Princesa de Papel [Resenha Literária]


Princesa de Papel é o primeiro livro da série The Royals da autora Erin Watt. Sendo este nome um pseudônimo usado pelas escritoras best-seller Elle Kennedy e Jen Frederick.

Nesse primeiro volume da série somos apresentados a Ella Harper, uma garota de dezessete anos, que nos últimos meses tem sobrevivido sozinha, já que sua mãe morreu e ela nunca conheceu seu pai. Ella não se importa de se cuidar sozinha, ela já está acostumada a isso, uma vez que sua mãe antes de morrer, era uma mulher muito problemática e por causa disso, as duas viviam mudando de cidade e com problemas financeiros.

Ella vive chegando atrasada na escola, por causa dos seus vários serviços. O seu principal emprego é no clube Miss Candy’s, ela faz strip-tease usando a identidade de sua mãe morta. Ela odeia o trabalho, mas esse é o emprego que lhe dá mais renda e paga maior parte das suas contas. No dia seguinte ao trabalho, ela é chamada na diretoria do colégio e acredita que ou descobriram que ela falsifica a assinatura da mãe ou vão chamar sua atenção por mais um atraso. Porém, quando chega na sala do diretor ela conhece Callum Royal, um amigo do seu pai que alega ser seu tutor, já que seus pais estão mortos. Ella surta com a notícia, pois ela não conhece Callum e está bastante acostumada a viver por conta própria.


Ella até tenta resistir, mas Callum Royal não lhe dá chances para isso. O personagem explica como virou seu tutor e lhe faz uma proposta bastante tentadora: uma mesada por mês para ela viver com ele, uma promessa de herança vinda de seu pai e uma nova vida na mansão dos Royals. Logo de cara ela desconfia da oferta, Ella desde cedo sabe que nada vem facilmente.

Ao chegar ao novo lar, Harper descobre que cada garoto Royal é mais atraente que o outro e que todos a odeiam com todas as forças. Principalmente Reed, que deixa logo de cara que a odeia e basta uma palavra dele para tornar a vida da garota um inferno.

Antes de ler esse livro, li vários comentários negativos sobre a escrita da autora e o quanto o protagonista masculino era horrível. Realmente Reed Royal é um babaca! Mas não só ele, todos os garotos Royal fazem Ella passar por alguma humilhação na escola ou na mansão. 


Como diz Easton Royal:
Sinto que preciso avisar que nós, Royal, somos todos errados. Somos bons na cama, mas fora isso? Somos uns furacões de categoria quatro.  
Se por um lado eles aprontam com Ella, por outro a protagonista não deixa barato. Toda humilhação que ela passa, ela dá o troco e não fica chorando no canto, a personagem encara tudo e todos de uma maneira que me deixou de queixo caído. E por isso que adorei Princesa de Papel, a cada página virada me sentia uma espectadora esperando o próximo capítulo da novela. Se fosse escolher uma palavra para definir esse livro, eu escolheria a palavra: viciante.


Intrigas, fofocas, bad boys, tudo isso está em Princesa de Papel e para quem gosta das séries Gossip Girl e Pretty Little Liars, a série The Royals deve agradar bastante, pois o enredo do livro é bem parecido. Em agosto, a Editora Planeta lançou o segundo volume, Príncipe Partido, e com certeza vou conferir.

FICHA TÉCNICA

Título: Princesa de Papel
Autora: Erin Watt
Onde Comprar: Amazon

Ariane de Freitas

Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

13 comentários:

  1. Olá, Ariane.
    Quando lançou esse livro eu fiquei com bastante vontade de ler ele. Mas dai fui lendo as resenhas e acho que não ia me dar bem com esse protagonista. Por isso até quero ler, mas quando não tiver outros que tenho mais interesse na fila hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  2. Que dica bacana de livro, adorei conhecer! Já estou seguindo seu blog também. Beijos
    www.achatadebatom.com
    Facebook.com/achatadebatom

    ResponderExcluir
  3. Tenho este livro em lista de espera! Estou muito curioso com ele =)

    MRS. MARGOT

    ResponderExcluir
  4. Ola Ariane
    A capa desse livro é muito atraente e a premissa também, mas eu não gosto muito desses mocinhos grosseiros ,mesmo que a mocinha de a patada a altura ,parece que parte da ofensa é minha 😂

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oie xará =)

    Estou bastante curiosa para ler os livros dessa série, mesmo depois de ler algumas resenhas não muito positivas rs...

    Tenho o primeiro e o segundo livro e e-book e espero poder ler eles em breve!

    Beijos;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Ariane.
    Eu vi diversas resenhas sobre esse livro e nenhum descreveu ele como viciante ou como uma boa leitura.
    Eu tinha ficado bem chateada com isso, porque tinha muita curiosidade.
    Ainda bem que achei a sua resenha haha porque agora tenho certeza que vou dar uma chance para ele!
    Beijinhos,


    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
  7. Simplesmente apaixonada pela delicadeza desse livro, aposto que vale a pena a leitura! Obrigada por compartilhar. ❤

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  8. Oi, Ari

    Então, eu adoro a Elle, mas curiosamente eu não sinto interesse por esse livro colaborativo dela. Não sei, mas algo me diz que não tem nada demais, que é mais do mesmo... então pelo menos nem tão cedo lerei. Espero que sua experiência com o próximo seja tão boa quanto.

    Beijos
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Ariane,

    Li a trilogia e gostei bastante de como foi se desenvolvendo a história, principalmente as sequencias.
    Ótima resenha.
    Bjs
    http://diarioelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oie, tudo bem?
    Infelizmente a premissa não me ganhou.
    Achei meio ? o amigo do pai dela chamar a moça pra morar com ele e um bando de homens. Eu passaria por esse título. :/
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  11. Ariane, olha, nem sou fã desse estilo de leitura, mas sabe que tem alguma coisa nesse livro que me deixou curiosa?

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  12. Oi Ari,
    Tenho muita curiosidade em conhecer esse livro mesmo sabendo como você comentou que os "mocinhos" são meio babacas.Fiquei feliz ao ler que a protagonista não deixa por menos, assim acho que nossa raiva passa um pouquinho e deve ser bem viciante realmente por sempre querer saber o que vem em seguida. Adorei a resenha.
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    https://leiturakriativa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir