O evangelho segundo Jesus Cristo [Resenha Literária]


Aproveitando a última reimpressão da Cia. das Letras resolvi finalmente ler o livro O evangelho segundo Jesus Cristo do Saramago. A narrativa já é de um modo geral bem conhecida pelo público o que pode num primeiro momento levar a pergunta: ‘O que Saramago tem a nos trazer de novo que já não saibamos sobre Jesus de Nazaré?’ O problema é justamente esse... Se tem alguém que certamente é pop no Ocidente, esse é Jesus e não importa o que se saiba ou que já se tenha dito, a temática sempre desperta interesse.

Apesar de o roteiro ser de conhecimento geral, Saramago inova em vários pontos a começar por suas primeiras linhas que partem da cena da crucificação, o que faz pensar que o livro parece ser mais uma retrospectiva de eventos e a partir disso, deixando claro, desde o início, que devemos estar preparados para ler um material bastante crítico e com uma percepção mais humanizada e que em vários sentidos dialoga com alguns dados científicos trazidos com as chamadas “buscas pelo Jesus Histórico”. 


Outro dado que merece atenção é a forma como o autor trata o tema por vezes com muito humor e uma bela carga de ironia. Um bom exemplo disso é quando José relata na sinagoga que sua mulher, Maria, recebeu uma visita muito estranha de um mendigo que havia deixado a ela uma areia que brilhava. Os enviados pela sinagoga para interrogar Maria sobre o ocorrido e apurar o caso são descritos da seguinte forma (SARAMAGO, 2016 (1991): 37):
Saíram pois os emissários, com José à frente, a indicar o caminho, e eram eles Abiatar, Dotaim e Zaquias, nomes que aqui se deixam registrados para estorvar qualquer suspeita de fraude histórica que possa, acaso, perdurar no espírito de todas aquelas pessoas que destes fatos e suas versões tenham conhecimento através doutras fontes, porventura mais acreditadas pela tradição, mas não por isso mais autênticas.
Como pode ser lido acima o fragmento de forma irônica questiona a validade de textos canonizados confrontando com outros materiais que igualmente forneceriam nomes, eventos e outros dados sobre a trajetória de Jesus de Nazaré

Por fim, é digno de nota os diálogos de Jesus, em que é possível perceber críticas do autor a natureza divina de Jesus e mesmo quanto a estrutura monoteísta do pensamento Ocidental.

Até a próxima! 

FICHA TÉCNICA

Título: O evangelho segundo Jesus Cristo
Autor: José Saramago
Ano: 2016 (1991)
Onde Comprar: Amazon


 

Juliana Cavalcanti
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

2 comentários:

  1. Oi, Ju!
    Eu vi que esse livro levanta altas discussões interessantes. Nunca li nada do Saramago, mas sei que ele é bem elogiado.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  2. Oiiiii Ju!
    Eu li um livro do Saramago, pretendo ler mais dele. Ele é um autor clássico né? Sempre um livro dele vai ser bom.
    Beijos
    Ari

    ResponderExcluir