A Ascensão das Trevas [Resenha Literária]


A Ascensão das Trevas é o terceiro livro da série A Queda dos Reinos. A cada livro vou percebendo que os títulos combinam perfeitamente com o que vai ser apresentado.

Este volume começa exatamente onde terminou A Primavera Rebelde (para ler a resenha CLIQUE AQUI). A rebelião de Jonas não deu certo (ô novidade!) e ele é um dos poucos sobreviventes. Com a ajuda de um misterioso forasteiro, Jonas parte em busca de resgatar Lysandra.

Em Auranos, está todo mundo atrás da Tétrade. O rei Gaius quer encontrá-las para se tornar o homem mais poderoso do mundo. Cleo, ainda motivada pela vingança contra o homem que matou sua família, se aproxima de Lucia com o mesmo propósito. Assim como o pai, Magnus também quer a Tétrade para si. Pra completar, temos os herdeiros do reino de Kraeshia - Ashur e Amara - bastante interessados nos elementia lendários.

Depois de dois livros sendo praticamente esquecida no churrasco, finalmente Lucia teve mais destaque. Nunca entendi por que a Morgan preferiu dar destaque para Jonas (que quase nunca seus planos dão certo) do que na personagem que está intrinsecamente ligada ao elemento de maior importância na trama. Felizmente, a autora sobre compensar bem a personagem. Assim como temos uma Lucia forte, preparada e decidida a aprender usar sua magia, ela também tem medo do que sua magia pode ir para o lado negro da força. Todos esses conflitos internos só pioram quando ela percebe que todos ao seu redor querem usá-la como uma espécie de bússola para encontrar a Tétrade. Depois daquele final, tenho certeza que a feiticeira está com sangue nos olhos.


Cleo sempre foi uma das minhas personagens favoritas aqui. Ainda com seu plano de conquistar o trono de Auranos de volta, Cleo é dissimulada e um tanto manipuladora em certas ocasiões e adorei isso na personagem. Ela ainda possui sua integridade, mas sabe que é preciso jogar sujo algumas vezes caso queira que sua vingança se realize.

Desde A Queda dos Reinos, Magnus é um personagem complexo. Por conta do pai, o personagem põe a máscara de pessoa fria, mas no fundo ele sabe que não tem nada em comum com o Rei Sanguinário. E o pior pra ele é que Cleo é a única pessoa que consegue enxergá-lo por baixo dessa fachada. Assim como havia altos conflitos internos por conta do que sentia por “sua irmã”, agora Magnus se vê confuso em relação à Cleo e quem realmente ele é. Além isso, descobre alguns fatos sobre sua vida que deixa qualquer tema de Casos de Família no chão. (Sério, o programa perde feio pra tanta treta que rola nessa série)

Pra mim, Jonas ainda é o mais flopado da história. Acho que ele ainda continua vivo mesmo pra comandar os rebeldes. Ele ainda é um personagem um tanto estagnado, mas teve um certo crescimento desde A Queda dos Reinos. Ainda bem que temos Lysandra para salvar o plot porque ela sim é a voz da razão que faltava na vida de Jonas


Nesse livro, temos uma maior participação do príncipe Ashur (que apareceu primeiramente em A Primavera Rebelde), acompanhado de sua irmã Amara. Claramente também estão interessados na Tétrade (como qualquer outro personagem da série), mas com motivações diferentes. Os dois foram de grande importância nos acontecimentos finais do livro. Junto com os herdeiros, também somos apresentados a Félix, um misterioso jovem que se junta a Jonas depois de salvar sua vida. 

Assim como nos outros livros, Morgan não poupa no sangue e matar pessoas. OK que aqui até que rolou menos mortes, mas uma em especial partiu meu coração. É como dizem: não se apegue a nenhum personagem, que não seja os principais. Como seus anteriores também, o livro começa meio morno, preparando o terreno para tiro, porrada e bomba à medida que a história vai avançando.


A edição da Editora Seguinte segue padronizada, com as páginas amareladas e fonte bem confortável aos olhos. No início, ainda contamos com o mapa de Mítica e uma lista de personagens que, ao meu ver, vai diminuindo a cada livro.

A Ascensão das Trevas terminou com um gancho impactante sobre o destino dos personagens, o que me deixou mais animada para Maré Congelada.


FICHA TÉCNICA

Título: A Ascensão das Trevas - A Queda dos Reinos #3
Autor: Morgan Rhodes
Para ler a resenha dos livros anteriores CLIQUE AQUI
Onde comprar: Amazon

 

 Luiza Helena (também autora do blog Balaio de Babados)
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

8 comentários:

  1. Amei a sua resenha, ainda não tinha visto uma sobre livro :)

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele já foi lançado tem um tempinho, mas aconselho a dar uma lida na série. É bem boa.

      Excluir
  2. Oláá Luiza! Tudo bem?
    Eu lembrei das capas desse livro quando você falou que adorava capaz com gente encapuzada hehe
    Então, adoro uma fantasia assim, acho que ia curtir, mesmo essa rebelião aí não dando certo..
    beeijo

    https://lecaferouge.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menina e não é mesmo que amo uma galera encapuzada? Fico horas namorando as capas hahhahahha

      Excluir
  3. Então, eu não curto muito esse tipo de livro, mas para quem gosta desse tema o enredo é realmente bem interessante.
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/2017/11/resenha-do-filme-liga-da-justica.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaah que pena que não curte, mas é uma boa história.

      Excluir
  4. Olá, Luiza.
    Eu só li os dois primeiros dessa série e parei. Mas assim que der quero conferir o restante da história porque estava gostando muito. Mas confesso que vou ter que reler o final do segundo para relembrar hehe. Eu quero muito ver mais da Lucia porque até agora ela pouco apareceu.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois continue, Sil. A história melhora e muito. E é cada treta!

      Excluir