Big Pai, Big Filho [Resenha do Filme]

Conferimos a Cabine de Imprensa de Big Pai, Big Filho.

O diretor belga Ben Stassen resolveu não arriscar muito na hora de entrar em um universo que pudesse chamar a atenção das crianças: pegou temas com os quais já havia trabalhado antes (vide As Aventuras de Robinson Crusoé, As Aventuras de Sammy, A Mansão Mágica, African Safari 3D, entre outros) e nos trouxe humanos que conversam com animais, e mais uma vez o mal está prestes a vencer o bem. Mas espera aí? Ele está falando do Pé Grande? É isso mesmo? Sim, exatamente isso. 

O Pé-Grande, ou o Sasquatch, é uma espécie de O Abominável Homem das Neves, do Tibet, que vive nas regiões remotas e selvagens dos Estados Unidos e do Canadá. Muito peludo e absolutamente recluso, poucos são os registros de um Pé-Grande, mas sua popularidade em meio as lendas e folclore norte-americano é inegável. E mexer com figuras tão afamadas pode ser um tiro pela culatra. Se você acha que para adentrar o universo infantil e conquistar os sorrisos sinceros do público infantil vale tudo, então provavelmente irá se divertir com Big Pai, Big Filho. Porém, se você é do time que acha um absurdo reinventarem uma história 99% com o intuito de simplesmente divertir, então você deveria manter sua distância. 


A história de Stassen nos leva a Adam, um menino de 13 anos que cresceu achando que seu pai estava morto. Vamos encontrá-lo sofrendo bullying na escola e tendo que lidar com mudanças um tanto estranhas acontecendo em seu corpo, principalmente com seu cabelo e pés. Na versão de Pé-Grande de Stassen, o pai de Adam seria um cientista de uma grande empresa de produtos capilares que descobriu um dia que tinha uma estranha anomalia: excesso de pelos em seu corpo que cresciam sem parar e que iriam, em breve, transformá-lo numa criatura peluda, ainda que absolutamente amigável. Na intenção de proteger a esposa e o filho, ele resolve tornar-se recluso numa selva em Portland. Muito em breve, porém, pai e filho se reunirão, e será exatamente por isso que o maligno Wallace Eastman irá finalmente localizar seu ex-funcionário e colocar todo seu plano de dominação do universo capilar mundial em prática.  Na luta contra o mal, Adam e seu pai Pé-Grande irão contar com a ajuda de animais da floresta (sim, já vimos muitas e muitas vezes os animais que irão entrar em cena, e talvez isso seja algo que faz com que o interesse nessa versão ingênua e jocosa do Pé-Grande perca seus pontos). 


Diversão garantida para aqueles que não se importam com releituras mais que livres de lendas e histórias milenares (Stassen já havia feito uma ‘releitura’ de Robinson Crusoe). O filme tem momentos deliciosos e outros tantos que já vimos em outras animações do gênero. Tem ainda uma trilha sonora que poderia ser mais divertida ainda, mas que cumpre bem o papel de musicalizar a tensão e as celebrações que surgem durante o filme. Taí um Pé-Grande que nunca vimos antes!

Trailer:


FICHA TÉCNICA

Título: Big Pai, Big Filho 
Título Original:  The Son of Bigfoot
Diretor: Ben Stassen
Data do lançamento: 02 de novembro de 2017
2,5/5
Cristiano Santos
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

5 comentários:

  1. Gostei da dica Cristiano. Me parece ser uma animação bacana, apesar de não muito profunda. Abraço!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  2. Oie Cristiano =)

    Esse filme parece ser uma gracinha *-*
    Vou tentar assistir ele no cinema.

    Beijos;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  3. Olá Cristiano! Tudo bem?
    Adorei a resenha, parece ser um filme divertido! Provavelmente não verei no cinema, mas vou esperar sair na tv para assistir. gosto de filmes assim de desenho mais leve e não me importo em nada com releituras ^^
    beeijo

    https://lecaferouge.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi, Cris. Muito difícil eu assistir uma animação e não gostar dela, porque geralmente estou preocupada mais com o desenho em si e a história de fundo, não me atenho a esses detalhes que você citou, mas eu nem sabia que esse filme estava em cartaz, acho que vou dar uma olhadinha nas sessões.
    Beijos
    http://www.leitoraencantada.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi
    parece ser interessante apesar de ter elementos que já vimos milhares de vezes, mas parece ser legalzinho.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir