Especiais Casais - Irmandade da Adaga Negra


Quando se trata de Irmandade da Adaga Negra, série escrita por J. R. Ward e publicada no Brasil pela editora Universo dos Livros, eu não sei nem como explicar o tamanho do meu amor e o quanto eu fico chateada quando vejo comentários do gênero “Mas é uma série tão grande, são tantos livros.”, especialmente por saber que apesar de ser sim uma saga com muitos livros, para mim, ainda não é o suficiente.

Eu já li todos os volumes da série principal, o Guia e o único, infelizmente, volume publicado da série spin-off Legado da Adaga Negra. Um dos principais motivos pelo qual eu não me vejo cansando tão cedo desta série é que ao mesmo tempo que tem uma continuidade por se passarem no mesmo universo, cada livro tem um casal diferente como protagonista. E para ajudá-los a entender a ordem de publicação é que fizemos esse especial.

Livro 1 – Amante Sombrio

No primeiro volume da série vamos ter a apresentação do universo vampiresco e da cidade de Caldwell, Nova Iorque, onde todas as histórias irão se desenrolar. É neste cenário que vamos conhecer Wrath, líder da Irmandade da Adaga Negra, entidade responsável pela defesa da raça, e herdeiro do trono dos vampiros, e Beth Randall, jornalista e ignorante de sua natureza mestiça, filha de pai vampiro e mãe humana. Essa união não apenas vai ser uma das mais quentes como ao longo da série acaba trazendo diversas mudanças positivas para essa comunidade que beirou a extinção devido a guerra contra os redutores, seres também de natureza sobrenatural criados especialmente para destruir os vampiros. 

E vale lembrar que apesar de ser bem patriarcal no início, a espécie é governada por um ser todo poderoso do sexo feminino, a Virgem Escriba.

Livro 2 – Amante Eterno

A guerra contra os redutores começa a ficar cada vez mais intensa, mas o grupo de guerreiros possui uma arma secreta.

Possuído por uma besta letal, graças a um castigo imposto pela criadora da raça, a Virgem Escriba, Rhage é o membro mais perigoso entre os guerreiros, além de ser o mais bonito, chegando a ter o apelido de Hollywood, e ter o apetite sexual mais feroz de todos. Seu par não poderia ser mais oposto, Mary Luce, é uma jovem humana tranquila que ajuda jovens em situações de risco e luta contra uma doença que está a cada dia a aproximando mais da morte. 

Eles vão ter que lutar muito para ficar juntos e contar com alguns milagres no meio do caminho, mas quando conseguem... Confesso que inicialmente não foram meu casal preferido, mas a autora conseguiu reverter essa situação nos volumes seguintes, e hoje são meu terceiro casal favorito da série. 

Livro 3 – Amante Desperto

O que essa história fez comigo, minha gente! Meu livro favorito da série, o volume 3 traz a história de Zsadist e Bella, ambos vampiros e que se complementam de uma forma, que eu ainda estou para ver. O Irmão que provavelmente mais sofreu antes de ingressar no seleto grupo, Zsadist foi sequestrado e usado como escravo de sangue, passando por muitas humilhações antes de finalmente ser encontrado e resgatado por seu irmão de sangue, Phury, que também teve sua vida modificada por essa tragédia. Considerado um dos mais selvagens, cheio de cicatrizes físicas e emocionais, é temido até por seus companheiros. Bella é o oposto, bonita e de boa família, foi educada dentro da Glymera, a nata da aristocracia vampírica, e apesar de rica, não é mimada e sabe lutar pelo que quer e defender aqueles a quem ama. MELHOR CASAL!

Eu amo tanto que tenho um shihtzu chamado Zsadist por causa dele. EU AMO mesmo!

Livro 4 – Amante Revelado

Agora chegou a vez de uma vampira se apaixonar por um humano, que será ninguém menos que o policial durão, mas de grande coração, Butch. Marissa, a beldade aristocrática e antiga prometida de Wrath, passou séculos sentindo a humilhação de não ser reclamada como shellan, mas mesmo assim servindo como fonte de alimento para o guerreiro e precisando se alimentar dele também. Mas o coração quer o que o coração quer, e não era para ser, pois a verdadeira alma gêmea de ambos ainda estava por surgir em suas vidas. Apesar de aparentemente humano, Butch acaba se tornando ao longo da série uma das peças chaves na guerra contra os redutores, enquanto Marissa ajuda a comunidade vampírica no aspecto social. 

Livro 5 – Amante Liberto 

Nem só de livros 100% se faz uma série, não é mesmo? Minha maior decepção, o casal formado pelo vampiro nerd bissexual adepto do BDSM Vishous e a humana Dra. Jane, foi e continua sendo a história mais nada a ver da saga toda. 

Não pelo seu desenrolar, mas pelo seu desfecho e por como a relação deles é até hoje. Mas não desistam... Ainda tem muitos casais para se apaixonar com a Irmandade da Adaga Negra





Livro 6 – Amante Consagrado

Phury, gêmeo de Zsadist, sofreu tanto com o desaparecimento do irmão, e posteriormente com a perda de uma perna em seu resgate, que para carregar o fardo da culpa de ter tido uma “vida perfeita” ao lado dos pais e da responsabilidade de controlar o comportamento do irmão estourado, frequentemente usa drogas para escapar da realidade, mas isso acaba se tornando um problema que afeta a todos. Cormia é uma das Escolhidas, fêmeas descendentes das melhores linhagens entre os vampiros, e que eram responsáveis não apenas por registrar a história da raça, mas também dar a luz a filhos que seriam transformados em guerreiros e filhas encarregadas de passar adiante as tradições da espécie. 

O que este casal vai passar para ficar junto envolve muita discussão teológica, cultural e principalmente, os primeiros sinais de que a espécie precisa evoluir se quiser continuar a existir. 

Livro 7 – Amante Vingado

É hora de chacoalhar as estruturas morais que você conhece, pois apesar de tudo que há de errado sobre Rehvenge, é impossível não gostar e torcer para que ele mude de vida. Dono de um clube noturno e traficante por tabela, este mestiço (e não vou falar do que porque é surpresa) pertence também a aristocracia, além de ser irmão da Bella, mas esconde segredos que vão muito além de sua vida dupla quase secreta. 

É só quando conhece Ehlena, que ele vê que há outro caminho a ser seguido e dá um rumo novo para sua vida, colocando tudo que tem para ajudar a proteger a raça. 


Livro 8 – Amante Meu

Altos e baixos e para mim este é um dos livros mais chatos da série. Mas não dá para pular, pois tem muitas coisas sobre os outros casais e sobre a guerra contra os redutores. Aqui vamos conhecer a relação de um jovem vampiro e irmão da Rainha Beth, John Matthew, e a bela e durona Xhex

O casal não é dos meus favoritos por dois motivos, até hoje a autora não explorou a questão de John ser a reencarnação de Darius, pai da Beth, e a Xhex é muito chata e mimizenta. 

Quem não curte uma protagonista que sabe se defender e não fica esperando para ser salva? Eu curto, mas achei que ficou muito mimimi sobre não precisar. 

Livro 9 – Amante Libertada

Para mim é quando a série começa a voltar a ficar boa, tem um romance fofo e reviravoltas eletrizantes que envolvem o destino de todos, com novos inimigos a espreita. Vamos acompanhar a inserção de mais um personagem humano entre os vampiros, Dr. Manuel Manello e vamos conhecer melhor a Payne, irmã até pouco tempo desconhecida de Vishous. 

O romance dos dois em si poderia ter sido melhor, mas eu prefiro ver esse volume como um de transição, quando a série começa realmente a tomar novos rumos, aceitando que uma mulher tenha mais participação na guerra, aceitando e reconhecendo sua força. 

Livro 10 – Amante Renascido

O livro que mais me fez chorar em toda a série, Amante Renascido traz histórias trágicas dos dois lados. De um lado temos Tohrment que não consegue superar a perda de sua amada shellan e de seu herdeiro, e devo confessar que depois de 15 livros, nem eu superei. Vontade de chorar só de lembrar! 

E como seu novo par temos Autumm, que não busca substituir Wellsie, mas consegue trazer um conforto para o coração do guerreiro, e para o nosso, mas antes me fez sofrer com sua história também. 

É um daqueles casos em que é necessário um coração partido para reconhecer o outro. Lindos!

Livro 11 – Amante Finalmente

Meu segundo livro favorito da série é simplesmente meu romance LGBT favorito!

Um romance construído ao longo de praticamente toda a série, esse volume tira o fôlego porque conseguiu realizar todos os meus desejos para o casal, além de ser um dos volumes mais quentes de todos. Qhuinn já era um notório pegador, pegando homens e mulheres sem muito critério, mas Blay, todo educadinho revelou seu lado AMANTE com gosto, mas mantendo a doçura, tudo que a gente quer. #hot

A parte da aventura volta a ser um forte componente na história, mas com um inimigo diferente para trabalhar, #JRWard conseguiu se superar novamente e resgatar todo o resplendor da série. 

Livro 12 – O Rei

Os livros deixam de ter o AMANTE no título a partir deste volume e passam a intercalar volumes que retomam o foco em antigos protagonistas, com novos. Em O Rei, Wrath tem inimigos para lutar dentro e fora de sua espécie, mas o mais importante desafio envolve sua amada rainha e a vontade dela em ser mãe quando o cio se aproxima. Nessa sociedade as mulheres só tem o período fértil a aproximadamente cada 20 meses e os riscos são enormes para mãe e filho. 

Chorei, torci muito e me emocionei e hoje esse volume divide o terceiro lugar como favorito. 


Livro 13 – Os Sombras

Esse livro foi escrito com o único proposito de nos fazer chorar. Mais uma história envolvendo gêmeos, mas desta vez de uma espécie prima dos vampiros, Os Sombras

Os irmãos, Trez e iAm, que conhecemos superficialmente desde o livro 1, pois trabalham com Rehvenge há anos, finalmente tem um pouco mais de seus segredos elucidados, no entanto, acontecem coisas que geram mais mistérios, e que me deixaram ansiosa para que a autora retome o universo deles e se aprofunde mais. 



Livro 14 – A Besta

Redenção é uma ótima palavra não é mesmo? E não é que Rhage conseguiu se redimir de sua babaquice e Mary de sua insipidez e se tornaram meu terceiro casal favorito, com o livro empatado com O Rei na mesma posição quando analiso os livros. Antes um casal que eu não sentiria nenhuma falta se não existisse, agora sou só amor por eles. 

O livro vai tratar temas pesados como violência doméstica, machismo, organização da sociedade patriarcal, abuso de poder, entre outros temas pesados, mas também um tema que trouxe ainda mais amor, que é a adoção. Sem contar que explora os relacionamentos na espécie depois que o fogo da paixão do início não existe mais.

Livro 15 – A Escolha

Último livro lançado da série principal esse volume é meio livro da Layla e do Xcor e meio livro do Vishous e da Jane, e ocupa a posição de maior decepção para mim na série. E nem vou começar a falar sobre os motivos de tanto pesar porque eu fico irritada de verdade. 

Layla tinha tudo para ser a melhor, mas desta vez a J. R. Ward me deixou triste. Ainda não superei o desenrolar, o tratamento dado ao Qhuinn, a importância de V. e Jane, enfim... Eu sei que a série tem seus altos e baixo, e por isso, não vou desistir. 


Livro extra – Guia Oficial de Irmandade da Adaga Negra

Já é um dos melhores volumes porque tem o conto MEU PAI que é da Bella e do Z, mas, além disso, nos mostra a mente criativa por trás da série, e o quanto J. R. Ward é intensa em seu processo de criação. 

O Guia é repleto de conteúdos extras interessantes como árvores genealógicas, dicas para escritores, cenas excluídas, a participação dos irmãos e da autora no fórum, entrevistas muito engraçadas que os irmãos “fazem” a J. R. Ward. Eu ri demais lendo o guia e acho indispensável para quem é fã da série, mas principalmente da autora. 


Livro 1 – Beijo de Sangue, série Legado da Adaga Negra

Não satisfeita com uma série neste universo, J. R. Ward inicia uma nova para contar a história dos novos recrutas do mais novo Centro de Treinamento da Irmandade da Adaga Negra. A sociedade vampírica está evoluindo e uma das principais provas é que neste novo programa, mulheres não são impedidas de treinar como soldados apenas por seu gênero. E a primeira a ingressar não é nada menos que Paradise, filha do Primeiro Conselheiro do Rei, querendo provar que pode ser mais que uma princesinha da glymera. 


Claro que vai ter romance e o promissor Craeg tem tudo para assumir um lugar de destaque nos próximos volumes, mas neste foi ofuscado pelo drama vivido pelo agora treinador Butch e sua shellan Marissa.

Extra – Coletânea Mistérios Noturnos

Com contos de quatro autoras renomadas do romance sobrenatural, J. R. Ward, Sherrilyn Kenyon, Susan Squires e Dianna Love, este livro é bem difícil de ser encontrado em formato físico. Eu consegui o meu através de troca no Skoob e fiquei mais feliz que pinto no lixo. 

Coloquei como extra neste especial porque o conto da Ward “História Familiar” não tem relação com a Irmandade, mas o personagem é um vampiro mestiço e aprisionado que me fez querer que ela tivesse transformado em romance, além de um detalhe, se passa em Caldwell. 


Enfim, espero que tenham gostado e que possam dar uma chance a essa maravilhosa série!

Para ler as resenhas da série da publicadas CLIQUE AQUI
Onde comprar: Amazon


Luciane Leite

Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

14 comentários:

  1. Olá, Luciane.
    Parei no livro onze e nem sabia que já tinha tudo isso lançado depois hehe. Essa série é viciante. Eu gosto de cada livro ter seu casal protagonista. E amei e torci por todos eles hehe. Vou procurar os outros para ler.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  2. Oii Lu, conheci essa série ano passado, e estou recentemente lendo o terceiro volume que é de longe o meu favorito, entendo o motivo de ser o seu livro favorito tbm , eu estou amando a saga, apesar de ainda estar no início.
    - Beijos,Carol!
    http://entrehistoriasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Luciane!
    Eu parei no livro 7 da série, mas faz tanto tempo que li que nem tenho mais pique para continuar a acompanhar...

    Beijos,
    Sora | Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  4. Olá Luciane, eu já tinha visto alguns livros dessa série na saraiva, mas a capa me deixou meio com um pé atrás, mas acho que deveria dar uma chance a leitura, parabéns pela postagem!
    Beijos <3
    https://estanteclassica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Eu li até o terceiro livro e tô apaixonada!! Ainda não consegui escolher meu favorito entre os 3, hahah.

    Beijão
    Leitora Cretina

    ResponderExcluir
  6. OI! Realmente é uma série bem longa, mas se são livros que nos deixa apaixonados pela trama com toda certeza vale a pena ler. Só li uma série vampiresca que foi adeus a humanidade da Marcia Rubim e amei, fiquei curiosa com essa. Bjos <3

    Click Literário

    ResponderExcluir
  7. Nossa, quantos livros.. acho que passo essa saga rs Bjs

    www.mayaravieira.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi, Luciane

    Misericórdia, eu nem sabia que essa série tinha tanto livro! Hahahaha
    Eu curtia muito esse lance de vampiros há alguns anos, mas sabe quando a gente lê tanto um género que enjoa? Foi isso que aconteceu.
    Estou ensaiando uma volta com Entrevista com o vampiro, mas acho que não chegarei a ler essa série, é grande demais. (Tive que falar isso, sorry) hahahaha

    Beijocas
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Luciane!
    Que maravilha de post! Confesso que só tenho o primeiro livro que fui convencida a comprar na Bienal pela Lia do Doces Letras que é fã incondicional como você.Por ser uma serie extensa nunca me animei a começar. Mas tendo um guia como este seu post vou colocar como um desafio para 2018. Claro que com tantos livros acho que só vou ficar em dia em 2019 e isso lendo um por mês.Que Deus me ajude de ainda ler essa serie nesta vida :) Sem contar que tenho o Outlander na minha cabeceira.
    Parabéns por nos presentear com explanação tão gratificante. Parabéns por terem, com todo o merecimento, a marquinha da UDL em sua aba de parceiros.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Irene!! Amei vc encarar o desafio!! A Lu é fã demais da série e comecei a ler por causa da dela! E muito obrigada pelo apoio de sempre!

      Bjs, Mi

      Excluir
  10. Olá :D
    Bastou ler o primeiro paragrafo e já me identifiquei totalmente. Realmente eu não consigo imaginar IAN tendo um fim, mesmo com tantos livros. Que venham vários outros porque o universo da Irmandade é maravilhoso. *-*
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  11. Oi Luciane!
    A postagem ficou incrível :)
    Amo essa série, já li até Amante Finalmente, mas pretendo retomar esse ano porque já tem quatro novos para eu ler!!
    Beijos... Elis Culceag *Arquivo Passional*

    ResponderExcluir
  12. Oi
    tenho muita vontade de ler os livros, mas são muitos e por isso gostei do seu poste
    que ain fiquei conhecendo um pouco mais dela.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Sou fã número 0 desta saga. Amo de paixão. Já li todos, exceto Mistérios Noturnos pois não sabia que o conto era relacionado a IAN, mas depois que fiquei sabendo já comprei o físico (em um sebo) e já está na minha lista de leitura para este ano. Alguns já li duas vezes (do 1 ao 7) e pretendo reler os outros também. Como você, fico chateada quando alguém reclama que a série é longa, pois eu quero que ela nunca termine. Amei o último livro, A escolha, agora só falta lançar a resenha.
    Abraços,
    Gisela
    Ler para Divertir

    ResponderExcluir