Mais lindo que a lua [Resenha Literária]


Sempre que a Editora Arqueiro anuncia um novo livro da Julia Quinn eu fico feliz porque sei que passarei alguns dias presa no século XIX acompanhando um bom romance e dessa vez, não foi diferente.

Victoria e Robert se apaixonam à primeira vista, um amor instantâneo (inclusive tema de abertura do livro escrito pela autora), mas os pais do casal não aceitam o romance, devido as diferenças de classes sociais e dessa forma, um grande mal-entendido alimentado pelas famílias separa os dois. Anos depois, Victoria trabalha como preceptora na casa de um nobre e reencontra o seu primeiro grande amor e começa uma relação de amor e ódio entre ambos, uma vez que Victoria acredita que Robert a enganou e o rapaz acredita que Victoria é uma mulher interesseira. O que poderia ser um romance simples, fácil, acaba se tornando uma difícil história de amor, com muitas mágoas no meio do caminho.


Robert não é o melhor mocinho da Julia e erra feio por duas vezes. A primeira ao pedir para Victoria ser sua amante, acreditando que ela estava apenas interessada em seu dinheiro e título e a segunda vez ao impor suas vontades. É certo que é compreensível que Robert se preocupe com Victoria e com os lugares em que ela vive. Bastante humilhada como preceptora, Robert tenta ter seu grande amor, mas rejeita a ideia do casamento e depois, quando o mal-entendido está desfeito, Victoria mora num bairro extremamente perigoso e Robert tem atitudes absurdas em relação a segurança da protagonista. 

Robert é um homem mega protetor, mas o livro não é nada machista, isso porque se fosse jamais, nunca, em hipótese alguma, teria uma heroína que acha que vai perder sua identidade ao se entregar ao amor pela segunda vez, uma mulher que não quer perder sua essência, nem independência e que em minuto algum concorda com o controle do protagonista. Victoria é uma mulher forte, persistente e faz com que Robert repense na abordagem que tem para convencê-la do seu amor. Por fim, o protagonista precisa provar que sua amada terá seu espaço e opiniões respeitadas ao se casar com ele e neste ponto Julia Quinn acerta em cheio.


Victoria começa o livro como uma garota sonhadora, inocente, mas anos tentado escapar dos abusos da nobreza faz com que ela se torne mais dura e começa a gostar de ter seu próprio dinheiro, sem depender mais de ninguém. Há um visível amadurecimento da personagem, embora seja também evidente que ela nunca deixou de amar Robert, o que a impede de ficar com ele é o medo de deixar de ser quem é e depender de novo de alguém. Claro que a teimosia da protagonista irrita por vezes, mas é um casal que foi separado por outras pessoas, o que me fez torcer por eles o tempo todo.

Mais lindo que a lua foi uma obra que me agradou bastante, fiquei até enrolando para não terminar, queria ficar acompanhando um pouco mais dessa história e embora ela pudesse ter sido terminada já na metade do livro, gostei da abordagem da Julia Quinn ao colocar em Victoria algumas questões interessantes. Agora só me resta esperar pelo próximo livro da duologia das Irmãs Lyndon, e a irmã de Victoria, que sabe ganhar dinheiro como ninguém, me parece que será uma ótima protagonista.

FICHA TÉCNICA

Título: Mais lindo que a lua - Irmãs Lyndon # 1
Autora Julia Quinn
Nota: 4/5
Onde Comprar: Amazon

Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O Que Tem Na Nossa Estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

13 comentários:

  1. Oi Mi! Tudo bom?
    As protagonistas da Julia parecem, em sua maioria, sempre bem desenvolvidas. Pelo menos de acordo com algumas resenhas que eu já li - e isso é maravilhosoooo. Tô ansiosa pra começar a ler as obras dela logo, espero me apaixonar!

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  2. Eu não costumo me interessas pelos títulos dessa autora, mas por esse me interessei por falar da independência da mulher, vou colocar no skoob como um título para ler rs

    www.vestindoideias.com

    ResponderExcluir
  3. Tem obras que a gente fica desse jeitinho mesmo hahaha.
    Enrola, enrola e enrola, não porque não gosta do livro, mas porque não quer dizer adeus.

    Eu nunca li nada dessa autora, mas é porque não costumo ler romance de época.

    Tenha uma ótima semana.

    Beijos,
    Naty
    http://www.revelandosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi, Mi.
    Estou bastante interessada no livro, mas acho que já vi duas resenhas negativas a respeito da obra, talvez seja por essa vibe do personagem impôr sua vontade e as pessoas não conseguirem diferenciar isso do machismo que tenham feito com que a leitura não fosse agradável. Estava até com medo de não poder gostar da leitura, mas espero ansiosamente para ler.
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Mi, tudo bem?
    Nunca li nada da Julia Quinn, mas morro de vontade, apesar de romance de época não ser meu gênero favorito. Gostei da resenha, o livro parece ser bem interessante, mas não chamou tanto a minha atenção.

    Obrigada pelo carinho. Volte sempre!
    Um super beijo :*
    Claris - Plasticodelic

    ResponderExcluir
  6. Que lindinho *U*

    BEIJOS,
    WWW.THALITAMAIA.COM

    ResponderExcluir
  7. Oie Mi =)

    Acho que essa é a primeira vez que leio resenhas divergentes de um livro da Julia. Duas resenhas que vi no Instagram falaram que o mocinho tem um comportamento "abusivo" com a protagonista e isso me deixou com o pé atrás ...

    Desde A Soma de todos os Beijos não li nada da autora, por que meio que está me parecendo o mais do mesmo, sabe?

    Agora estou ao mesmo tempo curiosa e com receio do que vou encontrar aqui.

    Beijos;**
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  8. Olá, Michele.
    A Arqueiro lança mais romances de época do que eu consigo comprar e ler hehe. Mas já quero esse também. Não sabia que era uma duologia. Assim que der vou comprar.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  9. OI Mi, adorei a resenha . Sou louca para ler os romances da Julia Quinn, amo um bom romance de época e com esse não é diferente, o enredo me despertou grandes interesses e espero conseguir ler nos próximos meses.
    Beijos boa semana , adorei o post.
    bellapagina.blogspot.com.br
    Facebook: Bella Página

    ResponderExcluir
  10. oi Mi,
    A Julia arrasa nos livros dela, não tem jeito rsrs.
    Esse livro está na minha lista de leitura desde que saiu. Fico feliz em saber que muito bom.
    Bjs
    http://diarioelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi, Mi!
    Essa é a primeira resenha que leio desse lançamento e amei!! Adoro a escrita da Julia Quinn e achei a premissa desse livro diferente dos anteriores dela (se bem que me lembrou um pouco Um Perfeito Cavalheiro). Mas, enfim, gostei muito da premissa e já estou ansiosa para ler!
    Beijos

    Versos e Notas

    ResponderExcluir
  12. Ouço mts elogios sobre essa autora, mas nunca li nenhum livro. Acredita? Vou ver se compro. Bjs

    www.mayaravieira.com.br

    ResponderExcluir
  13. Olá Mi, tudo bem?

    Menina, somos duas! Sempre que a Arqueiro anuncia um lançamento da Quinn, dá vontade de soltar até fogos...hahaha. Ainda não tive tempo para ler este livro, mas está na lista. Gostei muito da resenha, a protagonista parece incrível e esse mocinho...Terei que ter paciência, haha.

    Beijos!
    Http://excentricagarota.blogspot.com.br

    ResponderExcluir