Histórias Extraordinárias [Resenha Literária]


Ninguém melhor do que Allan Poe que teve um morte super misteriosa para nos embalar em contos cheios de mistérios macabros, sombrios e por vezes nada aterrorizantes, para a surpresa de muitos! E esta edição da Companhia das Letras é feita para os fãs guardarem com carinho na estante e também para pessoas que, assim como eu, não conhece tanto da obra do autor, mas sempre teve vontade de conhecer. Somos brindados com um ótimo texto introdutório e ainda análises de Julio Cortázar, Jorge Luis Borges, Charles Baudelaire sobre a obra de Poe.

O autor nasceu em Boston nos Estados Unidos, em 1809, foi abandonado pelo pai, perdeu a mãe dois anos depois, e foi criado por um próspero mercador que lhe emprestou o sobrenome, mas não aguentou a vida desvairada do seu tutelado, se afastando dele. O autor é considerado precursor da literatura policial, mestre do gótico, que adorava temas como morte e necrofilia, foi encontrado na rua sofrendo de delírios e a causa de sua morte ainda é um mistério.


Poe é considerado pela crítica um autor de estilo mecânico, que quase sempre usava as mesmas características em suas obras: lugares sombrios, fúnebres e um intenso mistério. E como nota Cortázar, o autor percebeu antes de todos que o conto exige certo rigor, que o gênero era mais do que uma questão de tamanho, precisava despertar interesse em uma narrativa intensa para ter um bom efeito sem rodeios, sem sobras e Poe faz isso com genialidade! Tanto que foi difícil escolher meus preferidos da seleção de 18 contos dessa edição, mas separei seis que me impactaram.

O primeiro deles é Ligeia (referência a umas da sereias filha do deus do rio Aqueloo e da musa Tespsícore) em que temos um narrador devastado pela morte da amanda, mas se casa novamente e acompanha a terrível doença da atual esposa. Coisas estranhas começam a acontecer, nos levando ao sobrenatural, e vamos seguindo a narração confusa de um homem obcecado pela primeira esposa que coloca em questão a imortalidade da alma, com um final bem macabro, com direito a cadáveres.

Já em Pequena palestra com uma múmia o realismo fantástico é mais evidente, a múmia não dá medo, mas causa curiosidade, principalmente porque ela é bem patriota e defende o povo egípcio, considerando-os os mais inteligentes e espertos da humanidade, não há nada na modernidade que os egípcios não tenham descoberto em algum momento no passado. Chega a ser bem engraçado os diálogos dos cientistas com a múmia e o conto me chamou atenção justamente por não ser nada aterrorizante.


Segundo na linha do realismo fantástico temos O gato preto, meu preferido de todos, em que o autor aborda a natureza humana ao colocar um protagonista antes amante dos animais e depois um agressor e sádico. Seria o coitado do gato o responsável pelos acontecimentos ou a bebida constante na vida do narrador? O conto tem uma excelente ambientação, bem sombria e gótica com um protagonista que vai enlouquecendo aos longo da narrativa.

Falando em loucura, O sistema do doutor Alcatrão e do professor Pena foi um dos contos mais interessantes da seleção. O tema é abordado de uma maneira genial e embora eu tivesse matado o mistério longo, afinal o diretor do hospício gera suspeitas desde o início, o conto gera certa angústia no leitor, me senti inclusive um tanto claustrofóbica.

Em O escaravelho de ouro, Poe brinca com a ficção, aventura e terror. O autor nos leva a acreditar que o amigo do protagonista William Legrand está sendo assombrado com algo que envolve o seu escaravelho de ouro, bastante influenciado pelas crenças e superstições do personagem negro chamado Júpiter. Ao longo do conto somos ambientados numa atmosfera bem aterrorizante e no final existe toda uma explicação que envolve investigação policial, numa enorme quebra de expectativa.


Por fim, mas não menos importante temos O retrato Oval, em que um homem ferido encontra abrigo num castelo e encontra um misterioso quadro de uma mulher. Ao ler sobre o quadro num livro, ele descobre que o artista era marido da mulher que foi pintada. Obcecado em retratar a beleza dela acabou não percebendo que sua amada estava morrendo aos poucos, à medida que ele conseguia colocar vida em sua arte. É um conto rápido, mas intenso devido a excelente ambientação sombria, carregada de mistério.

Os temas recorrentes dos contos, como a morte, o luto, necrofilia, cadáveres e a natureza humana de modo geral, fazem com que o autor seja um dos mais populares escritores do romantismo gótico. Poe é excelente nas ambientações, com personagens obsessivos, ás vezes melancólicos, que colocam em dúvida o que é real e o que é sobrenatural e por vezes um narrativas que parecem oníricas também.


Histórias Extraordinárias é uma edição muito bem elaborada da Companhia das Letras que nos insere o leitor na vida e obra de Edgar Allan Poe, excelente para quem conhece e gosta de ler textos sobre o escritor e melhor ainda para quem não conhece, mas sempre teve curiosidade de conhecer, como foi o meu caso. Foi uma ótima experiência.

FICHA TÉCNICA

Título: Histórias Extraordinárias
Autor: Edgar Allan Poe
Organizador e tradutor: José Paulo Paes
Onde Comprar: Amazon

Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

11 comentários:

  1. Sou louca pra ler algo do Poe e até queria começar com O Corvo, mas essa parece uma leitura mais fácil né? Vou adicionar aqui na minha lista de leitura!!

    Beijos
    Próxima Primavera

    ResponderExcluir
  2. Oi, Mi. Sou uma das pessoas que não se interessam muito pela obra de Poe, acho que sua literatura gótica não cai nas minhas graças, mas ainda assim gostaria de conhecer uma de suas obras. Eu imagino como são os contos dele, fiquei meio curiosa a respeito dos que mais gostou. Essa edição da editora também está linda, dá vontade de ter na estante.
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    A edição parece estar maravilhosa. Eu gosto de contos e do gênero, certeza que darei uma chance.

    bjs
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  4. Amo Edgar Allan Poe, ele é um dos poucos autores que realmente consegue prender a minha atenção de um jeito, que sou capaz de sentir que faço parte da história.
    Meu conto favorito é O Poço e o Pêndulo (tive crises que claustrofobia lendo ele, mas amei exatamente por me fazer sentir uma emoção tão grande), mas também adoro o conto William Wilson, acho o mesmo simplesmente genial (o final do filme O Cisne Negro me fez lembrar desse conto).
    Amei essa nova edição, as cores, as gravuras e o lettering estão perfeitos <3
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Eu sou COMPLETAMENTE apaixonada por Poe e, MEU DEUS, essa edição é muito maravilhosa! Cada vez que vejo babo litros kkkk Mas, infelizmente, não pude adquirir ainda! #chora kkkk
    Eu sinto muito por não ler com facilidade em inglês, pois, a escrita de Poe é uma que eu sinto que perco bastante por só ler as traduções (mesmo buscando sempre as melhores). Queria muito, muito ler um original um dia... Mas, fia, pensa numa pessoa que não desenrola esse inglês!? kkk
    Já li muitos contos dele. Essa edição tá na minha lista de desejados. Certamente será uma compra assim que eu puder!

    Amei seu post, cada detalhe!

    Beijooos,

    http://www.aquelaepifania.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi, Michele!

    Essa edição ficou sensacional!! Em capa dura ainda, dá vontade de passar horas e horas com o livro na mão se aventurando pelos contos sombrios e macabros do autor. Adorei saber um pouco mais de alguns contos, acho que só quem curte histórias assim sinistras vão se empolgar com a obra. Sou uma delas, aliás hahaha

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi Mi! Tudo bem?

    E ESSA EDIÇÃO É UM TIRO? Ta foda, gostei bastante de saber que existe uma obra desse nível apesar de eu não conhecer me despertou bastante vontade.


    Grande abraço!
    http://www.cafeidilico.com/

    ResponderExcluir
  8. Oooi, Mi!
    Não sabia sobre esses fatos da vida dele, só que ele tinha morrido de modo misterioso.
    Já fiquei interessada, apesar que eu tenho um certo medinho, hahaha.
    Mas pelo que você falou dos contos, acho que dá para encarar sem precisar dormir de luz acessa, haha.
    Essa edição está maravilhosérrimaaaaaaaaaaa!

    Beijooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Mi,

    Não conhecia muito sobre o autor, mas parece ser um livro bem interessante para quem quer conhecer mais da escrita dele.
    Dica super anotada.
    Bjs
    http://diarioelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi, Mi!
    Essa edição está o luxo em livro. Eu não tenho uma boa experiência com o Poe, mas daria uma chance só por causa dessa edição
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  11. Oii Mi, acredito que devo começar por esse livro, pois não conheço nada do autor e tenho muita curiosidade em ler algo dele, assim como você. Essa edição tá tão linda <3
    - Beijos,Carol!
    http://entrehistoriasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir