dizer que a cada página virada, ele foi me conquistando e conquistando um lugarzinho especial no meu coração.

Crueldade é um livro Young Adult que conta a história de uma jovem chamada Gwendolyn Bloom, ela nunca foi uma adolescente comum igual a maioria de sua idade. Por conta do emprego de seu pai como diplomata do governo americano, a protagonista mudava muito de país durante toda a sua vida. E por causa disso, ela não conseguia construir laços ou sentir-se em casa. Gwendolyn perdeu a mãe ainda pequena que foi morta de uma maneira muito violenta e desde então, a personagem vive somente com seu pai e atualmente em Nova York.

Durante uma viagem de trabalho para Paris, o pai de Gwendolyn desaparece e a partir desse momento, ela começa a descobrir que sua vida é ainda mais diferente do que ela pensava e além disso, ela descobre muitas coisas em relação à sua família. Uma delas é que seu pai, na verdade, não trabalha como diplomata, ele é um espião da CIA que vinha lidando com os mais variados grupos de criminosos da Europa.


Grewndolyn Bloom tem duas opções: continuar vivendo sua vida como se nada tivesse acontecido ou ir atrás de seu pai. Quando ela começa a perceber que nem os colegas mais próximos de seu pai parecem estar dispostos a encontrá-lo, ela decide ir atrás dele por conta própria.

Claro que o leitor pensa como uma garota de dezessete anos vai viajar sozinha para Europa e ainda por cima enfrentar criminosos terríveis, mas é neste momento que entram alguns personagens secundários que vão ajudando Grew, dois destes são: Bela, seu vizinho e ex- espião, que a  ajuda a embarcar para a França; e Yael uma espiã israelense que vai treiná-la. A partir daí Grewndolyn assume uma nova identidade, deixando de ser uma jovem americana insegura, para se transformar na russa Sofia Timurovna Kozlovskaya, uma garota capaz de lutar e fazer o que for preciso para atingir seus objetivos e de ser muito cruel.

Em alguns momentos de minha leitura, me fiz a seguinte pergunta: “como uma garota de dezessete anos pode ser tão forte emocionalmente?” E o autor Scott Bergstrom me respondeu (e as outras perguntas também) de uma maneira magnífica, usando um enredo muito bem construído e sem pontas soltas.


Vale destacar que a  protagonista é muito esperta e com essa qualidade ela vai fazendo suas escolhas e consegue sobreviver a esse mundo cheio de crueldade. Gwendolyn passa por muitas coisas ruins e vivendo na pele de Sofia, a protagonista vai conhecendo pessoas que vão lhe ajudando a ser alguém totalmente diferente do que ela já foi um dia.
- Nesse mundo moderno, uma mulher não deve se satisfazer em ficar parada se aspira a fazer o trabalho de um homem- Kladivo continua. – Você está preparada para isso, Sofia? Para aprender sobre meu negócio?  Pág: 294
A princípio fiquei receosa do autor não conseguir passar realismo e sentimentos ao enredo através da narração, pois o livro é narrado pela própria protagonista na primeira pessoa e não é qualquer autor masculino que consegue realizar essa tarefa tão facilmente. Afinal de contas, estamos falando de uma mocinha adolescente. Crueldade foi um livro no qual pude ter muitas reflexões sobre o egoísmo e a maldade da humanidade, o quanto nós seres humanos podemos ser cruéis se escolhermos ser. 


Antes de finalizar a minha resenha, gostaria de dar os parabéns para a Editora Seguinte, pois numa conversa com a Michele (redatora do blog) e a Luciane (colaboradora do blog), percebemos que esse ano a editora está lançando livros Young Adult com temas fortes e necessários nessa geração de jovens. Nem sempre esses livros têm como foco um casal (como no caso de Crueldade) e sim trazer mensagens importantes nos seus enredos como igualdade de gênero, racismo, bullying e a importância da família. 

Em suma, o livro está maravilhoso e essa edição está lindíssima (vocês precisam ver a capa original do livro, ela é horrível, prefiro mil vezes a capa brasileira), por isso e outros motivos super indico a leitura de Crueldade e aguardo ansiosamente pelo segundo volume.

FICHA TÉCNICA

Título: Crueldade
Autor: Scott Bergstrom
Onde Comprar: Amazon

 

  Ariane de Freitas
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

7 comentários:

  1. Oii Ariane

    Que diferente é a capa desse livro por ai, aqui a capa é preta então demorou pra eu associar que se tratava do mesmo livro...haha. Tenho algumas amigas que leram Crueldade e todas coincidem em que o livro é genial, muito mais até do que aparenta pela sinopse ou capa. Amei saber que a protagonista é assim de valente e esperta, gosto quando a mocinha não precisa esperar eternamente por ser resgatada mas toma as rédeas e resolve sozinha, amo também quandoa história se ambienta em vários lugares traz mais emoção à leitura. Com certeza vou ler esse livro.

    Beijos

    aliceandthebooks.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi, Ariane!
    Realmente não parece muito crível uma adolescente de 17 anos rodar sozinha pela Europa, enfrentando os bandidos, mas bom saber que o autor soube contornar esse detalhe muito bem.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe das promoções em andamento e ganhe prêmios maravilhosos

    ResponderExcluir
  3. Gostei da resenha Ariane. Admiro bastante protagonistas fortes e decididas e acredito que iria gostar bastante do livro. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  4. Ooi, Ariane!
    Eu nem sabia sobre o que era o livro e já tinha sido conquistada pela capa, hahaha.
    Sensacional.
    E adorei o enredo, suas percepções da história.
    Bom saber que um autor homem conseguiu escrever tão bem uma mocinha adolescente.
    Fico feliz.
    Anotei na wishlist e assim que puder vou comprar.
    Obrigada pela dica.
    :D

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com
    www.livrosdateca.com

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia e já fiquei com bastante curiosidade, adoro bons livros young adult e com jovens tão fortes e acção à mistura, parece-me perfeito! =)

    MRS. MARGOT

    ResponderExcluir
  6. Oi, Ari.
    Eu nem conhecia o livro mas com certeza já quero. Nunca imaginaria que por essa capa a história poderia ser tão eletrizante. Eu adoro enredos assim! Ainda bem que gostou porque acredito que irei gostar também.
    Beijos
    http://www.leitoraencantada.com/

    ResponderExcluir
  7. Oi Ariane!

    Eu já tinha visto esse livro e caramba, que resenha maravilhosa!! Eu não costume ler tantos livros do gênero mas acho muito interessante a premissa me conquistou demais, fico feliz que autor tenha respondido duas perguntas e que personagem seja forte. Com certeza vou ler.

    Beijinhos

    Resenha Atual

    ResponderExcluir