Top 5: Livros de Terror M R Terci


Sou apaixonada pelos gêneros terror e horror, tanto na literatura quanto nos cinemas. Confesso que quando analiso os filmes que aprecio do gênero, chego à conclusão que não sou tão seletiva. Gosto desde os cults aos apelativos famosinhos dos anos 80 e 90.

Agora, quando se trata de livros, à medida que venho envelhecendo, ando me tornando mais seletiva. Eu aprecio livros que trazem um terror de tirar o fôlego, mas que acima de tudo, traga uma ótima escrita, um bom contexto, e que instigue a mente do leitor.

Queria fazer um top de obras que são muito mais que sangue e vísceras. E o primeiro autor que me veio em mente foi M R Terci. Brasileiro, tem muitas obras publicadas independentemente na Amazon; outras pela editora L P Book, e recentemente anunciou contrato com a Editora Pandorga.

É muito conhecido pelos amantes do horror cult, e lista os melhores blogs do gênero como um dos principais nomes da literatura contemporânea.

Apresento a vocês, cinco livros do autor para morrer de medo e se encher de cultura:


Li apenas os volumes I e II. A série conta com um total de cinco livros, e tem como cenário um Bairro localizado na cidade fictícia de Tebraria, no interior de São Paulo.

Todos os livros trazem uma coletânea de contos, com personagens diversos. 

Falando especificamente do primeiro tomo, conhecemos personagens e enredos inesquecíveis. Aliás, se você for se aventurar pelos livros do autor, aconselho a começar sua jornada por aqui.  Foi o primeiro livro que li do autor e a linguagem é uma das características que mais me surpreendeu. Trazendo aquele português gostoso, culto; ele resgata a nossa língua. 

Todo contexto descrito é original; não nos deparamos com aquelas descrições clássicas do gênero; assim sendo a leitura se torna surpreendente do início ao fim. 

Todos os contos são marcados pela presença do sobrenatural. Caso goste de histórias que dão asas a imaginação, é uma boa pedida.  Vale ressaltar que todos os contos tem desfechos bem elaborados.

O segundo tomo ainda é mais interessante. Acredito que pela familiaridade com o lugar e com alguns personagens que retornam no segundo livro, senti ainda mais prazer durante a leitura.


De todas as obras que já li do autor, aponto esta como a mais complexa. Com uma temática dotada de detalhes completamente coerentes ao período da narrativa (século XVI), temos um horror mais clássico.

O livro traz a jornada do bruxo Emanuel, condenado pela inquisição. Capturado, ele passa a narrar toda sua vida, desde a infância, para seu inquisidor. E cabe ao leitor condená-lo como culpado ou não.

Temos um horror mais discreto, que se estabelece com o passar das páginas. Há muitos personagens e fatos históricos, que fazem com que a obra se torne ainda mais rica.

Ainda temos elementos que explicam toda a fantasia criada pelo autor citadas em outras obras, como a própria série O Bairro da Cripta e a minissérie Os Santos de Colditz.

Para quem adora enredos que trazem necromancia, é uma valiosa sugestão.


Os Santos de Colditz é uma minissérie literária, já estabelecida com duas temporadas publicadas pela Amazon. Começamos a ver um diferencial pelo próprio formato de publicação: cada capítulo é posto ao ar semanalmente, pela Amazon.

Os amantes de história já devem saber que Colditz, situado na Alemanha, foi usado como campo de prisioneiros, na Segunda Guerra Mundial, pelos nazistas; para manter presos oficiais ou qualquer um que fosse considerado altamente perigoso. Utilizando esse ponto, Terci criou uma verdadeira aventura em forma de livro!

Como cada capítulo era publicado semanalmente, as doses de ação não foram economizadas. O enredo gira em torno do capitão Garcia e do cabo Franco, que na fantasia do autor, eram soldados brasileiros que foram aprisionados em Colditz.

Mas, a guerra não será nada em vista dos tormentos sobrenaturais que rondam o local. História altamente criativa, que apesar de ter como base o horror, será facilmente admirada pelos fãs de fantasia não adeptos ao medo.


Essa obra também se difere das demais. Misturando elementos de nosso folclore com a literatura encantadora de Monteiro Lobato; O Mythos é, talvez, uma das obras mais incríveis do autor.

Traz uma atmosfera contemporânea, onde até mesmo a linguagem usada no enredo se difere das outras obras do autor. Aqui temos mais palavras informais; e uma mistura que contrasta drama, horror, fantasia e comédia. 

É um presente para os crescidinhos que liam Monteiro Lobato na infância, e que hoje são adeptos ao horror. Minha obra predileta!



Eu tive um professor nos tempos da escola que nos ensinava classes gramaticais através de canções. Era divertido; dane-se o conteúdo, queríamos mesmo era cantar. E mesmo sem escrever absolutamente nada sobre a matéria, no dia da prova, a classe inteira acertou em cheio todas as perguntas. 

Contei essa historinha em meu top, porque assim como meu professor de português, o autor colocou muito aprendizado nessa obra de uma forma divertida. Bem, eu amo história, mas a história do Brasil sempre foi tão confusa pra mim, e confesso que monótona. Então vem esse livro, que traz horror e fantasia, daquelas com ação; e misturado a isso, o contexto histórico do Brasil província.

Aqui meus caros, temos uma obra tão rica e tão incrível, que ao final da leitura, você não ficará horrorizado, como é comum em livros do gênero. Mas sim, fascinado pela criatividade do autor.

Recentemente, foi anunciado pelo autor que a obra será publicada pela Editora Pandorga. E meu coração trevoso se encheu de amor, pois ela só existia no formato digital. 

Gostaram? Quis variar e mostrar a vocês que o gênero horror não se limita a sustos. Podemos ter muito mais que isso. Afinal, o livro além de entreter, precisa passar conhecimento. 

Uma das características mais formidáveis do autor é justamente essa. 

Sem contar, que assim como ocorre em livros de Stephen King, é possível nos depararmos com criaturas ou ambientes criados por ele em outras de suas obras. 

Sua fantasia é complexa, o horror imposto exige muito do leitor, já que, para a carga de adrenalina ser ativada, é necessário total envolvimento. Porém, afirmo que são livros deliciosamente encantadores e viciantes.

Encontre o autor: 



Bianca Gonçalves  (colaboradora também do Pausa para Pitacos)
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

8 comentários:

  1. Oi, Bia!
    Menina, de tanto você falar desse autor, morro de vontade de conferir todas as obras dele. Confio na tua opinião, então quando diz que é bom eu acredito de olhos fechados.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  2. Oi Bianca, tudo bem?
    Menina sou muito cagada pra coisas de terror, hahahaa. Seja filmes, livros, o que for... não nasci pra isso não, fico muito impressionada e sou do tipo que vou lembrar das coisas três anos depois no meio da madrugada e ficar sem dormir, hahahahaha

    Att.,
    Eduarda Henker
    Queria Estar Lendo

    ResponderExcluir
  3. Oie
    Gostei das dicas apesar de quase não ler livros de terror até que eu curto, é bom mudar e diversificar as leituras.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Olá! Tudo bem?
    Primeira vez que ouço falar desse autor e me parecem bons livros.
    Obrigada pelo comentário lá no blog.
    Volte sempre!

    Bjo,
    miiistoquente ~

    ResponderExcluir
  5. Oi!! O post esta super completo e com ótimas dicas para quem curti o Gênero. Dessa vez deixo passar hahaha bjos <3

    Click Literário

    ResponderExcluir
  6. Oi
    poste legal, não conhecia nenhum desses livros e um dos motivos é que não curto livos de terror/filmes. Posso até ler algo assustador, assistir, mas dependendo do que é eu não sinto medo.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. oi Bianca
    Não sou adepta a leitura de terror mas acho que é por ignorância mesmo. Lendo sua postagem percebi meu desconhecimento do assunto. Só conheço Stephen King e mesmo dele só li dois livros apenas. Vou tentar mudar isso, mas é difícil desagarrar dos gêneros que gostarmos para ampliarmos nosso catálogo de leituras, mas se eu conseguir tenho certeza que será gratificante.
    abraços
    Gisela
    www.lerparadivertir.com.br

    ResponderExcluir
  8. Eu sou a pessoa mais medrosa ever. Eu até curto um suspense, mas fico morrendo de medo quando leio terror. Alguns me chamaram atenção, mas não sei se teria coragem de ler.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir