Rastros de Sangue [Resenha Literária]


Rastros de Sangue é o segundo volume da série Tony Hill & Carol Jordan, cujo primeiro volume se chama O cantos das sereias, publicado em 2014 também pela Editora Bertrand, selo do Grupo Editorial Record. Escrita por Val McDermid, a série conta com 10 volumes publicados em inglês desde 1995, segundo minhas pesquisas, e inspirou uma série de televisão intitulada Wire in the blood (6 temporadas), que é o título original do segundo livro da saga que acompanha principalmente a vida de dois personagens centrais, Tony e Carol, psicólogo e policial, respectivamente. 

Em Rastros de Sangue vamos acompanhar quatro situações. Inicialmente se trata do Dr. Tony Hill e do comandante da polícia Paul Bishop dando início a criação da Força-Tarefa Nacional de Criação de Perfis Criminais, um trabalho que se assemelha muito ao executado pelos personagens da série de tv Criminal Minds. Os dois personagens tem um prazo de seis semanas para treinar outros seis profissionais antes de pegar um caso real para trabalharem junto com as forças policiais locais. 

Os principais personagens deste núcleo são Sharon ‘Shaz’ Bowman, policial jovem e a mais destemida e ambiciosa do grupo, Leon Jackson, também detetive e que por ser negro acaba sendo o mais irreverente devido ao preconceito que já enfrentava na profissão, Simon McNeill, policial com formação em psicologia, e a também detetive, Kay Hallan. Nenhum deles é bem recebido pelos outros policiais da delegacia no norte da Inglaterra para onde foram enviados. 


Tendo a chance de mostrar serviço, uma destes quatro personagens consegue estabelecer a correta conexão entre o desaparecimento de garotas adolescentes durante um dos exercícios propostos por Tony. Desacreditado por sua equipe e superiores, o personagem decide desvendar o crime sozinho e acaba morto, motivando o restante deles a irem em busca do assassino, sendo um deles acusado de ser o culpado, ou seja, trata-se de uma investigação para encontrar o assassino serial de garotas adolescentes e também de uma policial, mas também para inocentar um integrante do grupo. 

Acho que já está na hora de fazer uma recapitulação. Até agora temos o treinamento da Força-Tarefa, um membro da equipe fazendo uma investigação por conta própria e depois sendo morto, desencadeando um terceiro plot para a história, que é a investigação de um policial. Mas calma que ainda não falamos de Carol Jordan, detetive inspetora-chefe de outra delegacia, que vive uma relação estranha com o Dr. Hill, aparentemente explorada mais a fundo no primeiro volume da série. Ela e seus subordinados estão investigando uma série de incêndios que parecem criminosos, mas que até ela assumir o cargo, ninguém tinha dado muita bola. 


A verdade é que achei desnecessário inserir mais essa investigação na história, pois Carol sendo instruída a procurar a ajuda de Tony, acaba se envolvendo também na investigação dele e sendo meio relaxada com seu trabalho real. Eu fiquei achando que as duas investigações iriam se encontrar em algum momento, mas isso não acontece e foi bastante frustrante, então já estou avisando vocês previamente, não vou tratar essa informação como spoiler, mas sim como um trigger warning, pois eu gostaria de ter sido avisada. 

Para quem é fã de livros, filmes e séries que abordam a criação de perfis de criminosos, certamente vai poder aproveitar esta leitura, especialmente porque em alguns trechos, Tony chega a dar aulas sobre o tema. Pode ser uma encheção de linguiça ou um prato cheio, depende de como o leitor vai interpretar o material. Vale lembrar também que a história começou a ser escrita nos anos 1990, portanto, muitos recursos tecnológicos ainda não existiam, mas aos poucos foram inseridos na história de forma muito proveitosa. É legal ver como os policiais tinham que trabalhar neste período, correndo atrás de muita coisa que atualmente está ao alcance de um clique. 


Por ter muitas personagens e linhas narrativas, o começo do livro foi bastante confuso para mim. O que prejudicou um pouco mais, no meu caso, foi que o assassino é revelado logo de cara, o que me fez achar os policiais que investigam o caso do assassinato ainda mais burros, sem falar do restante da equipe, porque parecia tudo muito óbvio para mim como espectadora. Mas a escrita da autora não deixa de ser boa por conta disso, o que me ajudou a não demorar tanto assim a concluir a leitura e realmente ver como a história iria se desenrolar. 

Não há a informação de que se trata de uma série em qualquer parte do livro, novamente eu cai no engano de não pesquisar no Goodreads antes de solicitar, mas certamente desta vez eu aprendi a lição, pois apesar de não fazer tanta diferença para a investigação em andamento neste volume, fez falta uma introdução mais aprofundada dos personagens centrais. 


Alguns aspectos do relacionamento pessoal de Tony e Carol claramente são explorados melhor no volume um, O canto das sereias, inclusive um trauma vivido pelo psicólogo, e sua vontade de que a detetive fizesse parte de sua equipe. Então se você curtiu essa resenha e se interessou pela trama, parece óbvio, mas recomendo que comece pelo primeiro volume da série Tony Hill & Carol Jordan.

FICHA TÉCNICA

Título: Rastros de Sangue
Autora: Val McDermid
Onde Comprar: Amazon


  Luciane Leite
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

18 comentários:

  1. Gostei da resenha Luciane. Achei o enredo bem interessante, mas não curti o lance do assassino ser revelado logo nas primeiras páginas. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Vanessa.

      Como eu disse, vai do que você gosta. Eu já li livros que tinha capítulos narrados pelo assassino e logo sabia quem era, e gostei. Mas nesse caso acho que poderia ter um pouco mais de mistério

      Beijos.

      Excluir
  2. Oi, Luciane

    Na news desse livro tinha informação que ele era o segundo livro de uma série sim. Eu até enviei um email ora Aninha perguntando se ela achava que tinha problema ler esse antes do primeiro e ela falou que não.
    Que pena que faltou o aprofundamento dos personagens... mas será que isso feito no primeiro?
    Vamos ver o que eu vou achar!

    Beijos
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Tamires.

      Fui procurar a News em questão, que é a de abril, para ver se não estava ficando louca ou confundindo com outro livro, e realmente não consta a informação.
      Mas a grande questão é que quem vai comprar, numa livraria, por exemplo, não tem acesso a informação de qualquer modo e deveria constar. Não concorda?

      Beijos!

      Excluir
  3. Um assassino que se revela logo no início parece meio... "broxante", não? Rs
    Eu adoro o gênero e já havia ouvido falar da série antes, mas por ser enorme, nunca dei muita bola. POr ora, vou deixar passar, mas sem dúvidas, entrará para a lista de leituras futuras!

    Beijocas,
    Fabi
    pausaparapitacos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Fabi.

      E um livro super aclamado, mas para mim acho que precisou de mais mistério.

      Beijos!

      Excluir
  4. Luciane, não conhecia esse livro, mas fiquei bem curiosa. Adoro esse gênero, então, lerei com certeza!

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Pathy.

      Eba! Leia e depois conte para gente o que achou.

      Beijos!

      Excluir
  5. Não é o tipo de livro que eu leria porque eu não curto esse estilo, mas eu gostei muito da sua resenha.
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/2017/10/dua-lipa.html

    ResponderExcluir
  6. Oie
    Acho que este livro eu passo, parece interessante mas não é o tipo de assunto que me agrada. Adorei sua resenha.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi, Luciane!
    Acho que dessa vez eu vou passar a dica. Sabe-se lá quantos livros essa série ainda vai sair, já que começou em 1990.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe das promoções em andamento e ganhe prêmios maravilhosos

    ResponderExcluir
  8. Oi Luciane, tudo bem!
    Eu até gosto do gênero, mas achei a trama um pouco confusa. Sem falar que se trata de uma série muito longa, então vou passar.

    *bye*
    Marla Almeida
    https://loucaporromances.blogspot.com.br/





    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Marla.

      Eu acho que ela quis confundir a gente mesmo. Se foi, a autora atingiu o objetivo com sucesso.

      Beijos!

      Excluir
  9. Não sou muito de ler esse tipo de livro, fico meio paranoica com essas histórias hehehe

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Monique.

      Eu sou muito fã de Criminal Minds, então adoro.
      Mas mesmo que não fosse é bom diversificar.

      Beijos!

      Excluir
  10. Nossa será que a editora pretende lançar todos os volumes? É meio chato quando eles começam a publicar uma série e acabam parando na metade, e essa é meio grande..
    De qualquer forma fiquei interessada na história!

    bezu
    www.ooutroladodaraposa.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi.

      Eu acredito que sim, mas não sei quando, porque o primeiro foi lançado em 2014.

      Mas mesmo demorando, acho que vale a pena sim. Para mim, pelo menos, que não leio o gênero com tanta frequência para não ficar sobrecarregada, acho que a espera não atrapalha.

      Beijo!

      Excluir
  11. Oi Luciane!
    Eu também li esse livro e, para mim, a leitura fluiu bem, mas a história deixou a desejar em algumas coisas.
    Realmente, não tem como falar na elaboração de perfil de criminosos e nao lembrar de Criminal Minds ;)
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir